Felicidade de um querer

06:23

Engraçada é a forma com que os homens vão mudando os seus sonhos, esquecem-se das necessidades e formam determinados panoramas de novos desejos. Aconteceu-me o mesmo. Esqueci-me que a real importância está em mim e não naquilo que se vê em outras pessoas, aquilo que se chama de felicidade. A felicidade somos nós que a criamos com o coração que olha cá para fora e projecta em cada humano, em cada objecto, em cada momento uma proporção de felicidade. É o querer e não querer, é desejar e não, apetecer ou não apetecer. Lembro-me de ter depositado toda a felicidade que queria numa determinada pessoa. Passei momentos em fogo aberto quando ia para casa e sempre que a sua voz ecoava na minha mente eu escondia-me debaixo dos quentes lençóis. Mas quando ia para a rua a minha esperança dava-me a mão e os sorrisos acompanhavam a minha face sempre que a sua pessoa me era visível. Eu costumava dizer-lhe que o principal objectivo era fazer com que sorrisse mas hoje, se pudesse, dizia-lhe que o meu objectivo era fazer com que me fizesse sorrir, sorrindo. Fui ingénuo e totalmente descabido quando me apercebi que era capaz de criar felicidade e de a depositar em outros momentos pois a felicidade provém de acontecimentos e esses, se presenciados por nós, são os melhores. Por isso mesmo que hoje a minha felicidade lhe esteja depositada eu, com mãos de ar, não vou desistir de a procurar em momentos extraordinários pois o mundo é demasiado pequeno e a nossa felicidade está sempre por ai a espreitar-nos. 


(Há que saber ler as entrelinhas dos meus textos, nem tudo está em letras.)

You Might Also Like

62 comentários

  1. Por vezes temos de saber ler mais além, porque, muitas vezes, não é aquilo que aparenta ser :b

    Gostei imenso, como sempre!

    ResponderEliminar
  2. Olá Paulo!
    Foi bastante importante para mim ter agora lido esta publicação!

    Gostei muito!

    E vou fazer um esforço para me lembrar sempre onde está a minha felicidade.

    Abraço

    http://www.rabiscosincertossaltoemceuaberto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. não me vão tocar, acho que já me vacinei contra isso!
    já me disseram que podia já ter uma biblioteca com o meu nome ahah. adoro ouvir isto, mete piada, mas incentiva imenso! obrigada por gostares, é sempre bom saber que lêem os nossos textos e que ainda existem pessoas que se encaixam nas minhas palavras (:
    quanto a este post, a felicidade a cada momento pode aparecer, está reservada para nós, porque é um dos nossos grandes objectivos de vida, um dos grandes objectivos de um ser humano. é bom quando temos alguém que só de a mirar com os nossos olhos, nos deixa radiantes, mas a verdadeira felicidade, também não depende só de uma pessoa, depende de nós. dentro de cada um de nós, o desejo de ser feliz é tão grande, que nós mesmos nos esquecemos que a felicidade pode estar connosco. mas é certo, quando a nossa felicidade é gerada por alguém, não existe chão possível, existe sim a possibilidade de querer mais e mais dessa felicidade. mas sabes? há pessoas que não sabem dar valor à felicidade que têm, porque estão habituados a ela. outras pessoas, não tanto habituadas sabem que têm de a aproveitar ao máximo, porque afinal, qualquer dia ela acaba e nós caímos no chão. de qualquer modo, ela pertence-nos e é dela que a nossa vida é feita (:

    ResponderEliminar
  4. não sei porquê mas acho que a nossa conversa ajudou um pouco para este texto (não querendo ser manienta) . Consegues comentar-me ? acho que estou a ter problemas com o meu blog . E mais uma vez gostei do que escreves-te, expressas-te de uma forma serena e ao mesmo tempo com um encanto.

    ResponderEliminar
  5. e seres mau pode estar na tua essência, mas seres bom também está :C

    « Eu costumava dizer-lhe que o principal objectivo era fazer com que sorrisse mas hoje, se pudesse, dizia-lhe que o meu objectivo era fazer com que me fizesse sorrir, sorrindo. »
    tens mesmo razão :o

    ResponderEliminar
  6. opá, adorei! escreves tão bem paulo :)

    ResponderEliminar
  7. Gostei. O nosso problema é mesmo esse pensamos que só somos felizes se fizermos a outra pessoa feliz, quando não verdade é o contrario, o importante somos nós e os outros é que nos deviam fazer felizes.

    ResponderEliminar
  8. escreves muito bem, claro que gostei :)

    ResponderEliminar
  9. sinto-me feliz por ter ajudado, então. e muito, muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  10. só agora é que reparei no enorme comment que te fiz, meu deus :o

    ResponderEliminar
  11. Gostei imensamente como sempre :)

    ResponderEliminar
  12. Já alguém há muito tempo dizia: Somos felizes fazendo os outros felizes!
    "Eu costumava dizer-lhe que o principal objectivo era fazer com que sorrisse mas hoje, se pudesse, dizia-lhe que o meu objectivo era fazer com que me fizesse sorrir, sorrindo."

    ResponderEliminar
  13. claro que quero! :c vá láááá *-*

    ResponderEliminar
  14. "a nossa felicidade está sempre por ai a espreitar-nos."

    acho que nós é que estamos sempre a espreitar a felicidade.

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. "Eu costumava dizer-lhe que o principal objectivo era fazer com que sorrisse mas hoje, se pudesse, dizia-lhe que o meu objectivo era fazer com que me fizesse sorrir, sorrindo."
    Esta foi a frase que mais me fez pensar por entre todo o teu texto (e entrelinhas). Acho que, qualquer um(eu também o fiz), acaba por colocar a outra pessoa à nossa frente e denegrir a nossa necessidade de também sorrirmos..entendes? Desde que vejamos o outro sorrir, pensamos que isso é também a nossa felicidade. Mas, como tu o dizes, não é...a nossa felicidade é fazer sorrir e fazerem-nos sorrir...amar e ser amado. Sempre dualidade.
    Um grande beijo, continua assim **

    ResponderEliminar
  16. acredito que seja bom para ti :)

    ResponderEliminar
  17. Sim, claro.
    O meu primeiro nome é Helena :b

    ResponderEliminar
  18. A felicidade é sempre maior se a partilhar-mos (nada de ser egoísta xb). Está lindo, tinha que estar :)

    ResponderEliminar
  19. foi muito mau da tua parte dar-me esperanças :c

    ResponderEliminar
  20. extensas ou não, disseram tudo o que eu quis dizer :)

    ResponderEliminar
  21. não há palavras! fantástico :)

    ResponderEliminar
  22. esperamos sempre que a felicidade venha de fora, concentrada em algo, quando por vezes bloqueamos a felicidade que pode crescer em nós. No fundo o que mais conta é o que está nas entrelinhas

    ResponderEliminar
  23. pensamento positivo sempre ;)

    ResponderEliminar
  24. "A felicidade somos nós que a criamos com o coração que olha cá para fora e projecta em cada humano, em cada objecto, em cada momento uma proporção de felicidade." adorei muito.

    ResponderEliminar
  25. é verdade :)
    escreves mesmo muito bem, parabéns :b

    ResponderEliminar
  26. As veses procuramos a felicidade em algo ,mais ela está dentro de nós,bjos.

    ResponderEliminar
  27. Paulo you are the extraordinary time in this world. Such wonderful writing.

    ResponderEliminar
  28. Então o meu problema é não saber como utilizá-la *

    ResponderEliminar
  29. Dificil é conseguir trabalhar essa felicidade assim...

    ResponderEliminar
  30. ahah, sou sou :$
    O teu texto está muito bom, acho que acabamos sempre por achar que a nossa felicidade é para ser encontrada no que os outros nos proporcionam mas a verdade é que a felicidade é um bem nosso, somos nós que a vamos construindo com momentos nossos e por vezes tambem a encontramos num outro alguém é verdade mas a felicidade não se trata apenas dos outros,começa por nós mesmos, se é que percebes.
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  31. E eu vou "dizer" que és um ser Sublime... e os lápis da censura e “cusquice” ficam já atentos...é não é?
    Nas como há que saber ler entre linhas tu entendes e isso basta, tu entendes e eu entendo porque o digo e nem vou justificar uma única palavra. (só se o pensador assim o quiser).
    Gostava eu de saber escrever assim…todos nós um dia fomos ingénuos e voltaremos a sê-lo se assim achar-mos que se justifica…mas nós almas envoltas na luz, ainda que por vezes adormecidas, temos a noção clara de que assim será…certo pensador? Hoje esquecidos, mas o sol estará no amanhã para nos lembrar e acordar…de preferência com um sorriso nos lábios. (saltitante venho eu saborear os teus textos…ficou resposta no penúltimo post…claro já se sabe que esta Maria é assim). Bom fim de semana Pensador…Beijo n´oteudoceolhar.

    ResponderEliminar
  32. Seu texto mostrou os efeitos da sabedoria. É muito importante, aliás, mais que tudo, ser um pouco egoísta em termos de felicidade e de amor. Não podemos nos dar eternamente, sem reciprocidade. Você não está abandonando o querer, mas, tão somente, mudando a visão que tem dele.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  33. já faltou mais para me apetecer fazê-lo!

    ResponderEliminar
  34. visto nesse ponto de vista sim, mais vale :b

    ResponderEliminar
  35. sem duvida que é o mais importante, e obrigada *

    ResponderEliminar
  36. Não posso, ele quer lutar por uma historia que não tem futuro

    ResponderEliminar
  37. Eu gosto dos dois nomes, por acaso :b

    ResponderEliminar
  38. É bom saber isso, a sério :)

    ResponderEliminar
  39. não sejas rude então :c

    ResponderEliminar
  40. É um grande elogio esse que me fazes, obrigada :) e posso dizer o mesmo do que escreves, escreves mesmo muito bem, o teu blog é para mim um local que tenho de visitar sempre que há um novo post, porque dá prazer ler, principalmente pelo facto de haver muito nas entrelinhas (:

    ResponderEliminar
  41. já dá para comentar caso queiras comentar de volta com não tenho visto, avisa >< '

    ResponderEliminar
  42. " mas hoje, se pudesse, dizia-lhe que o meu objectivo era fazer com que me fizesse sorrir, sorrindo. "

    ResponderEliminar
  43. pois, se calhar é. eu sei, e também sei que vou conseguir ultrapassar isto tudo, custe o que custar!

    OBRIGADA!

    ResponderEliminar
  44. :)) Um tema bastante pertinente...
    Ser feliz ou não eis a questao...
    Gostei da forma como foi abordado.
    brisas doces*

    ResponderEliminar
  45. mas neste caso apenas preferem proteger quem conhecem à 2 anos e consideram melhor amigo e esquecerem quem conhecem à 11 anos que consideram melhor amiga que me posso magoar também **

    ResponderEliminar
  46. Não tenho andado muito atenta ao blog nem inspirada para escrever e já há muio tempo que não comentava nenhum dos teus textos, mas continuam extraordinários, como sempre. Mais ainda, escreves com o coração, e isso supera as próprias palavras, dá outra vida ao que dizes. A felicidade é de facto surpreendente. Espanta-nos muitas e muitas vezes, e sim, concordo que ela está sempre por aí escondida, à espera que a escontremos. Espero que encontres esses momentos extraordinários que se passam à nossa volta sem que às vezes nos apercebamos, e que sejas muito feliz. Um beijinho *

    ResponderEliminar
  47. Desejo-te muitos momentos extraordinários =)

    ResponderEliminar
  48. Lindo, a felicidade pode.se encontrar em qualquer lugar, esta espalhada por todo o lado, basta apesar abrir um pouco os olhos e .. la esta ela ;)

    ResponderEliminar
  49. é giro quando alguém se revê num texto nosso, quer dizer que out there há alguém como nós, que num certo tempo sentiu exactamente o que nós sentimos.
    Gostei imenso deste tbm, e acho que este texto não se aplica só aos homens, também eu me vejo várias vezes a mudar os meus sonhos e a esquecer necessidades.

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *