Alentejo.



Por vezes precisamos de tempo para nós mesmos. Precisamos dar uns passos atrás e voltar às origens para nos encontrarmos com a pessoa que outrora fomos. Precisamos conversar connosco e - de frente ao espelho - assegura-nos que o nosso reflexo é aquilo que, há uns anos, gostaríamos de ver.
Estou a respirar do meu Alentejo e o sol que me toca na pele, aqui, é diferente. É-me querido. O cheiro que há no ar é de mar e sal. Nas ruas está instalada a tranquilidade que me falta em mim. No silêncio encontro respostas que perdi em sonhos. Foi aqui que outrora fui feliz.
Aqui sinto-me mais perto de mim, aqui nutro os medos que pensei ter superado. Aqui guardo nos bolsos as palavras e expressões utilizadas apenas pela pessoa que sou em outros lugares. Mantenho-me escondido dos desejos e pecados que, o outro eu, está habituado a cometer. Aqui seria indecente, seria inapropriado. O Alentejo é grande mas as cabeças são pequenas. Há amor? Há. Mas é diferente. Não é mau nem menos bom e nem melhor que nos outros lugares mas é um amor peculiar. Aqui o tempo passa de maneira diferente e os dias parecem não ter fim, há tempo para tudo, há demasiado tempo.
Há uma certa nostalgia no ar e, por vezes o silêncio torna-se ensurdecedor para uma cabeça tão pensadora como a minha, mas aqui estou em casa. E tudo permanece igual. Até eu, que pensei ter mudado, estou igual. Não cresci, não evoluí. Cheguei aqui e sou aquele menino escondido atrás da palmeira, que corria atrás das galinhas e chorava para dormir na casa dos avós. 
Aqui recupero a minha essência e sinto-me seguro para voltar de onde vim e onde estou a construir a minha vida. E eu volto depois que o Alentejo é bom de mais para se aproveitar de uma só vez.

Em Viagem - Bali II

Hello seguidores!

Sei que ando a demorar muito para postar mas agora que estou de volta a terras de nossa majestade, prometo estar mais activo no blogue e postar as fotografias e os relatos da minha viagem a Bali. 



Uma visita à Geger Beach e uma a Padang Padang Beach. Paguei cerca de IDR 20,000 em cada uma para poder entrar pois tanto as praias como os templos em Bali são pagas as entradas. O que na minha opinião faz todo o sentido - os visitantes sentem-se na obrigação de preservar os locais. 



É muito usual ver pescadores e vendedores de bebidas e pulseiras nas praias. E é importante saber regatear os preços mas eu depois faço um post sobre isso quando falar sobre Ubud e o mercado. (estou desejoso de vos escrever essa parte da minha viagem)



A Padang Padang beach fica na zona sudoeste da ilha de Bali e é um local bastante frequentado durante a tarde porque no final do dia os visitantes vão para o Templo Uluwatu, a 100 metros acima do oceano, para ver o pôr-do-sol e um espetáculo de dança.



Se pensarmos bem no preço dos bilhetes das praias e alguns outros templos, a entrada do Templo Uluwatu não é muito diferente. O que custa é a Kecak Ramayana & Fire Dance, IDR 100,000 (€6,82) que pensando bem não é nada mas em comparação às outras coisas... Enfim, não estou aqui a queixar-me de nada! 

No caminho para o templo os pequenos macacos deixam-se conquistar com bananas e amendoins que as pessoas lhes dão para poderem tirar fotos com eles.



Para poder entrar no templo, por respeito aos Deuses, é necessário utilizar um Sarog caso se esteja de calções. É bastante engraçado ver toda a gente a usa-lo e algumas pessoas compraram os seus próprios sarogs. 





A dança neste templo do século XI é acompanhada por um coro de encantamento e canto de homens. 




Infelizmente a minha máquina não é das melhores coisas para fotografar e muito menos filmar estas deliciosas coisas então encontrei este video no youtube do templo e da dança para quem estiver curioso!






Então por hoje está tudo! Espero que estejam a gostar... 


EM VIAGEM - BALI I



Nos primeiros dias em Bali fiquei em Nusa Dua na zona sul da ilha. Por IDR 200,000 (€14,00) o próprio dono do hotel, Tanjung Sari Inn, onde fiquei foi-me buscar ao aeroporto. E IDR 1 200 000 (€84,00) foi o preço do quarto com pequeno-almoço incluído para 3 noites.


 

Só para curiosidade cada IDR 10 000 são cerca de €0,70. 

Embora o tempo seja quente, abafado digo, resolvi caminhar até encontrar uma praia e... desisti depois de 10 minutos a andar sem destino. E os taxis aqui têm o mau hábito de apitar a toda a gente o que se torna irritante a quem acaba de chegar de Londres e só quer descanso de barulhos irritantes. Enfim, para minha sorte - ou azar - um taxista levou-me para uma praia. (que por acaso ficava a menos de 2 min do meu hotel portanto fiz o caminho todo de volta). Ao lá chegar o taximetro nem esteve ligado durante a viagem e ele pediu-me IDR 40 000, pediu mais 30 000 e depois novamente os 40 000... Ou seja ao invés de me cobrar o mínimo (que era o que eu tinha de pagar por menos de 1km) queria cobrar-me mais. Mas ok, são só mais IDR 10 000... Pensei eu... E depois de lhe dar IDR 50 000 ele nem tinha troco!! Deu-me IDR 5 000. 

Ok. 

Na praia decidi ir fazer snorkeling (que correu super mal pois o senhor do barco largou-me em alto mar com o equipamento e ali se ficou, escusado é dizer que fiquei uns 15 min dentro de água e mesmo vendo alguns peixes não valeu a pena!) e depois fui à Turtle Island.

(eu relaxando num barquinho que a qualquer momento se podia virar)

Quando cheguei à Turtle Island ainda tive de pagar de entrada IDR 20 000. 


As tartarugas são presas durante o dia e depois soltas para o mar novamente e até existe um cantinho onde os ovos são depositados para chocarem e as pessoas assistirem à ida das pequenas para o oceano. E estas vivem até aos 210 anos enquanto outra espécie mais pequena vive apenas até aos 80. Vejam abaixo alguns dos amiguinhos que pude ver. 


Escusado é dizer que tive medo da maior parte deles, especialmente das cobras. Ainda encontrei aquela minha amiga que não via há muito tempo a agir naturalmente quando vê um macho...


E o prémio para maior e mais pequena fofura desta ilha vai para o pequeno Billy que me tentou roubar o guia de Bali para comer.


Depois restou relaxar no barco a caminho de casa! 


No dia seguinte fui até Padangbai para fazer mergulho e tirando a pressão dos ouvidos me destruir completamente adorei a experiência. Por apenas IDR 1 100 000 (€77,00) pude fazer 2 mergulhos. nestas águas cristalinas. (sem fotos *chorando*)

Outra coisa que nos cativa são as estátuas que são imensas e estão em todo o lado. São bem diferentes às que estamos habitados no ocidente.



Depois eu volto com mais fotos e posts.