Viagem da Saudade

13:27


Menina morena de cabelos longos. Sorriso de parar o movimento doce das nuvens. Olhos de caramelo e pernas delicadas. Passos desconhecidos e batimento cardíaco acelerado. Estava nervosa. Eu podia sentir o seu sangue a fervilhar pelas veias de encontro ao coração. Lambi a ponta dos lábios e entreguei-me à desconhecida tentação. Sentei-me ao seu lado e abri um livro que comprara por impulso e fingi deitar os olhos pelas letras. Virava cada página para elevar os olhos para a sua beleza e sempre que o fazia ela sorria-me e eu voltava a fugir. Secaram-se-me os lábios, as pernas tremeram e não foi com a velocidade com que o comboio se deslocava. Foi por nervosismo que se adiantou à conversa. A língua prendeu-se na boca, fugitiva dos meus actos e a impotência alcançou as minhas mãos. Reli o último parágrafo daquela página cinco ou seis vezes «Quando se sente a falta de alguém não se sente só a falta do seu corpo e do seu cheiro. Sente-se a falta do tempo que  vimos fugir com a saudade. Saudade que nos entrelaça as pernas no fundo dos lençóis naquelas noites em que o batimento cardíaco acelera confuso. A saudade continua a mentir ao coração. Mas a saudade termina quando chegamos ao destino e encontramos todas as bagagens que nunca nos vimos a fazer. E sabe-se lá quanto tempo demorou a viagem visto que nunca comprámos o bilhete de ida.»


You Might Also Like

103 comentários

  1. A simplicidade das tuas frases toca na alma de quem as lê, se é a toda a gente, não sei, mas a mim... toca! :)

    ResponderEliminar
  2. Que história fantástica! Quem me dera vive-la...
    Não sei se tiveste a oportunidade de a viver, mas espero bem que sim. Mas espero que o fim da história não tenha ficado assim, em aberto, sem mais qualquer ligação. Pois pelo que descreves-te essa bela rapariga (que também me "apaixonou" só de ler), deixou a sua marca no teu coração e que deverá perdurar durante algum tempo!
    Mas espero igualmente que essa rapariga, nunca te tenha feito, nem te faça, sofrer... (já sofres-te o bastante)

    ResponderEliminar
  3. está realmente lindo, adorei :)

    ResponderEliminar
  4. Olá!

    "...Sente-se a falta do tempo que vimos fugir com a saudade..."

    O que mais sinto falta do meu amor é disso, do nosso tempo juntos, tempo que não volta mais. Por mais que a morte seja certa para todos ela devia recuar quando visse um grande amor a se realizar.

    bjsss
    òtima noite pra vc!

    ResponderEliminar
  5. as tuas histórias desenrolam-se de uma maneira impressionante... e eu que nunca gostei de ler.
    cada viagem tem o seu percurso, mas todas elas tem o mesmo destino: a paz. nem sempre o comboio anda sobre linhas estreitas, e muitas vezes descarrila, e alguns de nós encontram ai a paz. por não saber o que acontecerá na viagem, devemos aproveitá-la ao máximo, e visto que não sabemos quando chegará a paz, devemos tentar criar a nossa própria paz (:

    em relação ao meu post, sim, o pensamento até se pode limitar pelo silêncio, mas se pensarmos bem, é nesse mesmo silêncio que ele se liberta mais, por tentar escutar aquilo que não se ouve, acabamos por escutar aquilo que pensamos... mas o silêncio não deve ser o causador desse pensamento, e devemos pensar sempre, para que sejamos pessoas... se há algo em nós que seja completa e exclusivamente nosso é o pensamento. tudo o resto vem por acréscimo .

    ResponderEliminar
  6. Paulo,

    quem nos diz que esse bilhete de ida, não será com volta?
    Óh! Pensador, como sois tão dócil ao pensar ao divagar...uma ternura. Maria gosta desse teu jeito delicado de estar e saber estar. Perdoa é todo um misto, as palavras o piano... e eu saboreando, parece que vejo o farol no pontão e o mar, vir "beijar" a areia...saudades, ai tantas!

    Beijo n´oteudoceolhar*

    ResponderEliminar
  7. Ohh, obrigado! :$

    LINDO o texto! (:

    ResponderEliminar
  8. AMEI ,
    - pois, esse é o problema, tomarmos por garantida uma coisa que nao o é , nem nunca o será !

    ResponderEliminar
  9. Oh meu pequeno :') és fantástico. E sim, descobri que estou muito melhor com as pequenas coisas que a vida me dá.

    BTW: ARRASASTE NOVAMENTE! O amor é uma coisa que adora raptar as melhores pessoas para uma viagem que nunca sabes quando irá terminar.

    <3

    ResponderEliminar
  10. muito obrigada, Paulo (:
    adorei *

    ResponderEliminar
  11. Saudade essa que mora eternamente no peito, e vai com a gente pra onde formos...abraços de boa quinta feira pra ti amigo...

    ResponderEliminar
  12. Esse transporte não exige bilhete. Ele o leva sem seu consentimento e, quando percebe, já fez a viagem... com o coração.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  13. ;c sim é ... estou um pouco em baixo não ligues.

    ResponderEliminar
  14. Meu Deus, que lindo.
    Adoro tudo o que escreves*

    ResponderEliminar
  15. eu perguntei se era uma dica porque tu disse-te : " dorme pouco, acorda cedo e faz exercicio "

    ResponderEliminar
  16. Meu caro,bom dia! =)

    Mais uma vez teu texto prendeu-me a ele... gostei muito!"A saudade continua a mentir ao coração. Mas a saudade termina quando chegamos ao destino e encontramos todas as bagagens que nunca nos vimos a fazer. " Lindo mesmo!

    Saudade, ai saudade... :(

    Bjnhos e continua!

    ResponderEliminar
  17. Meu caro,bom dia! =)

    Mais uma vez teu texto prendeu-me a ele... gostei muito!"A saudade continua a mentir ao coração. Mas a saudade termina quando chegamos ao destino e encontramos todas as bagagens que nunca nos vimos a fazer. " Lindo mesmo!

    Saudade, ai saudade... :(

    Bjnhos e continua!

    ResponderEliminar
  18. adorei, está fantástico, mais uma vez :)

    ResponderEliminar
  19. Não parece, cada vez mais sinto que todas as minhas amizades se afastam :x
    O texto está estupendo, como sempre (:

    ResponderEliminar
  20. Seus escritos são de tamanha leveza que às vezes perco-me com os pensamentos. Adoro vir até seu blogue.

    Abração.

    ResponderEliminar
  21. beautiful, uma vez mais :)

    ResponderEliminar
  22. a saudade, seja pelo que for, tem dessas coisas.
    gostei muito do post, como sempre. :)
    continua. *

    ResponderEliminar
  23. Amo tanto ler as tuas histórias :)
    São magicas as tuas palavras, as tuas frases :)
    Beijinhos* Love youuu <3

    ResponderEliminar
  24. era impossível não gostar *.*

    ResponderEliminar
  25. É a saudade a fazer batuque no peito.

    Ah Paulo, vc escreve tão bonito.

    ResponderEliminar
  26. é caso para dizer que a inspiração 'voltou'? No teu ponto de vista, que eu nem dei conta de ela ir (;

    ResponderEliminar
  27. Bom dia doce amigo!
    Descreves tão bem tais sensações que de alguma forma me fez viajar e visualizar tal cena...simplesmente fantastico!
    SAUDADE...uma longa viagem sem sequer sair do lugar, as vezes alegre, as vezes triste, mas sempre prazerosa.
    Linda quinta feira pra ti, beijinhos carinhosos de LUZ!

    ResponderEliminar
  28. Há histórias assim, num misto de emoções. complexamente simples. há amores assim, começam num breve olhar e, quem sabe, se perpetuam no tempo - sim, existem amores eternos -.

    beijinhos*

    ResponderEliminar
  29. isso é verdade *
    a última parte também é da tua autoria? ;)

    ResponderEliminar
  30. pois , é essa a razao para muitas amizades simplesmente acabarem ;s

    ResponderEliminar
  31. Tenho um desafio para ti no meu blog!

    ResponderEliminar
  32. este texto esta absolutamente fantástio, adorei a forma como termina. Esta sugestivo, cativante, adorei

    ResponderEliminar
  33. Oiie!
    voltei, depois de um tempo..
    desculpa a demora pra responder, estava de adaptando ao ritmo da facul :)
    volta lá?
    beijo grande!!

    ResponderEliminar
  34. Nao tens de agradecer, obrigada eu por leres o que escrevo (:

    Pois, por vezes não conseguimos perceber como é que o amor acontece, o que é que o levou a crescer

    ResponderEliminar
  35. tão, mas tão bonito Paulo *.*

    ResponderEliminar
  36. era, os teus textos são perfeitos *.*

    ResponderEliminar
  37. é que está magnífico *.*

    ResponderEliminar
  38. tu dizes cada coisa... parece tão simples, mas lá no fundo, declaras uma certa beleza no que dizes

    ResponderEliminar
  39. Ia ser bué estupida se não aproveitasse o que tenho :'/

    Paulo <3

    ResponderEliminar
  40. já sabes que sempre que dizes que eu escrevo bem, para mim é como se fosse um ídolo a dizê-lo ihih ;)
    mas ainda bem que gostaste pequeno **

    ResponderEliminar
  41. não tens de agradecer, já o deves ter ouvido vezes sem conta :)

    ResponderEliminar
  42. exagerada? Não, apenas realista :o

    ResponderEliminar
  43. Concordo plenamente! E, na maior parte das vezes, cresce por causa de pequenos gestos, mas que estão carregados de um enorme significado

    ResponderEliminar
  44. Não seria. SOU.

    desculpa Paulinho... x.x

    ResponderEliminar
  45. É verdade, é mesmo o amor que os faz ter signicado! Não podia estar mais de acordo (:

    ResponderEliminar
  46. mas acredita que deste $:
    amei este texto, está simplesmente perfeito *o*
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  47. bem que preciso de 'felicidades' sinceras, é q ás vezes isto não é fácil

    ResponderEliminar
  48. não Paulo, realista somente :b

    ResponderEliminar
  49. Muito bom sim senhor. Gostei bastante :)

    ResponderEliminar
  50. A naturalidade com que estas palavras são escritas por ti fascina-me :D

    ResponderEliminar
  51. tens razão :/

    gosto bastante de si pequenote

    ResponderEliminar
  52. Love your writing. I also like the sunlight on the surfer. Excellent photo.

    ResponderEliminar
  53. "A saudade continua a mentir ao coração." Só tenho a dizer: Perfeito :') Beijinhos meu doce *

    ResponderEliminar
  54. ainda bem porque é mesmo verdade :)
    eu sei eu sei **

    ResponderEliminar
  55. sim, e são momentos que nunca se esqueçem :)

    ResponderEliminar
  56. sim, e são momentos que nunca se esqueçem :)

    ResponderEliminar
  57. Estou bastante de acordo, por acaso não tenho estado nos meus melhores momentos mas báh (:

    ResponderEliminar
  58. mas nem sempre querendo mais, temos o que queremos *

    ResponderEliminar
  59. Está lindo, como sempre *-*

    ResponderEliminar
  60. Um otimo final de semana pra ti amigo...abraços...

    ResponderEliminar
  61. Oi Paulo,
    descxulpa por demorar a responder, andei meio afastada do blog esses dias, mas tô de volta, agradeço pela visita e fique à vontade para voltar quando quiser, será um prazer te receber!

    Um lindo final de semana para ti.

    Beeijo

    ResponderEliminar
  62. Que lindo seu Blog, cheio de sensibilidade e Luz!!!
    A entrada do Blog já é pura poesia, AMEI!!!

    Tenha um Lindo Fim de Semana!!!
    Muita Luz!!!

    ResponderEliminar
  63. Sua escrita é cativante do início ao fim! Será mais que uma satisfação seguir seu blog!!! Abração...

    ResponderEliminar
  64. ok chega, ahah :b
    quando publicas um novo texto? *-*

    ResponderEliminar
  65. depois da tempestade vem a paz, e é isso que eu gosto :)

    ResponderEliminar
  66. obrigada :$ ainda bem que gostaste !
    beijinho !

    ResponderEliminar
  67. Paulo!
    Mais uma verdadeira história magnifica!
    Adoro a forma como descreves cada momento, até os pormenores.
    Amei de mais essa parte : "«Quando se sente a falta de alguém não se sente só a falta do seu corpo e do seu cheiro. Sente-se a falta do tempo que vimos fugir com a saudade. Saudade que nos entrelaça as pernas no fundo dos lençóis naquelas noites em que o batimento cardíaco acelera confuso. A saudade continua a mentir ao coração. Mas a saudade termina quando chegamos ao destino e encontramos todas as bagagens que nunca nos vimos a fazer. E sabe-se lá quanto tempo demorou a viagem visto que nunca comprámos o bilhete de ida.»" . Parabéns ♥

    ResponderEliminar
  68. Duvido muito, para mim o sempre não faz sentido algum :x

    ResponderEliminar
  69. Duvido muito, para mim o sempre não faz sentido algum :x

    ResponderEliminar
  70. Por mais que o tempo me mostre o contrario irei acreditar nisso com muita força!
    Obrigada Paulo *.*

    ResponderEliminar
  71. a sério? boa, quando acordar venho logo ler *-*

    ResponderEliminar
  72. Nem mais, dolorosa de mais ! :|

    ResponderEliminar
  73. Eu adoro ler-te desde sempre :)) ***

    ResponderEliminar
  74. Gostei da música.

    Novo desafio musical:

    http://ocantinhodomestre.blogspot.com/2011/07/desafio-musical-n-4.html

    ResponderEliminar
  75. Tens uma maneira incrivel e bonita de escrever, adorei!

    ResponderEliminar
  76. ai, adorei mesmo os teus textos :o , pois embora sejam lindos, são de todo sinceros :)
    ESTÁ LINDO (:
    vou seguir o teu blog, segue também o meu *.*

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *