Pequeno Poeta.

05:20

Poeta de alma pedinte, costuma procurar nas ruas da sua vila um escape para a rotina sofrida que leva em busca pelo amor que nunca chega para lhe afagar o peito. Com tantos pensamentos e sentimentos que gelam a garganta fadigada e fervem o coração deste Poeta, sentiu-se obrigado a depositar toda a esperança numa pequena garrafa de ilusão para que as mãos trementes não a deixassem cair. Poeta volta a casa, entra no desespero e volta a escrever de alma na mão. Escreve até queimar a ponta dos dedos no carvão, escreve até a sua língua secar das palavras ler com ênfase em voz alta, escreve até as pernas se esticarem, cansadas, no chão de madeira. Escreve e ao mesmo tempo a sua garrafa ilusória continua a encher, gélida como o gelo mas quente como um forno ligado que aquece o bolo da esperança. Enche até não poder mais, mas o Poeta não sabe qual será esse dia por isso continua a encher a pequena garrafa; continua preso no seu sonho de transportar o seu amor para alguém. E só espera que devido ao amor estagnado que não conhece, o peito não fique gelado pois a alma vagueou na escrita e partes dos seus sonhos foram armazenados na pequena garrafa que, na vila, a perdeu.

You Might Also Like

110 comentários

  1. Lindo lindo lindo lindo liindooo :D Maravilhosoo *.*

    ResponderEliminar
  2. Amei!
    Cada palavra tua faz.me pensar...
    Sabes que quero que sejas feliz: Feliz com quem realmente amas...
    LoveYou <3

    ResponderEliminar
  3. como tinha dito, sabia que iria gostar :)

    ResponderEliminar
  4. Olá!
    Olha eu aqui outra vez!
    O poeta anda escrevendo sentimentos que sempre de todas as formas direta e indiretas, os tem em seu coração, pedindo paixão, caminhando para o bem a quem mesmo que não saiba se o terá, o seu tão desejado bem!
    Lindo seu texto, expressa a Solidão lutando por alguém!
    Beijo
    Bom Domingo
    Aline

    ResponderEliminar
  5. Sim, para quem se identificar com as letras dela. como é o meu caso. Grande texto. MARAVILHOSO **

    ResponderEliminar
  6. Que lindo +.+
    "Escreve e ao mesmo tempo a sua garrafa ilusória continua a encher, gélida como o gelo mas quente como um forno ligado que aquece o bolo da esperança." - frase fantástica :)

    ResponderEliminar
  7. é tão horrível quando nos sentimos assim. Detesto mesmo -.-

    ResponderEliminar
  8. Gostei mesmo. e adoro o blog. sigo*

    ResponderEliminar
  9. Que lindooo *o*
    As tuas palavras, a maneira como as encaixas nas frases, é tão lindo <3
    Amo-te Irmão <3

    ResponderEliminar
  10. Obrigada :) mas nada comparado com o teu!

    ResponderEliminar
  11. Muito mal dormidas, andar sem apetite, mudanças de humor. Consegue ter bastantes efeitos em nós, infelizmente!

    ResponderEliminar
  12. eu elogio-te e tu insultas-te, é bem é bem Paulo xD
    quanto ao texto... nem sei! está tão lindo, a sério *.*
    toca aqui no coração :$ <3

    ResponderEliminar
  13. e o pior é que muita das vezes nem vale a pena -.- mas espero que nao seja o caso de nenhum de nós :)

    ResponderEliminar
  14. Enquanto espero por ser amada, escrevo. Escrevo para me sentir melhor, escrevo porque amo. Escrevo e espero... Pois um dia ele virá, e aí, eu não vou escrever porque amo, mas sim porque sou amada!
    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  15. Está muito querido, mesmo :)
    With love, Diana <3

    ResponderEliminar
  16. Pois, é normal.
    Quando o coração dói e aperta cá dentro, a arte é sempre a solução. Uns cantam, outros dançam, há quem escreva e ainda há os que desenham.

    ResponderEliminar
  17. Ora essa, nada que agradecer fofinho <3

    ResponderEliminar
  18. Sonhos que crescem dentro de nós.
    Uma procura que não se cansa
    Uma vida que não descansa
    Até encontrar o seu amor
    Na palavra ou nos gestos
    Nas sombras ou na garrafa

    ResponderEliminar
  19. vontade de fazer isso as vezes.

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. este entrou e nunca vai sair, melhor amigo há só um <3

    ResponderEliminar
  21. as vezes da vontade de fazer isso mesmo.

    Beijo moça,. lida semana

    ResponderEliminar
  22. Olá <3,

    Gostei muito do seu blog, aliás, gostei de tudo por aqui, já add. Quanto ao poeta, é bom saber (ele pode escrever, eu nunca me canso de ler). Beijos!!

    ResponderEliminar
  23. E que um dia seja o amor a transbordar.

    ResponderEliminar
  24. Obrigada eu :)
    AMOOO :')
    está lindíssimo este teu texto :$

    ResponderEliminar
  25. escreves muito bem, parabéns *

    ResponderEliminar
  26. Aonde é que vai arranjar semelhante imaginação e originalidade?

    ResponderEliminar
  27. Um dos meus preferidos *.*
    E curti bué das fotos também!!!
    *

    ResponderEliminar
  28. Por vezes são estas situações de desespero pela qual alguns poetas passam que fazem com que eles escrevam os brilhantes poemas que escrevem...

    ResponderEliminar
  29. Txi Paulinho que exagero :$ Sou uma simples amadora que gosta de fazer uns clicks ^^ *

    ResponderEliminar
  30. Como são perceptíveis cada palavra do teu texto, cada sentimento, cada momento...

    Mas quando chegará esse momento? O momento de quebrar a "garrafa ilusória" e tudo se tornar realidade...
    (E agora falo um pouco por mim, não sabendo se te é aplicável)
    Por vezes dou por mim a pensar se eu querei que esse momento chegue, pois mais parece que quero continuar a escrever sobre o que me vai na alma, pois esta já foi entregue a uma única pessoa, não querendo-a (a alma) de volta, pois não a quero entregar a mais ninguém.
    Mas não percas a esperança de poder amar mais alguém, mesmo que nunca esqueças o teu único e verdadeiro Amor. Parece-me que tens muito de ti para dar!!!
    Há algum tempo que pensei uma coisa acerca do que escreves: "como será possível aquela rapariga/mulher não se derreter com tudo o que ele escreve, como é possível ela não voltar a ligar, como é que é possível ela não querer voltar para ele?". Não consigo perceber (nem tenho que me meter neste assunto!)
    Talvez uma mudança de ares te pudesse ser positivo... (mas estas parecem acontecer só quando não se quer!)

    ResponderEliminar
  31. Mais um belo momento =)
    Uma garrafa dessas não se pode perder.
    Obrigada poeta!
    Bjinho*

    ResponderEliminar
  32. pois depende , obrigada :)

    ResponderEliminar
  33. Pena é que isso não nos deixe muito mais felizes :s

    ResponderEliminar
  34. porque também és muito querido :b
    e mais uma vez, adorooooooooo *

    ResponderEliminar
  35. Epá oh paulo, assim não dá! Venho eu a pensar que ia ver um poema e afinal nicles! esse título é publicidade enganosa! LOl

    Estou a brincar. :p

    ResponderEliminar
  36. O importante é acreditar sempre.

    Um beijo e feliz em conhecer este espaço gostoso

    ResponderEliminar
  37. "E só espera que devido ao amor estagnado que não conhece, o peito não fique gelado pois a alma vagueou na escrita e partes dos seus sonhos foram armazenados na pequena garrafa que, na vila, a perdeu."
    p-e-r-f-e-i-t-o! :')

    ResponderEliminar
  38. Oi. Visite o meu novo blog, Amigos dos Animais. Se gostas de animais, de certeza k vais gostar de ver este blog. Bj ^-^
    http://lovely-vidaanimal.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  39. Colega Tania :)maio 23, 2011

    Um pequeno, grande poeta, Com um enorme olhar sobre a escrita, e, vá, um enorme coração, também!!
    Adoroo <3 :)

    ResponderEliminar
  40. Sabes bem que eu gosto muito de brincar! eheh :P

    Eu sei que sou! Não precisas realçar isso! :(

    lol

    ResponderEliminar
  41. *-*

    Tem selinho pra vc no meu blog..

    Beijos meus.
    Patrícia Oliveira

    http://momentosdapathy.blogspot.com/2011/05/100-seguidores.html

    ResponderEliminar
  42. és pois :o
    há sempre algo assim, é aprender a viver com isso ;s

    ResponderEliminar
  43. não sei se há de voltar :s

    ResponderEliminar
  44. Sinceramente, amo ler o que escreves!

    ResponderEliminar
  45. não tens ideia viver preocupada com quem se ama :s
    obrigada <3

    ResponderEliminar
  46. Qe texto triste..
    Mas tu nao és como o pequeno poeta, pelo contrario :)

    ResponderEliminar
  47. realmente concordo contigo, deixa mesmo uma pessoa lixada :x

    ResponderEliminar
  48. A Benny é a personagem que me está a dar mais gozo escrever! :') ***

    ResponderEliminar
  49. Fico tão felicíssima por saber isso, Paulo :')))

    ResponderEliminar
  50. Como eu gosto mesmo das tuas palavras, porque tu sabes o que dizes e tudo o que dizes está certo e claro.
    Obrigada por todas as palavras que não vou esquecer, muito menos daquelas forças que me dás :) <3

    ResponderEliminar
  51. Isto de estar algum tempo sem se ver a pessoa de quem se gosta é um bocado mau, depois até pode começar a gerar desentendimentos, mas agora já está tudo bem. Obrigado pelo apoio, abraço

    ResponderEliminar
  52. Oi Paulo! Se possível passa lá no blog para votar na minha poesia que está concorrendo ao Pena de Ouro, ok?
    Beijos
    Zelia

    ResponderEliminar
  53. nem sempre as amizades são fáceis :s
    e obrigada!


    espero que não estejas, de algum modo, a retratar-te nesse Poeta..

    « Escreve até queimar a ponta dos dedos no carvão, escreve até a sua língua secar das palavras ler com ênfase em voz alta, escreve até as pernas se esticarem, cansadas, no chão de madeira. »
    tantas vezes a escrita é o que mais nos ajuda (:

    ResponderEliminar
  54. obrigada ;$$ ainda bem que gostaste !

    ResponderEliminar
  55. acho que vou escrever num cartaz " precisa-se de abraços " a ver quem me dá um para ver se me sinto melhor

    ResponderEliminar
  56. É bem verdade o que disseste, há que aproveitar enquanto que se pode e viver um dia como se fosse o ultimo, pois nunca podemos saber o dia de amanha... :x

    ResponderEliminar
  57. Não importa que tenha perdido a garrafa. É POETA! Esse ser que cria do nada, que faz nascer sonhos e alimenta esperanças. Que coloca flores até em campo minado.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  58. Mas, se reparares, a arte fica mais bela quando é feita por alguém que sofre.
    Por exemplo, as músicas mais bonitas são aquelas compostas e cantados por um coração partido.

    ResponderEliminar
  59. então o amor está difícil para estes lados? :x

    ResponderEliminar
  60. Oh, claro, quando estamos alegres as coisas também saem bem (:

    ResponderEliminar
  61. Olá amigo teu cantinho nauta é espetacular. Sou a Lindalva da ilha e administradora do Ostra da poesia, vim conhecer teu cantinho e informar que teu voto foi computado com sucesso no Pena de Ouro, lembrando que o evento vai até o dia 29 e conto com tua participação até o final. E falando em participação não esqueça de trazer para teu recanto o SELO PARTICIPAÇÃO o qual é oferecido a todos que estão na brincadeira, seja como poeta ou visitante. Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  62. parece que sou das poucas pessoas que não, hum, nunca estive apaixonada, por isso nem sei o que isso é :s
    mas vais ver que tudo fica bem :s

    ResponderEliminar
  63. Adorei o texto, escreves muito bem (:

    Bjúhs :*

    ResponderEliminar
  64. Adorei o texto, escreves muito bem (:

    Bjúhs :*

    ResponderEliminar
  65. hum, talvez não sei... também 'perco' as coisas boas, não?

    ResponderEliminar
  66. então isso de amores está mesmo mau para ti :x

    ResponderEliminar
  67. vais encontrar, vais ver (:

    ResponderEliminar
  68. é só para variar um bocadinho (:

    ResponderEliminar
  69. mas neste momento gostas de alguém é? :x
    *se não quiseres, não tens de responder!*

    ResponderEliminar
  70. é bom ser pequeno e ainda assim ser poeta...

    "pequenina e tambem gigante.."


    boa semana querido, bjus

    ResponderEliminar
  71. O peqeno poeta esta triste por nao ser correspondido, tbm te sentes assim ?
    Tbm espero qe sim, tenho é de continuar a procurar :)

    ResponderEliminar
  72. obrigada , é pena ter de estudar hoje a tarde também!

    ResponderEliminar
  73. Profundo, por isso que é tao tocante e lindo, mete.mos a pensar!
    good job

    ResponderEliminar
  74. Entao se sentes, só espero qe te animes :)

    ResponderEliminar
  75. Temos sempre um sitio onde guardamos os sonhos, pensamentos, emoções. Um sitio escondido e só nosso. Quando o perdemos resta-nos encontrar outro lugar ou achar o que perdemos, para que não pare nas mãos erradas. No final, encontramos o que perdemos quando menos esperamos e nas mãos de alguém que queremos que fique com o que perdemos. (Não penses nisto, Pali)

    ResponderEliminar
  76. Que aqueças o teu coração, com a mesma persistência e muita confiança.
    Amor é isso tudo.
    Um dia, virá...


    SOL da Esteva
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *