Saber e Não Ser

12:54

Sei exactamente o que custa ser a última opção. Como aquela sopa de ervilhas, que está no menu mas ninguém escolhe porque o restaurante é chique e o prato da lagosta parece mais saboroso e brilhante. Sei o que estar sentado ao canto, numa espera infinita por alguma mão que me socorra da escuridão. Sei o que é ser esquecido, deixado de parte por aqueles que já se encontraram com outros olhos e que, agora, não parecem precisar dos meus. Sei exactamente o que é sofrer, calado, e por fora mostrar um sorriso para que me deixem passar sem justificações de todas as feridas na alma. Sei o que é ter medo da felicidade porque a sua caixinha vazia de ilusões é tudo o que me aparece. Sei o que é gritar por dentro, arranhar a garganta toda com os pedidos de ajuda que não chegam aos ouvidos de ninguém. Sei o que é ser recusado. Sei o que é ter vergonha. Sei o que é sofrer. E no meio de tanto saber ainda não sou inteligente o suficiente para deixar de cair. No entanto não parei de tentar viver. Porque para deixar de sofrer é preciso lutar e, encostar-se à sombra da dor só serve para que a nossa alma se perca ainda mais num sorriso que vai desvanecendo de dia para dia... As quedas são naturais e ajudam-nos a lidar com problemas futuros, ajudam-nos a amadurecer, a ser gente.


You Might Also Like

32 comentários

  1. Tiraste-me as palavras da boca.
    Tal como tu também sei o que isso tudo é e dou valor às tuas palavras sentidas, bem explicitas em frases muito bem construídas. Todo o teu texto deixou-me desperta, atenta, de chama acesa no coração... pois não sou a única que no meio de tanto saber ainda não inteligente o suficiente para deixar de cair.
    Mas penso que a nossa vida é feita de altos e baixo e por ai haverão muitas quedas e também vamos erguer muitas vezes a cabeça.
    adoro o teu blog!
    http://mysoul-cate.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Paulinho :)

    Continuas a escrever maravilhosamente bem e o blog está mesmo giro, gostei muito ^^

    Novidades em ambos os blogs ;)
    Beijinhos <3*

    http://martaaraujoavon.blogspot.pt/2012/12/espumas-de-banho.html

    ResponderEliminar
  3. "E no meio de tanto saber ainda não sou inteligente o suficiente para deixar de cair." Frase que me chamou tanta atenção além de toda obra, tanta vivência e ainda nos esbarramos em situações semelhantes de cada dia, será a coincidência da vida ou o desejo de aprender mais?
    Os dois se esbarram num abraço pela nossa vida.
    Abraços meu caro amigo!

    ResponderEliminar
  4. Nem todos os sentimentos são bons, por vezes , chegamos a sentir coisas mesmo muito más, mas também fazem parte certo ? assim quando nos sentirmos algo melhor, aprendemos a dar-lhe mais valor :)

    ResponderEliminar
  5. Sabemos reaccionar ante nuestros obstáculos diarios, sabemos las trabas de la Vida y sus inconstancias y, siempre, intentamos disimular.
    Es cierto; las caídas son naturales y vitales, adquiriendo con ellas la suficiente experiencia y sabiduría para confrontar el Camino, que no es de espinas; pero, tampoco, de Rosas aromáticas.
    Precioso Relato, Paulo.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  6. O importante é saber ser forte!

    ResponderEliminar
  7. É, eu acho que sei também.
    "Sofrer calado"... sofrer sozinho/a mesmo desejando compartilhar apenas o silêncio com alguém.
    Mas como você disse: as quedas são normais, são feitas para serem sentidas. Feitas para serem caídas e depois, já recolada no lugar de origem, com alguns arranhões... estarás pronto para mais uma exibição...

    ResponderEliminar
  8. Penso que nunca seremos detentores do saber. A aprendizagem acompanha-nos até à nossa última morada.
    Abraço meu

    ResponderEliminar
  9. o mais saudável de senrir :)

    ResponderEliminar
  10. Obrigada, muito, muito obrigada :)
    fico muito contente ^^ um beijinho*

    ResponderEliminar
  11. Nossa, que texto maduro!
    Mas a maturidade vem com o sofrimento, né. Em meio a esse tanto saber e tanta maturidade, a gente se torna apto a perceber que somos muito pouco, apesar do nosso desejo de acabar com a indiferença.
    Até mais :D

    ResponderEliminar
  12. Gostei imenso do texto. Também sei muitas dessas coisas, todas elas pequenos abismos dentro de nós a quererem a nossa queda.
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Olá Paulo!

    Perfeito seu texto e bem construído.
    As quedas são importante e naturais, nós ajuda a crescer e amadurecer.

    Deixo um grande abraços!
    Ótimo fim de semana!

    Clique-Refletindo com a Smareis

    ResponderEliminar
  14. Estamos a poucos Dias do Natal
    agradeço seu carinho no decorrer de mais um ano ,
    que esta chegando ao Fim.
    Só tenho que agradecer a Deus por sua amizade,
    agradecer acima de tudo Deus por ter preservado
    minha vida por mais um ano.
    Em meio a tantos obstáculos passando
    por cada um deles movida pela fé e esperança de Dias melhores.
    E para encerrar o Ano com chave de ouro coloquei
    mais um livro em sorteio no meu blog.
    Para participar basta ser seguidor colocar o selinho de participação que esta na postagem do meu blog
    manter seu blog atualizado pelo menos 8 dias no Dia do sorteio.
    Conto com sua participação.
    Uma abençoado final de semana beijos no coração,Evanir..

    ResponderEliminar
  15. Um texto lindo. Esse saber que nasce de todo o sofrimento pelo qual passamos, é como uma conquista; porém, continuamos a cair, continuamos a magoar-nos. Porque é assim que se vive, é assim que nos tornamos fortes.
    Tenho um selo para ti no meu blog*

    ResponderEliminar
  16. As quedas nos ensinam a caminhar. É a lei brusca da vida.

    ResponderEliminar
  17. Força, Paulo! E tenta manter sempre a cabeça erguida.

    ResponderEliminar
  18. Olá!
    adorei a tua escrita. Gostaria de te convidar a visitares também a “minha casa”. Espero que te sintas lá tão confortável quanto eu me senti na tua! ;)
    Votos de muitos sucessos.
    beijinho
    http://cottoncandy-peaches.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. Olá,
    Gostaria de parabenizar vc pelo blog, eu tbm tenho meu espaço , feito recentemente, que é dedicado a literatura, música, arte etc, espero que goste!
    Gostei daqui por isso virei um seguidor!

    Bjos

    ResponderEliminar
  20. Oi Paulo,
    "Sei exactamente o que é sofrer, calado, e por fora mostrar um sorriso para que me deixem passar sem justificações de todas as feridas na alma. "
    Hoje estou me encontrando nos versos alheios,é assim que me sinto.
    uma ótima semana,abraço!=)

    ResponderEliminar
  21. Sei como te sentes.

    "E no meio de tanto saber ainda não sou inteligente o suficiente para deixar de cair.", sem dúvida, a minha parte preferida.

    De certa forma, a minha última publicação tem algo parecido com o teu texto, pelo menos, o mesmo sentimento. É curioso quando existe alguém que passa e sente o mesmo que estamos a sentir no mesmo momento. Por vezes, até está mais perto do que nós imaginamos. Eu sei que todos dizem, alguns dizem só por dizer, mas aqui fica: "o que não nos mata, torna-nos mais fortes."

    Força! Abraço

    ResponderEliminar
  22. adorei e só quem passou por isso sabe o quanto essas palavras fazem sentido! mas eu acredito que isso tudo acaba um dia e que, em dada altura, seremos a primeira opção :)

    ResponderEliminar
  23. Não dá pra aprender sem nunca ter errado, é como os primeiros passos de uma criança..ninguém nasci sabendo.As vezes tudo se torna cansativo e monótono, mas precisamos continuar vivendo ou se preferir sendo levado pela maré do passado.

    ResponderEliminar
  24. As quedas, por muito que nos custem e que sejam sofridas, são sempre uma forma de aprendizagem!

    ResponderEliminar
  25. Talvez, cair. Mas, o importante mesmo, é sempre levantar.

    ResponderEliminar
  26. Também acho que são naturais e ainda digo que deveriam ser obrigatórias para sermos melhores.

    É difícil e muito dolorido, mas, como costumo dizer: temos que tomar nosso tempo, nos levantar, limpar os joelhos, e continuar, mesmo que ainda bambos...

    Gostei daqui...

    Abraço,

    Rafael

    ResponderEliminar
  27. quando encontro um rapaz no blog fico sempre sem palavras, porque escrevem coisas que eu nunca pensei ler de um rapaz. Adoro boas surpresas :)

    ResponderEliminar
  28. OI PAULO!
    EM TEU TEXTO ESTÁ O QUE MUITOS SENTEM E NÃO FALAM, SOFREM CALADOS PARA NÃO SE EXPOREM.
    QUE SIRVA DE ALENTO, ATÉ PARA QUE SAIBAM QUE NINGUÉM É MELHOR OU PIOR, SOMOS TODOS MEROS SERES HUMANOS, FALHOS, NAS, SEMPRE A PROCURA DO ACERTO, CAINDO E LEVANTANDO.
    ABRÇS
    http zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI://

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *