Sem Asas Para Voar

11:07

Estou aqui, juntinho a ti, e sei que não me vês. Mas eu estou aqui, dando-te a minha mão e transportando a minha força pela vontade de te ver feliz. E aqui estou eu, não deixando que caias mais uma vez e não me importando por aquilo que possa acontecer. Não me importando que apenas vejas o teu reflexo no espelho em que também me encontro. Mas de certo que me poderias observar também, poderias mergulhar nos meus olhos e salvar-me do oceano da desilusão. Poderias retribuir o abraço que te dou em sonhos e o beijo que peço ao vento que te leve. Mas limitas-te a esquecer sem nunca te lembrares. Não sabes, recusas tentar saber. Permites apenas que o desespero se acumule até os teus olhos não suportarem mais. Procuras o infinito das nuvens sem saber voar. E se recusas ver aquilo que tens do teu lado jamais darás valor ao céu depois de o alcançares. Mas não importa se não me vês, se não me sentes. Porque se estou aqui é porque te compreendo, porque precisas de mim e eu de ti. Não deixes que te façam cair. Não deixes que te magoem, a ti, a mim. E se aqui estou é porque confias em mim mesmo sem me dares o devido valor. E eu protejo-te a ti, se me protegeres a mim. Apenas observa-me, ou tenta, não te esqueças que estou aqui. Porque se me vou, tu vens comigo... ou não seria eu o teu coração.



You Might Also Like

24 comentários

  1. Suas palavras traduzem muito bem esses sentimentos, me emocionei ao ler e em momentos o que foi dito ai me vestiu muito bem ao que estou vivendo. Dando tempo ao tempo de nos conhecer melhor e compreender o que se passa com cada um para ai sim tentar nos aproximar cada vez mais do amor puro e sincero.
    Abraços meu amigo, muito bom rever seu espaço!

    ResponderEliminar
  2. Sempre lindo Paulinho, mas nunca deixes de voar ;) *

    ResponderEliminar
  3. El Corazón es ese Ángel sin Alas para volar, que siempre esta a nuestro lado y, en ocasiones, no le hacemos caso y lo contradecimos.
    Inconscientemente sabemos que nos protege y que siempre quiere nuestro bien y alegría.
    Preciosas Palabras y una gran Composición.
    Un abrazo, Paulo.

    ResponderEliminar
  4. Há pessoas que mesmo longe, estão presentes. Acabamos por não saber é se estamos com elas ou elas connosco o que é o mesmo. Abraço Paulo

    ResponderEliminar
  5. Olá, como sempre é um prazer visitar o teu espaço, onde ganho inspiração e revejo situações da minha vida e da vida desta gente, gostei.

    Fiquei retido no incio, principalmente aqui: "Estou aqui, juntinho a ti, e sei que não me vês" acho que começaste da melhor maneira, dá-nos logo vontade de devorar o resto do texto.

    É bem verdade, que muitas das vezes somos aqueles que mais ajudam mais incentivam os que mais amamos mas que mesmo assim aos olhos deles permanecemos invisíveis, mas mesmo assim continuamos a fazer isso, por amor, porque amamos! e saber amar está aqui, Fazer o bem, se esperar um retorno ou pior, mesmo sabendo que nunca vamos fazer parte da vida desta pessoa, pelo menos da maneira que tanto queremos. Lá está amar é tambem saber deixar partir, mesmo estando sempre por trás a ajudar em tudo. Esta é a minha interpretação deste texto, em especial a minha forma de desenvolver o teu inicio

    Forte Abraço

    ResponderEliminar
  6. Apenas suspirando... aiai... lindo demais meu caro amigo! Amo o efeito que suas palavras tem em mim! Abraço apertado!

    ResponderEliminar
  7. Olá , seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, meu nome é: António Batalha, e quero deixar-lhe um convite, se quiser fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo ficarei muito radiante. Claro que irei retribuir seguindo também seu blog.Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que Seja feliz você e sua casa.

    ResponderEliminar
  8. Porque nem sempre vemos quem de facto está sempre presente, sempre ao nosso lado...quem nos dá a mão e nos segura instintivamente.
    Beijito.

    ResponderEliminar
  9. LInda declaração...
    "Tão longe e tão perto!
    Parece q às vezes temos anjos* a nos amparar.
    Uma delícia de texto;
    eu te sigo, mas quase nem venho aqui, pois trabalho e fica difícil, mas hoje graças¨¨Eu Vim! E Adorei ler essa postagem.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Uma bela carta de amor pedindo uma coisa muito simples: a reciprocidade de sentimentos.

    abraço

    ResponderEliminar
  11. Olá, Paulo :)
    Agradeço pelo carinho da visita e pelo comentário. Espero que a amizade ainda esteja a crescer... Você mantém o mesmo nível de escrita admirável, suas palavras parecem possuí vida, transbordam sentimentos, nos levam ao profundo de nós mesmo. Parabéns! Abraço!

    ResponderEliminar
  12. Sabes Paulo? As saudades acumulam-se e doem, mas é uma prova de que me marcaste pela positiva!
    Vou falar para ti...coraçãozinho, nunca deixes esse corpo, protege-o e amansa-o, acarinha-o e da-lhe todo o amor que ele precisar, ele merece sabes? E quando o vires cair, cai com ele ou socorre-o se possível!
    Continuas maravilhoso com as palavras!

    Beijinhos,
    de quem sempre te espera,
    Pensando com Arte.

    ResponderEliminar
  13. A distância não pode impedir o verdadeiro sentimento.Porque não se sente com o corpo, mas sim com a alma.

    Fernanda

    ResponderEliminar
  14. poxa poxa... que coisa mais linda :,)

    ResponderEliminar

  15. Meu amigo

    Que texto extraordinário! Senti-me presa desde a primeira palavra pela dedicação, pela disponibilidade, pelo amor evidenciado pelo sujeito, um texto na primeira pessoa que não deixa ninguém indiferente.

    Seja o próprio coração ou o coração de quem muito ama, a verdade é que saímos daqui revigorados por sentimentos tão lindos.

    :)

    Abraço

    Olinda

    ResponderEliminar
  16. Tenha um bom final de semana você também!
    Abração

    ResponderEliminar
  17. Ser o porto seguro, a base, o esconderijo de alguém é algo muito binito, embora não se possa fazer isso sem sentir que se dá mais do que recebe. Mas o amor funciona assim, não é? Medidas iguais é muita exigência.
    Até mais ;D

    ResponderEliminar
  18. Adoro :)

    http://freesoulstorm.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  19. “Não me importando que apenas vejas o teu reflexo no espelho em que também me encontro…”
    Sublime…
    E eu leio, e eu volto a ler, e quero reler … Queria além de tanta coisa, reler para mim, ou como se o fosse, vou ler um pouco como se para mim fosse, para pela força dessas palavras para alguém, ninguém me faça cair, para que das palavras para alguém, eu me sinta alguém também…
    Sabes Pensador, nos dias de hoje, consegues ser daquelas pessoas, que ao ser único, me leva a querer acreditar nas pessoas…ainda que todos sejamos um mundo… pessoas únicas, assim neste espelho de Ti são poucas.
    Como pode alguém esquecer que estás aí? Mas sim pelo caminho há sempre alguém que de nós se esquece e que nós iremos guardar de forma especial no tão especial, coração que é o nosso…
    Fazia-me falta vir ler-te, alimenta o espirito, da correria e do “medonho” mundo…
    Vou em paz…e volto, porque não te esqueço.
    Beijo n´oteudoceolhar *

    ResponderEliminar
  20. Caramba, sempre me surpreendo.

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *