Negra Fragilidade

05:24

Passei a juntar-me às pessoas como dominó, se eu cair, não caio só. De frágil tornei-me num ser sem escrúpulos. Não tenho regras neste jogo onde só existe um jogador e os restantes são peças no tabuleiro que criei. Sou um ser que mente para protecção e para o ataque. Sou uma fera que não morde mas amordaça. Não despedaço porque o corpo inteiro deve desintegrar-se da própria alma para minha diversão. Tornei-me hipócrita ao ponto de hoje gostar de tudo e amanhã já não sentir nem compaixão por nada. Aprendi a saltar de olhos fechados porque há certas coisas que já não preciso de ver. Fiquei fã das lágrimas salgadas provocadas pelas memórias mas agora já as dispenso. Fui levado para brincar no escuro onde os tambores começaram a rufar e a solidão deu-me a mão. Mas para além de me ter tornado pedra tornei-me demasiado vulnerável. Porque ataco com aquilo que mais temo, ataco com o que sofro, ataco com o que sinto. Mas recuso-me a fugir. Porque desistir é colocar a vida numa mala fechada e abandona-la sem saber qual será o seu destino. O tempo passa mas a vida não fica mais fácil, as pessoas é que aprendem a contornar os pontos baixos da vida...


You Might Also Like

28 comentários

  1. As pessoas vivem estas eternas transcendências da vida que nos deixa fortes e vulneráveis. Somente assim nos sentimos humanos diante das escolhas a ser feitas e a influência que o ato do outro exerce sobre nós.
    Sua poesia diz muito alem do que podemos entender. Parabéns!!

    ResponderEliminar
  2. escreves tão bem! existe sempre uma altura em que ficamos fãs das lágrimas mas como tudo na vida, um dia elas também passam :)
    adoro

    ResponderEliminar
  3. A vida, por vezes, somente nos dá a hipótese de sermos hipócritas.

    ResponderEliminar
  4. hihihih ;$
    Acho que é simplesmente o que nós sentimos sempre que temos um abraço de uma pessoa de quem gostamos *.*
    Mas fiquei feliz por saber que gostaste ;D

    ResponderEliminar
  5. Sei duvida alguma. Somos mais sentimentalistas que muitas pessoas juntas.

    ResponderEliminar
  6. Adorei Paulinho, muito bom *.* <3

    ResponderEliminar
  7. La existencia humana está envuelta de nubarrones que parecen persistir y no quererse ir. La vida nos vuelve sensibles y también egoistas. Sólo mirando hacia nuestro interior nos daremos cuenta del grado de artificiosidad que hemos adquirido para soltarlo cuanto antes y ser esencialmente nosotros mismos.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  8. Visita o novo blog de roupa para mulheres, brevemente com mais novidades! :)
    loja-barata.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. É assim que tem que ser! Temos de nos transformar e adaptar á vida :)

    ResponderEliminar
  10. Revi-me bastante neste texto :)

    ResponderEliminar
  11. hihihh, e ainda bem então ;$
    A sério que fico feliz ;) Obrigada :)

    ResponderEliminar
  12. Atacar com nossas fraquezas... É o instinto humano-animal falando alto. Amei essa forma de costurar as palavras, os temas e os ventos! Levasse tudo na mala, mas para um caminho certo e compreensível para nós leitores! rsrs. Irei segui-lo. Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Como sempre, um um mimo de texto. Ao ler a primeira parte (domino) faz me lembrar da frase, que é algo do género: As pessoas não são frias por opção, mas por decepção. O que creio que leva a este movimento de Domino.

    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Dizem que o tempo tudo leva, mas a verdade é que nós apenas nos habituamos ao que restou, não porque o quisemos, mas porque não houve outra hipótese..

    "Porque ataco com aquilo que mais temo, ataco com o que sofro, ataco com o que sinto." - revi-me nestas palavras *

    ResponderEliminar
  15. É incrível o que a vida, as situações, as pessoas e expectativas frustradas podem fazer com alguém. Muda uma pessoa de um extremo para o outro, até o ponto que ela não tem mais certeza de quem é.
    Quero agradecer a você pelas visitas presentes e comentários sinceros.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  16. você se tornou uma legítima pessoa do século XXI...

    ResponderEliminar
  17. ...para já este piano é-me familiar...ainda assim o ouvido anda a ser treinado, e não sei que estou lá, no som certo mas...

    Pensador,

    no dia em que tudo o que escreveste for, verdade..."estaremos perdidos". No dia em que eu Maria acreditar que tu te transformaste assim...Desculpa, não consigo imaginar sequer. O tabuleiro é composto de peças, que se movem muita das vezes de acordo com a nossa vontade, com circunstâncias da vida, com um cem número de coisas...mas nunca deixamos de ser quem somos. Até podemos "fingir", e durante um tempo assim ser...Enquanto sentires as lágrimas com o sabor do sal, salgado...não te convertes a ser como os demais...porque a pureza do ser reside aí...na distinção que se faz...
    Muita das vezes meu sobrinho querido, somos nós que não tornamos esta passagem mais fácil (que está esta tia tonta a dizer que eu n sei já?)...Certo, sabes e voltas a ficar a saber.
    Sê quem és...Por ti.
    Beijo n´oteudoceolhar.

    ResponderEliminar
  18. eu simplesmente não sou nada...

    ResponderEliminar
  19. A vida nos endurece
    Certas pessoas faz-nos endurecer
    Algumas palavras frias em vozes mansas também nos endurecem
    E quando damos por nós já viramos pedra
    Então o que nos resta é estilhaçar vidraças...

    Cara, você diz tudo em teus textos.

    ResponderEliminar
  20. Já chegou para tatuar no coração!

    ResponderEliminar
  21. Lo siento, no he podido leer el texto, tengo mal el pc y no funciona el traductor. La foto me ha encantado
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  22. Olá, Paulo!!

    Li seu texto "Negra Fragilidade" e quanta verdade está contida nessas linhas... Mas ,diante da efemeridade da vida, você mesmo concluiu o texto de forma luminosa!! "..., mas a vida não fica mais fácil, as pessoas é que aprendem a contornar os pontos baixos da vida..." Agora, para você, uma passagem do livro "De Profundis" (Oscar Wilde): E se desejar uma frase para ler durante amadrugada ou no meio da noite, que sirva tanto para os momentos de prazer quanto para os de sofrimento, escreva nas paredes de sua casa, com letras que o sol possa dourar e a lua pratear. a frase:" Tudo que acontece ao outro, acontece também comigo".Bjs, Dy.

    P.S. Se ainda não leu o livro citado,leia-o!!Tem lições de vida e de humildade maravilhosas!!

    ResponderEliminar
  23. 'Porque ataco com aquilo que mais temo, ataco com o que sofro, ataco com o que sinto. Mas recuso-me a fugir.'
    As vezes é a única arma mais forte que temos e que está sempre disponível, entende? Guardamos sentimentos que deveriam ser jogados fora, mas não sabemos onde ou como apenas vira 'costume'

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *