Que horas são?

11:51

Meia hora. Quantas meia horas passaram desde que aqui estou a escrever que nem louco? Quantos quartos de minutos passarão até que me liberte totalmente destas energias negativas e as descarregue todas em palavras? Em quantos sites vou ter de navegar até que a inspiração decida comparecer à reunião marcada? Perguntas. E quanto mais perguntas houver mais eu vou escrevendo. Hoje faltou-me a vontade. Faltou-me a decisão de escrever e a capacidade de o conseguir fazer. Sinto-me vago em abraços e, antes, contavam como um calmante para situações de carência extremas. Pedregulho estou. Hirto e calado; por vezes até me esqueço de respirar e engulo toda a ansiedade que quero vomitar. Tem-me apetecido gritar e sorrir aos ventos mas tenho estado tão preso em mim que não encontro sequer um escape da rotina que criei. Estico-me na esperança de sair um pouco de dentro de mim. Mas invalida-mente sou obrigado a procurar outras letras em que consiga depositar aquilo que sinto. E o que sinto eu? Cruel é este sentimento a que não lhe deram nome. Cruel é a minha vontade de escrever sem que exista motivo. Escrevo porque sim e hoje as horas passaram sem motivo aparente. E eu aqui estou. Petrificado a ver as horas passar. Que horas são? Ah. São horas de sair de mim e vaguear. Volto depois com um cigarro na boca e o relógio onde não o consiga ver... Horas... Que horas são?




(amanhã publico algo melhor que hoje as horas se passaram sem que pudesse escrever algo decente - maldito coração que não sente...)

You Might Also Like

28 comentários

  1. perfeito,como sempre Paulinho! <3

    ResponderEliminar
  2. Sempre achei que a realidade seria o que todos e cada um quisesse que fosse, mas a maior parte das vezes estamos sempre dependentes de outros! Daí a dificuldade toda e o facto de nunca estarmos contentes com nada e querermos sempre mais...

    ResponderEliminar
  3. gosto muito!
    olha como se faz aquilo do gosto do face?

    ResponderEliminar
  4. está fantástico o texto, mesmo sem inspiração conseguiste dar a volta por cima e escrever muito bem :)

    ResponderEliminar
  5. O tempo nunca pára , o tempo nunca mais passa, o tempo é tão vago... Mas a velocidade a que ele passa, só depende do nosso estado de espírito.
    Amo estes textos :o

    ResponderEliminar
  6. Olá Paulo, vim conhecer o seu espaço e adorei a forma como escreve, até mesmo quando diz que não tem motivos ou inspiração para fazê-lo !
    Imagina quando tem !!
    Lindo e envolvente seu texto, acredito que todos nós que nos dedicamos a escrever, nos sentimos assim em certos momentos onde as horas gritam, mas a alma está em silêncio.

    Um abraço e boa semana !

    ResponderEliminar
  7. são horas de deixares de dizer «postarei algo melhor», visto que o que escreves já é bom por si só e não precisa de precedentes para ser ainda melhor :)

    ResponderEliminar
  8. Estes textos sem sentido às vezes são os melhores, muito bom ;) ***

    ResponderEliminar
  9. Compreendo bem esse sentimento! Ás vezes parece que bloqueio, não sai nada; parece que o coração deixa de funcionar. Mas depois acaba por voltar tudo ao normal, não te preocupes.

    Mesmo assim, o texto está extraordinário e tenho a certeza que mais pessoas se irão identidificar com ele, para além de mim :)

    ResponderEliminar
  10. A melancolia, o nada, o vazio , também nos dizem algo.
    É o viver de um simples mortal.
    Um beijo
    E volto amanhã,para ler o que você diz esse seu pobre coração não sente.
    Beijos
    Aline.


    Ah! e eu amei o texto!

    ResponderEliminar
  11. Saudade dói na pele quando não sentimos o toque .
    Gostei muito do post, escreves de uma forma tão elaborada e explicita, adoro (:

    ResponderEliminar
  12. Olha eu gostei, mesmo tu dizendo que poderias ter escrito algo mais decente.
    Todos temos dias assim, vais ver que melhora*

    ResponderEliminar
  13. Ando claramente com o mesmo problema.
    Não codifico o tempo.
    Adorei =)

    ResponderEliminar
  14. há dias em que se sente tanto ou tão pouco, que surge um vazio..transformando as palavras em algo demasiado vulgar..

    ResponderEliminar
  15. For someone like me who doesn't write I like this. You can feel the frustration in the artist. I really like the first photo. Have a great day.

    ResponderEliminar
  16. Gostei muito querido o fundo musical também ta lindoo ...Amizade é muito bom ter... Melhor ainda, quando ganhamos amigos sinceros... Preservá-los então... Uma conquista...Bj no teu coração uma semana linda !

    ResponderEliminar
  17. Há dias para tudo... e em alguns deles, sentimo-nos longe de nós, dos nossos sentires, do nosso eu.
    Beijito.

    ResponderEliminar
  18. Texto perfeito como sempre... o que não está perfeito é seu sentimento, meu querido amigo! Elaborar é dificil muitas vezes; frustrar-se com as vontades e perceber ser impossível realiza-las é comum... Sinta-se abraçado para seus momentos de solidão e impulsionado nos seus desejos de conquista! Abraços!

    ResponderEliminar
  19. isso também me acontece inúmeras vezes, rodeio blogs, filmes e sabe-se lá mais o que e nada.
    enfim, já te disse que adoro a tua escrita? é que se já, não me importo de repetir *.*

    ResponderEliminar
  20. "maldito coração que não sente..."
    Será que o coração não sente? Ou estará ele a sentir um sentimento indesejado por todos?
    Beijinhos **

    ResponderEliminar
  21. btw, eu sou a sónia do sapatilhas de cetim. tive que mudar de blog, e pronto, estou agora neste blog e nesta conta. só para avisar :)

    ResponderEliminar
  22. uma porcaria de um problema com a conta do google, estava a fazer conflito com outras contas e então achei melhor fazer outra. já tentei voltar a pôr o url igual ao antigo, mas aparentemente não dá. com muita pena minha, porque o sapatilhas de cetim sempre foi o meu, vá, nome aqui no blogger. mas enfim.

    ResponderEliminar
  23. podes crer. por isso aqui estou eu, com o meu novo maravilhoso blog. bah.

    ResponderEliminar
  24. A minha costuma ser um pouco fraca, pode ser que fique mais forte **

    ResponderEliminar
  25. E isto não é algo decente? É indecentemente belo =)

    Escreve, Paulo. Porque sim, porque te apetece. Há quem chore, há quem escreva.

    Beijo, força*

    ResponderEliminar
  26. Nas horas lentas a tristeza chega mais depressa.

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *