Se fosse...

13:16

E os olhos costumam esbugalhar-se em frente à luz que o mágico ecrã costuma emitir. Tentam captar para si todo o número de horas lá passadas e tentam torna-las bem aproveitadas. De mão na boca, caneca abastecida ao lado e pernas esticadas ou encolhidas por debaixo da cadeira, eu ali estou. Tanto faz a posição em que me encontro! Todos os dias é uma diferente e não me costumo importar muito com a comodidade que sinto. Estou fixado ao ecrã do computador apenas por um motivo. Tenciono aguardar a tua chegada. E costumo chorar por cima do teclado quando penso na facilidade da vida se o amor fosse como uma rede social. 

Poderia mandar-te todo o tipo de convites, sejam eles para jogos fiéis de uma amizade constante, sejam eles de eventos próximos que gostaria de passar contigo e nos olhos não tenho coragem de perguntar. Poderia ver com quem falas e reter menos ciúmes do que quando me viras as costas e sinto que te encontras com outro alguém porque simplesmente não queres estar comigo. Poderia ignorar-te, fechar a tua janela a qualquer instante sem medos de levar com a tua furiosa alma. E, em casos de extrema infelicidade, poderia apagar-te. Deixar a tua conta bloqueada deste meu peito.
Visto que a tua vida real não choca muito com a minha e visto que também me evitas na vida social através desta aldeia global, só me resta esperar que apareças por milagre ou que simplesmente acordes e vejas que alteraste a minha vida trazendo-me só uma função: amar-te até que apareça algum vírus que te elimine completamente deste peito desgraçado. 

E não sendo a vida amorosa, uma rede social, hoje, limito-me a esvaziar a caneca, a deixar de roer a ponta dos dedos, levanto-me e fecho o computador. Pois se lhe virar costas vou virar também, as costas, ao incessante tempo que gasto desnecessariamente enquanto espero por uma presença que o vento costuma trazer mas que também costuma levar sem que ripostes contra.

Por isso, abro a janela da alma, limito-me a contornar os botões que poderia usar e não sendo armas suficientes para aquilo que sinto, volto a fechar e a esperar que sejas tu a demonstrar algum interesse no amor que tanto te tento dar.



Isto só para dizer que fico eufórico quando retenho a esperança de que te vou encontrar...

You Might Also Like

90 comentários

  1. Worthless...
    Muito bonito, mesmo :)
    <3*

    ResponderEliminar
  2. Assim de vez em quando não faz mal ehehe <3*

    ResponderEliminar
  3. Esta coisa das redes sociais, pode parecer que não, mas dá-nos um outro ar.. E pergunto-me até que ponto isto será ou não benéfico :P

    <3

    ResponderEliminar
  4. mas é muito pouco, porque a verdadeira essência continua la!

    ResponderEliminar
  5. Ohh **)
    Gostei meu querido, muito.

    ResponderEliminar
  6. LOOOL casais não tenho, ruas tristes... Até devo ter por aqui alguma coisa!!! O que tenho mais é jardins, umas quantas tiradas cá em casa (invenções lol), flores... Com o tempo eu vou postando, depois se alguma te agradar podes pedir à vontade ^^

    ResponderEliminar
  7. Que simples e "despido" de sentimentos seria viver a vida numa rede social. Seria demasiado simples e fácil, pois tudo se ganharia e perderia facilmente, tudo passaria a ser demasiadamente banal (já algumas coisas o são cada vez mais!).
    Mas esta é a minha opinião, e vale o que vale! Continuando a achar que vale mais viver a vida da forma que ela é, embora possamos viver iludidos. Mas acabaremos sempre por descobrir o que é a realidade e o que ela transmite!

    Eu sei que sofrer, e continuas a sofrer, e existem alturas na nossa vida que preferimos escolher o caminho mais fácil, para atenuar/minimizar ou terminar com a dor, ou qualquer outro sentimento que menos nos agrade. Mas o que valeria o Amor se não se tivesse que lutar por ele? Não seria demasiado fácil e sem interesse? Não deixaria de ter (ainda mais) um significado profundo?

    Não me quero intrometer, mas faz-me sempre confusão porque é que a pessoa por quem tu sofres, te faz isso; porque é que ela faz por te ignorar e/ou porque é que ela não te dirige a palavra para ter uma conversa sincera e aberta contigo.
    Eu não sou grande concelheiro nestas áreas, mas talvez poderias tentar perguntar se poderias ter uma conversa aberta com ela (provavelmente já a tiveste!).
    Sinceramente que gostaria de poder conseguir ajudar mais...

    ResponderEliminar
  8. gostei mt ! tem calma e teta não pensar mt no assunto (:

    ResponderEliminar
  9. acho que fizeste muito bem em postar :D

    e, para variar um pouco, adorei! é que diz tudo mesmo*

    ResponderEliminar
  10. esta tão lindo este texto <3
    Sim maninho tenho :s
    loveyouuu <3

    ResponderEliminar
  11. desculpa nunca mais ter vindo aqui, mas tenho estado em exames...prometo dentro em breve passar a estar mais presente. paulo, há alturas em que é preferível desistir. força, força mesmo.

    um beijo *

    ResponderEliminar
  12. tamebem me sinto assim, fico assim por muitas vezes! (:

    bjus querido e um bom começo de semana

    ResponderEliminar
  13. "Pois se lhe virar costas vou virar também, as costas, ao incessante tempo que gasto desnecessariamente enquanto espero por uma presença que o vento costuma trazer mas que também costuma levar sem que ripostes contra." Que lindo, Paulo :'))) ***

    Tenho andado um pouco afastada do blogue mas assim que puder, (provavelmente neste fim de semana) vou ler os teus posts que tenho em atraso!! Não posso falhar :'))) Beijinhos doce ***

    ResponderEliminar
  14. Por vezes ficamos demasiado tempo colados aqui ao ecrã.
    Imaginamos, sonhamos e amamos e por vezes até há cumplicidade...
    Um texto muito agradável.

    Por outro lado existe interacção e muita descoberta, pensamentos e pessoas fantásticas que melhoram a nossa vida.

    ResponderEliminar
  15. Muitas vezes o mesmo vento que traz, também leva pra longe o amor e toda a esperança contida nele,,,mas é sempre bom guardar essa esperança no coração, de poder viver,,,sonhar,,,e realizar um dia...abraços fraternos de bom dia pra ti meu amigo.

    ResponderEliminar
  16. Está fantástico e realmente seria muito fácil se tudo fosse uma grande rede social sendo que quando ninguém nos vê, por detrás de um computador, é mais fácil dizer aquilo que não dizemos à frente de quem amamos. E às vezes é mais fácil ser feliz, não devemos explicações ao mundo real e parecemos quase não viver nele.

    ResponderEliminar
  17. LOL adorei a cena do msn :D brutal!

    ResponderEliminar
  18. Ahhh... como eu entendo esse teu sentimento! Esse desejo e esperança!

    ResponderEliminar
  19. Ainda bem que gostas-te $;

    "Tenciono aguardar a tua chegada. E costumo chorar por cima do teclado quando penso na facilidade da vida se o amor fosse como uma rede social."
    "uma presença que o vento costuma trazer mas que também costuma levar sem que ripostes contra."
    Adoro o texto, por completo e estas p+artes tocaram-me por demais! ;$

    ResponderEliminar
  20. Paulo, boa tarde1
    Agora entendo o porque seu coração grita assim!
    é o amor que está no ar!
    Ah! amigo! lindo seu texto muito autêntico!
    Escrever sentimentos é como escrever com a Alma!
    Lindo!
    Aline
    OPS: Amei a imagem!

    ResponderEliminar
  21. eu não! eu só disse a verdade :p
    obrigada :))

    ResponderEliminar
  22. Não, não te preocupes :)
    Não te obrigo a nada*

    ResponderEliminar
  23. Pra começar, acho que nunca disse quão lindo é o seu layout. A foto das cenouras, maravilhosa!
    assim como esse texto e essa ultima imagem.

    beijos beijos

    ResponderEliminar
  24. ahah, não te preocupes :) não obrigo ninguém a fazer nada

    ResponderEliminar
  25. ahah, não te preocupes :) não obrigo ninguém a fazer nada

    ResponderEliminar
  26. so tenho uma vida, logo devemos aproveita-la ao máximo!

    ResponderEliminar
  27. muito obrigada Paulo, vou precisar $:

    ResponderEliminar
  28. Obrigada (:
    se a vida amorosa fosse uma rede social tudo era bem mais fácil sem dúvida .

    ResponderEliminar
  29. responde para o meu outro blog :)*

    ResponderEliminar
  30. Obrigada meu amor <3
    Love youuu <3
    Claro que conto amor <3 <3

    ResponderEliminar
  31. Gosto Muiito ^^
    "Pois se lhe virar costas vou virar também, as costas, ao incessante tempo que gasto desnecessariamente enquanto espero por uma presença que o vento costuma trazer mas que também costuma levar sem que ripostes contra." ; "Isto só para dizer que fico eufórico quando retenho a esperança de que te vou encontrar..." - Que Liindo Pauliinho , Ameir esta parte ... , sei que sou de me prolongar , mas as palavras faltam-me agora , não sei o que se passa comigo , tenho andado desaparecida , e é isso que me apetece mesmo , desaparecer para sempre ... , apenas posso dizer que está muiito liindo , e que gosto , como sempre ...
    , despeço-me com um pedido de desculpas pelo desabafo , e , um Beijinho meio adocicado da C' (:

    ResponderEliminar
  32. Está lindo! Gostei da comparação às redes sociais. :) De certa forma faz sentido! Tal como disse, os teus textos são muito agradáveis de ler! :D É pena é essa pessoa não dar valor... emfim! beijo!

    ResponderEliminar
  33. , força talvez seja o que mais preciso neste momento , mas fica dificil mantermo-nos firmes quando o nosso mundo parece andar às cambalhotas sem qualquer protecção , sempre a bater com a cabeça na parede , tudo à minha volta parece uma roda viva , um remoinho sem fim , ora está tudo bem , ora está tudo mal , ora entra numa fase alegre , ora caio em decadência ... , já não sei mais que fazer --'

    ResponderEliminar
  34. ai que coisa mais linda! às vezes eram bem melhor se o amor fosse assim mesmo, como uma rede social... mas não é! e apesar de muitas coisas más que ele possa trazer, as coisas boas superam tudo isso! :)
    e mesmo assim não gosto de corar paulo xD

    ResponderEliminar
  35. está lindo, adorei *

    miss you :c

    ResponderEliminar
  36. oh, dizes sempre o mesmo :b

    ResponderEliminar
  37. Não aguentas o que!? não digas isso, aguentas sempre! aí firme, somos sempre mais fortes do que aquilo que pensamos ***
    na na ni na não xD <3

    ResponderEliminar
  38. certos momentos dava mesmo geito :$

    ResponderEliminar
  39. Eu compreendo-te :) Gostei da tua frase à minha questão! A sério! Diria que eras um grande pensador! Gostei mesmo!

    ResponderEliminar
  40. Está lindo, escreves muito, muito, muito bem :)

    ResponderEliminar
  41. oh, temos opiniões diferentes então :b (mas eu é que estou certa ahah)

    como nunca tinha pensado nessa comparação entre o amor e as redes sociais, e vendo que faz muito sentido, gostei bastante (:

    ResponderEliminar
  42. Não foi exagero nenhum! Gostei mesmo!

    ResponderEliminar
  43. Muitíssimo Obrigado pelo comentário (não consigo escrever a forma como te gostaria de agradecer, mas se tivesses aqui neste momento abraçava-te!).
    Ao ler o teu comentário, quase que chorei. Acho que por ver que o que senti hoje (e que ainda vou escrever sobre isso) não está a passar de uma espécie de cobardia e andar a querer fugir!

    Sabes, eu se calhar também estou estupidamente a querer seguir o caminho mais simples. Estou a querer obrigar-me a seguir o caminho em que penso que será "melhor" para mim, mas que se calhar me trará mais sofrimento, embora neste momento me facilite.

    Sinceramente muito obrigado! Vou tentar repensar sobre tudo o que me disseram...

    ResponderEliminar
  44. completamente, mas nem sempre nos compreendem. Mas agora já estou por tudo -.-

    ResponderEliminar
  45. Não precisas de agradecer :) Disse mesmo aquilo que senti ao ler o teu texto.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  46. A desastrada da Benny ainda nem se apercebeu de tal coisa :') ahah

    Obrigada eu meu doce, fico contente por saber :')) **

    ResponderEliminar
  47. Muito bom teu texto, querido.Gostei muito.

    Confesso que tive que recorrer ao santo google para saber o que significava ecrã, agora já bem informada, concordo com o que você diz no texto, se fechar a janela deixará de vivenciar boas experiências aqui no mundo virtual.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  48. Quando são dias decisivos importam...

    ResponderEliminar
  49. então descansa Paulo, para depois voltares em grande :D
    mas não te esqueças dessas belas ideias*

    ResponderEliminar
  50. é uma grande ajuda mesmo (:

    ResponderEliminar
  51. Seu texto são derramados sobre o papel cheio de sensibilidade. O amor nós tráz sentimentos confusos, dores profundas, mas ao mesmo tempo nós trás a felicidade de amar, Pois só quem ama sabe e sente. Parabéns pelo belo texto. Um abraço!

    ResponderEliminar
  52. Sabes?
    É dos amores impossíveis que nascem os melhores livros de romance.

    ResponderEliminar
  53. que lindo, gostei imenso do post :)

    ResponderEliminar
  54. Um belo dia pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  55. Rápido demais muitas vezes :S

    ResponderEliminar
  56. Ainda bem que gostas-te :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  57. "E não sendo a vida amorosa, uma rede social, hoje, limito-me a esvaziar a caneca, a deixar de roer a ponta dos dedos, levanto-me e fecho o computador. Pois se lhe virar costas vou virar também, as costas, ao incessante tempo que gasto desnecessariamente enquanto espero por uma presença que o vento costuma trazer mas que também costuma levar sem que ripostes contra." este paragrafo para mim, tem todo o sentido.. já passei por isso.
    tens de ter força! :)

    ResponderEliminar
  58. é mesmo! e diz muito de mim, caracterizo-me imenso com aquele texto ;)

    ResponderEliminar
  59. mais uma vez..parabens, esta lindo como sempre:)

    ResponderEliminar
  60. As vezes é melhor, mas outras não. Como nao compreendem falam mal e mesmo sem termos culpa, somos vistos como culpados!

    ResponderEliminar
  61. Parece que afinal não sabes :P

    ResponderEliminar
  62. Sim, tens razão. Mas é sempre difícil "ouvi-las" -.-

    ResponderEliminar
  63. Ai que fofo *.*
    Tens razão, são mesmo a base de tudo.... mas nem sempre são alcançáveis... ou parecem estar longe disso

    ResponderEliminar
  64. Hum vou ficar à espera então :)

    ResponderEliminar
  65. Quando esperamos não importa, a posição, o lugar ou o tempo. Preocupa-mo-nos com isso quando a espera a acaba, quando alcançamos o que desejamos. Era fácil que tudo fosse como nas redes sociais mas é a complexidade de cada relação que temos como cada pessoa que torna essa relação especial e não um conjunto de acções que fazemos para montes de gente mas que são iguais. Seria mais porque a dor seria menor. Mas a seguir uma fase de dor vem a alegria que soma a grandes ou a pequenas conquistas. Sentimental como sempre , lindo. (Não penses nisto, Pali)

    ResponderEliminar
  66. Muito bom dia Ex. Sr. Paulo Silva, sou o advogado da menina Sofia Gonçalves e gostaria de o informar que quem irá ter que pagar uma coima monetária é você pois, a minha cliente informou que as rimas que escreveu podiam ferir espectadores sensíveis. VOCÊ É QUE É O CULPADO, muahahahahaha !

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *