Livro de amor

13:47

Sei que cometo erros na utilização de vocabulário quando utilizo palavras que excessivamente dão ênfase ao meu sentir. Sei que cometo enormes erros na gramática quando imploro pela utilização de vários acentos na mesma palavra. Apenas não gosto de ver um acento sozinho, gostava de lhe poder dar companhia ou apenas dar um outro encanto à letra que sozinha parece tão cansada. E engraçado é errar no amor. Quem diz que se erra no amor, não amou de verdade pois não existe qualquer manual de instruções para lidar com esse sentimento. Existe sim um manual para cuidar de cada pessoa e esse está dentro da respectiva; e tempo suficiente não existe para conhecer tão bem aqueles passos ou aqueles sorrisos que a alma tenta transparecer.  
E tempo escasseou quando procurei esse coração através dos olhos que me pediam por uma palavra carinhosa que demonstrasse que aquilo que sinto é verdadeiro e puro. Mas nunca nada me foi exigido e o meu livro sempre tiveste tempo de ler que nunca o fechei para ti e mesmo assim não posso dizer que deste uma, real, vista de olhos. O tempo vai-se é certo, mas eu cá padeço no sítio onde me deixaste. No sítio onde quebraste a barreira fria que eu tinha para me proteger de todas as outras intenções desnecessárias vindas das outras pessoas e, no sítio, onde me assaltaste a muralha do peito quando pedi que apenas abraçasses o seu conteúdo. Correctamente erro sem pedir perdão por ter lido o teu livro sem autorização mas erroneamente posso dizer que é correcto o que fazes ao não exigir ler o meu. E em que é que ficamos? Bem, eu sei que aqui fico, sei que fico à tua espera com o livro na mão. Fico livre, mas preso, por isso de que vale ter as mãos soltas num coração atado?



E eu espero por ti... uma e outra vez sem sequer ter notícia da capa do teu livro...

You Might Also Like

99 comentários

  1. queres apostar? :c

    é sempre complicado quando nem sequer mostram interesse em 'ler o nosso livro' :s

    ResponderEliminar
  2. e fazes isso muitíssimo bem, prova disso são estes teus textos maravilhosos *.*

    ResponderEliminar
  3. eu achei piada, ahah xD

    ResponderEliminar
  4. Que lindo meu Paulo *-*
    (também vou continuar a gostar de ti :3 )

    ResponderEliminar
  5. mas é que é mesmo :x , no entanto, parece ser menos complicado do que desistir...

    então aposta :b

    ResponderEliminar
  6. de nada mesmo, fogo *-*

    ResponderEliminar
  7. estou a ver que sim :)

    ResponderEliminar
  8. Gostei tanto deste, Paulo :)

    ResponderEliminar
  9. São fantásticos! Para quando um livro teu, diz-me lá ^^

    ResponderEliminar
  10. está lindo! como todos os teus outros textos :$

    escreves lindamente, continua :3

    ResponderEliminar
  11. Um texto engraçado e com um final feliz. Copiei

    "de que vale ter as mãos soltas num coração atado?"

    ResponderEliminar
  12. está lindo, perfeito *.*

    ResponderEliminar
  13. Olha tens uma forma de ser um pouco idêntica com a minha, quer dizer isso das facadas é que já não hehe, porque por vezes dão-me umas quantas e eu ainda perdoo $:

    A uma primeira vez para tudo e como tens sido o blog de eleição ahah eu reparei e decidi comentar porque não gosto de esconder nada (espero que não, se o fiz não foi por mal)

    Será que está?
    Sim, por vezes são as pessoas que nos ajudam a encontra-lá ou em certas alturas é ela que vem até nos $:
    -Quando um sorriso nos salta de repente por exemplo (:

    Este texto esta muito bom, está parte "E em que é que ficamos? Bem, eu sei que aqui fico, sei que fico à tua espera com o livro na mão. Fico livre, mas preso, por isso de que vale ter as mãos soltas num coração atado?" contrasta bastante com a tua frase "i don't know where i'm going but i want to be with you ♥"

    ResponderEliminar
  14. A última frase para mim diz tudo ("... de que vale ter as mãos soltas num coração atado?").
    Não vale de nada (julgo eu) ser livre e podermos ter acesso a tudo, se não conseguirmos sentir o que vivemos.
    Talvez um dia o cadeado que prende o coração enferruje e se parta com o tempo, até lá restamos esperar que chova e faça vento, para que mais rapidamente ele se "estrague"...

    ResponderEliminar
  15. amei o texto, está lindo, lindo :o
    e sim, muitas vezes as pessoas nem estão dispostas a conheçer-nos, ou a deixar conheçe-las :s

    ResponderEliminar
  16. Sinto-me tão assim :S

    ResponderEliminar
  17. adoro adoro adoro , como sempre *

    ResponderEliminar
  18. Tão bonito! *.*

    Este é o novo link
    http://soraiab13.blogspot.com/

    Beijinhos :D

    ResponderEliminar
  19. Obrigada, é verdade é uma coisa pessoal mas teve que ser :*

    ResponderEliminar
  20. Lindo texto. Lindo blog! *_*

    Sinto o mesmo em relação a um outrem... É tão impossível esquecer um amor, quando alguém passa a existir dentro de nós é quase que impossível deixa-lo ir embora... A distância, o tempo, nada apaga um verdadeiro sentimento...

    ResponderEliminar
  21. Adorei *-* !
    Excelente texto, excelente blog.
    Parabéns !

    ResponderEliminar
  22. adorei, completamente!
    "Fico livre, mas preso, por isso de que vale ter as mãos soltas num coração atado?" - profuuundoooo (':

    fantástico, como todos os teus textos!

    ResponderEliminar
  23. Que esse livro de amor tenha suas páginas lidas e relidas pelo coração e alma,,,uma bela segunda pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  24. há que viver mesmo.
    e viva o amor. o texto esta fantastico pualo :D

    ResponderEliminar
  25. "Fico livre, mas preso, por isso de que vale ter as mãos soltas num coração atado?"

    também assim me sinto*

    ResponderEliminar
  26. Lindo texto, onde o vocabulário é o carro chefe das palavras sentidas.
    Parabéns! Um abraço com desejo de ótima semana. Bjs!

    ResponderEliminar
  27. Mais um post maravilhoso, Paulo :') * Como gosto tanto de começar as minhas tardes a ler os teus posts... é mesmo saudável :))) *

    Não digas isso, tu escreves lindamente, eu acho que devias tentar :) "quem não arrisca... não petisca" :P *
    E já sabes, eu ia ser a fã nº 1! :D *

    ResponderEliminar
  28. ~ Gostei do texto , gostei especialmente desta frase "E eu espero por ti... uma e outra vez sem sequer ter notícia da capa do teu livro..." , desculpa a ausência : )

    ResponderEliminar
  29. Muito obrigada! bem vou precisar -.-

    ResponderEliminar
  30. oh, é uma maneira de falar :)

    ResponderEliminar
  31. Também espero que sim :)

    ResponderEliminar
  32. ah pois, eu concordo com tudo o que o menino diga (a)

    ResponderEliminar
  33. ah, está bem então :)*

    ResponderEliminar
  34. Estou participando de um concurso literário e preciso de votos. É simples. Se você tiver facebook entre na sua conta e acesse este link:
    http://www.conteconnosco.com/trabalho-detalhe.php?id=622

    Daí é só logar na página do lado direito no topo "login with facebook" e votar no botão vermelho abaixo da foto. Para ir ao texto vai na categoria escrita, na segunda página. O texto é M. de Ricardo Barbosa.

    Conto com sua ajuda!

    Pode votar todos os dias até o final de julho, você também concorre a prêmios.

    Obrigado!

    ResponderEliminar
  35. Completamente, tens toda a razão meu querido :)

    ResponderEliminar
  36. Vais ler espero eu mas não sei quando voltarei a escrever um novo capitulo...

    ResponderEliminar
  37. Tenho mesmo de vir mais vexes aqui, vale sempre a pena ler um post teu, é mesmo ^^ se é a pequena expressão ou icone que posso por... por isso olha ^^ para o post xd

    ResponderEliminar
  38. Ahah, não devias ter lido o:
    Aposto que estás traumatizado :c
    Desculpaa !

    ResponderEliminar
  39. e ainda teve a lata de comentar-me a pedir que apagasse o link do blog, que gente! -.-
    sim, tu, um livro! adoraria lê-lo acredita :))
    sabes, hoje pensei em ti enquanto estava a estudar para o exame de português xD

    ResponderEliminar
  40. ah o: Mas isto não é uma história...
    (agora pensei que tivesses a perguntar quando metia um novo post (x )

    ResponderEliminar
  41. ahah! é que estava a estudar Fernando Pessoa e o fingimento artístico, e ao ler aquilo fez-me lembrar os teus textos! é que acho que usas um pouco isso no sentido em que vais buscar ideias em que consegues mostrar a toda a gente o que sentes... não sei se me fiz explicar bem x)
    eheheh, é bom saber :))

    ResponderEliminar
  42. Peço perdão.
    Prometo mandar um cheque de compensação ...

    ResponderEliminar
  43. ham $: não... Secalhar posto um hoje mas não será tipo continuação (história..) Não tinha pensado nisso por acaso

    ResponderEliminar
  44. não vou ter mais medo, vou vencê-lo e ser a miuda mais feliz do mundo!
    obrigada pequenino <3

    ResponderEliminar
  45. isso é porque tu és um rapaz muito sábio (a) :b

    ResponderEliminar
  46. ás vezes é preciso dar o saltinho, deixar todos os se's para trás *

    ResponderEliminar
  47. estou a deixar-te convencido xD

    ResponderEliminar
  48. pois magoa, magoa mesmo. só que com o tempo aprende-se a lidar c isso, essas pessoas não mereçem nada :/
    sim, eu não acredito que nada seja para sempre, pelo menos tento não pensar nisso, pois não é isso que me irá ajudar a viver o presente. obrigada :)

    ResponderEliminar
  49. alguma coisinha estoou aqi <3 sempre

    ResponderEliminar
  50. lutar, luto, mas é lixado quando ele não aparece .

    ResponderEliminar
  51. foto esta no meu perfil :D:D

    nao tens nada de agradecer :D

    ResponderEliminar
  52. Ainda que fique com o livro aberto por muito tempo, valerá a espera. Pode ser até que ele tenha uma outra leitora, voraz, ansiosa, cheia de amor.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  53. Olha mas isso é muito bom sinal! :P *
    gosto sempre :')) ***

    ResponderEliminar
  54. Sabes uma coisa Paulo?
    Tu não sabes mas eu cou contar-te.
    Poeta (no mundo das palavras só existe um -num blog onde impera a paz, o mar e música única que acompanham palavras únicas), agora "pensador" (perdoa se a palavra não está bem escolhida), começas a ser tu. Não cometes erro algum, tu dás de ti o que de melhor tens, o teu sentir o teu EU mais profundo, tudo isso transparece nas tuas palavras. Os olhos são o espelho da alma, procura como Tu sabes que vais ter lá do outro lado a "alma". Não serei eu a ter de o fazer com toda a certeza, mas perdoa a ousadia, "abraço" este todo de palavras sublimes e unicamente belas. Deixo um beijo n´doceolhar do sonhador.

    ResponderEliminar
  55. Um dia de paz e poesia pra ti meu amigo,,,abraços e obrigado sempre pelas palavras.

    ResponderEliminar
  56. Olá, peço muita desculpa pela intormição! Só o estou a fazer, porque é algo importante para mim, pois o prémio em questão é uma surpresa para uma amiga :D
    Ttenho uma fotografia a concurso, e o voto é aberto ao publico via facebook! se puderes ajudar agradecia. para votar vai á página http://www.facebook.com/musiquim (clica no gosto, só assim poderás votar, depois) de seguida vai à foto http://www.facebook.com/photo.php?fbid=213791601993704&set=a.213791175327080.57013.122134297826102&type=1&theater e clicas no gosto! e já está! Muito Obrigado :D
    Muito Obrigado mesmo :D

    ResponderEliminar
  57. oii

    adorei seu blog

    tô seguindo...

    segue???

    http://meuryss.blogspot.com/

    Bjos

    ResponderEliminar
  58. sou um tanto quanto sonhadora, mas quando é preciso cá estou para puxar os cabelos e ver que continuo a viver a vida real :p

    ResponderEliminar
  59. vai andando ..
    mas que se passa?

    ResponderEliminar
  60. não tenho nada contra quem acredita :b
    eu só acredito que pode durar algum tempo, sempre não :)

    ResponderEliminar
  61. Adorei cada frase desse texto maravilhoso. A música deixou-me com vontade de ler e finalmente li... E que delícia!
    Parabéns pelas palavras que juntas formam frases maravilhosas. Sabes realmente expressar de maneira linda aquilo que sentes, ou finges sentir, um já sentiste.
    Não sei. Mas sei que foi maravilhoso ler isto *-*

    ResponderEliminar
  62. amei, amei, amei o texto o:
    escreves semp+re tão bem paulo (:

    ResponderEliminar
  63. O quanto eu amo ler este teu blog...

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *