Silêncio Berrante.

10:56

Torna-se cada vez mais difícil pronunciar palavras simpatizantes do teu coração; pois parece que já as gastei e agora sobram sombras de palavras quase esquecidas de desilusão, solidão e tristeza. Cada vez que tento proferir-te um sentimento do qual tu vives indiferente e, inconsequente-mente me dás esperanças, nota-se que algo não deve ser dito em voz alta. E essas palavras sentimentais prendem-se no fundo da garganta com arame farpado para me aniquilar o interior desta se as tentar proferir. Estando incapacitado de me expressar para ti, limito-me a escrever fábulas, a imaginar contos de romances histéricos por um beijo sincero e a pedir-te aos cantos de cada letra que escrevo. 

Perguntas-te porque estou eu demasiado calado e afastado de todas as conversas que, poderiam ou não, originar-me momentos de felicidade. E eu respondo que apenas estou perdido nesta confusão barata de sentimentos puros e falsas palavras erradicadas em que me fizeste acreditar. E ainda digo que prefiro estar bem silencioso no meu canto mas berrar pelos cotovelos enquanto escrevo melodias que não serão completas por ti mas por alguém que, um dia, irá dar valor a todas as reticências que imponho na minha triste novela sentimental.

You Might Also Like

104 comentários

  1. que lindo *-* muita força para ti :$

    ResponderEliminar
  2. nao tens que agradecer :) estou aqui para o que precisares *-*

    ResponderEliminar
  3. todos nos deviamos ter um tempo com amnesia. passar um tempo descansados de certa forma. obrigada eu :)

    ResponderEliminar
  4. obrigada, força paulo :$

    ResponderEliminar
  5. Há tanto tempo que um rapaz não me diz nada assim :$ Obrigado.
    Nem tenho palavras para descrever o que senti ao mais um dos teus textos maravilhosos meu querido. Estou aqui para te acompanhar no silêncio e ficar sentada ao teu lado, simplesmente a fazer-te companhia *

    ResponderEliminar
  6. Tens que vir pah, é uma cidade lindíssima :D

    ResponderEliminar
  7. nao precisas de agradcer os amigos sao para isso :)
    Meu Paulinho Lindo *

    ResponderEliminar
  8. ADORO O BLOG E JA ESTOU A SEGUIR

    ResponderEliminar
  9. Já ouvi isso algumas vezes, mas simplesmente não acredito que possa ser especial, entendes? :s

    ResponderEliminar
  10. Acredita que grande parte dos meus dias é a mostrar sorrisos "falsos" só para não preocupar ninguém, nem dar uma imagem de rapariga que gosta de passar a vida a lamentar-se. Nunca fui muito desse tipo, mas confesso que existem ocasiões que nem sei muito bem como reagir ao meus problemas, porque na verdade sou demasiado reservada e contar alguma coisa a alguém ou pedir "ajuda" para mim torna-se um bicho de sete cabeças.
    Mas a minha vida continua e se consegui enfrentar todos os meus obstáculos em 16 anos, não vai ser agora que não o vou fazer.

    E sabes uma coisa? Entendo perfeitamente o que transmites no teu texto. Por isso faz como eu, mesmo que não te apeteça sorri sempre, porque sorrir é o melhor remédio nunca te esqueças.

    Força fofinho :')

    ResponderEliminar
  11. Tenho estado a tentar, príncipe :$

    ResponderEliminar
  12. Não digas asneiras! Para mim estava bom! Gosto da maneira intensa com que descreves os pequenos pormenores, e os tornas tão interessantes!
    Este texto também está lindo Paulo :)
    Adoro **

    ResponderEliminar
  13. Avisa, quando deixares de estar perdido.

    ResponderEliminar
  14. esta lindo
    adorei-o mesmo

    ResponderEliminar
  15. Não é mau. Mas surpreendeu-me.

    ResponderEliminar
  16. Há sempre uma primeira vez para tudo, e acredita que foste o primeiro rapaz que me chamou princesa :$

    ResponderEliminar
  17. Escreves lindamente e não me canso de dizer. Força Paulo *

    ResponderEliminar
  18. Oh querido! Não tens que agradecer :) eu adoro todos os teus textos <3

    ResponderEliminar
  19. pois é, por vezes passa-nos ao lado e nós não damos por isso..
    claro, mas custa sempre *

    obrigada por tudo, meu Paulo :')

    ResponderEliminar
  20. Acredito . Hei-de ver :)

    ResponderEliminar
  21. Oh, que corra tudo bem . :)

    ResponderEliminar
  22. Em primeiro lugar um obrigado enorme pela atenção com que leste os meus textos e pelos comentários construtivos (especialmente a correcção porque tenho um vício terrível de raramente reler o que faço e por isso escapam-me sempre alguns erros).

    Quanto aos dois textos novos que puseste aqui desde a última vez que cá vim, mais uma vez espelham bem várias coisas que nos deixam a viver uma incógnita.

    Quando estamos com alguém que nos diz muito, alguém especial, os actos simples (como beber café) tornam-se maiores, tornam-se únicos e passamos a decorar cada pequenino detalhe, desde a forma como pega na chávena (neste caso), a forma como bebe o café e como pousa a chávena no sítio... Parece que a nossa cabeça passa automaticamente tudo para uma versão em câmara lenta.

    Quanto a este texto, na minha forma de o interpretar, acho que depois de usarmos todas as palavras e depois de dizermos tudo realmente sobra pouco... Porque há palavras que nunca recebem o valor merecido e há gestos que seguem esse mesmo caminho. Caso para citar Eugénio de Andrade: "As palavras estão gastas. Já gastámos as palavras pela rua, meu amor, e o que nos ficou não chega para afastar o frio de quatro paredes..."

    Abraço e mais uma vez um grande obrigado.

    ResponderEliminar
  23. p.s. hoje o dia esteve mesmo estranho.

    ResponderEliminar
  24. Que sofrimento profundo! E bastante sentido.
    Para alguns é fácil seguir em frente, mas outros... Por mais que se esforcem parece que ficam sempre presos "no arame farpado" do muro que tentam saltar.
    Parece que por mais baixo que seja o muro, existe sempre um bocado de arame farpado que rasga a roupa e nos fere. Ficando, em 1º a dor e depois a cicatriz, que mesmo tatuada/disfarçada existe.

    Resta agora saltar o muro e tentar suportar a dor...(até parece que é fácil!)

    ResponderEliminar
  25. mesmo :( o tempo passa a correr grrr..
    Escreves tão mas tão bem *-*

    ResponderEliminar
  26. Pois xbb
    Mas se calhar é porque ele também nunca me fala dele, nunca me diz o que ele tem, o que não tem, o que pensa, o que não pensa... Quando falamos, sou eu que arranjo assunto e é só para dizer parvoíces, apesar de que a minha intenção é conhecê-lo melhor.

    ResponderEliminar
  27. Sei como é deixar o silêncio gritar por nós, quando estamos tão longe de tudo o que fora, e o que é hoje, não nos instiga a soltar a voz.
    O consolo talvez seja essas melodias que nascem no silêncio e a esperança deum dia alguém as complete ou ao menos as entenda.

    Lindo post!

    Milhões de beijos

    ResponderEliminar
  28. eu gosto sempree dos teus posts desde o dia em que comecei a seguir atentamente o teu blog :)

    o sofrimento e a desilusão quando comparados com o amor, nao têm qq significado. É claro que algumas das desilusoes sao tao grandes, que nos fazem querer deixar de amar, mas isso apenas se faz com o tempo. . .

    ja se nota nos teus textos o quanto estas apaixonado, é mesmo muito bom meu querido : )

    ResponderEliminar
  29. que lindo paulo, olha tem calma, respira fundo, e força !

    ResponderEliminar
  30. Hey!

    Tem meme no blog pra você *-*

    Beijokinhas

    ResponderEliminar
  31. oi Paulo, desculpa a demora pra responder, as vezes prefiro viver um pouco e parar de por em palavras a vida... mas tó de volta, senti saudades do meu cantinho... enfim..
    adorei teu blog!! você escreve super bem!! te sigo e voltarei mais vezes! beijoss e boa semana!

    ResponderEliminar
  32. podes ter a certeza, posha :o

    ResponderEliminar
  33. Como é que se mostra a uma pessoa como nos sentimos?

    ResponderEliminar
  34. Eu faço isso. Já pensei em fazer isso antes mas eram tantas coisas que me ocupavam a cabeça que eu...

    Mas obrigada pela ajuda.

    ResponderEliminar
  35. O texto está adorável (:

    Sofres também de amor não-correspondido?

    ResponderEliminar
  36. Já sei, muita confusão etc né?
    À primeira vista tens razão, mas se quiseres aprofundar e ir conhecer o que de melhor tem, vais ver que irias gostar da cidade! ;) *

    ResponderEliminar
  37. E o amor não-correspondido? Tem solução?

    ResponderEliminar
  38. é mesmo, insista e persista, pois um dia conquista.
    sempre que quiseres falar, podes contar comigo!

    ResponderEliminar
  39. Sim escreves , já o disse antes e volto a dizer ;)

    ResponderEliminar
  40. O mundo é o meu maior inimigo !
    Obrigada pelas palavras ;

    - e mais uma vez , escreves lindamente *

    ResponderEliminar
  41. Pois. Era giro se cada pessoa tivesse um manual de instruções onde houvesse um capítulo assim "Como ganhar o coração desta pessoa".

    ResponderEliminar
  42. Ya... Muitas vezes é impossível.

    ResponderEliminar
  43. - por muito que te tentasse explicar , nunca irias perceber (...)
    - Nunca ninguém percebe !

    ResponderEliminar
  44. ñ tens de agradecer, nd como falar com alguém q nos percebe...

    ResponderEliminar
  45. Não estou boa, mas há algumas coisas que me fazem sorrir. E tu? :$

    ResponderEliminar
  46. sei bem o que isso é. tou a torcer por ti, para que seja correspondido **
    nao tens que agradecer :]

    ResponderEliminar
  47. :DD

    eu fico a espera de mais textos como estes querido : ) **

    ResponderEliminar
  48. Acreditar , isso mesmo , a palavra-chave para a construção de um bom ser , aquilo que eu nem sempre fui capaz de fazer '

    ResponderEliminar
  49. - nem sempre a vida nos deixa acreditar naquilo que queremos , e nem sempre o conseguimos fazer por diversos motivos .

    ResponderEliminar
  50. Será demais dizer que te adoro? :$

    ResponderEliminar
  51. Escreves mesmoo bem! ;)

    Muita força*

    ResponderEliminar
  52. Obrigada :)
    adorei o texto, o silêncio pode ser mais incomodativo que o barulho :$

    ResponderEliminar
  53. Acredita , acreditar (...)
    quem me déra '

    ResponderEliminar
  54. Acho que quando estou mal chega-me a faltar de tudo ou então chega a sobrar-me demais. Ou fico sem palavras e sem saber o que sinto, ou então sinto demasiado e não consigo expressá-lo muito bem. Se ao menos eu não fosse um ser assim tão confuso.

    Acho que perdi muito do meu tempo a pensar demasiado nas palavras quando podia ter colmatado o silêncio com um abraço, quando podia ter falado através da alma.

    ResponderEliminar
  55. Gostei muito e consigo identificar-me bastante com este texto

    ResponderEliminar
  56. ai , eu me apaixono por tuas palavras .__.
    Sinto uma coisa aque dentro sabe , fico tentando imaginar , é lindo *_* e ainda mais com essa trilha sonora:P
    ADOREI!!!
    Beijos , até o final de semana :D

    ResponderEliminar
  57. É como sorrir ante uma fealdade da vida ou encolher os ombros como quem perde o conmboio. E acreditar que o próximo é de vez, ou "nos merece".

    OU simplesmente deixar um sorriso_____ assim.

    abraço gd :)

    ResponderEliminar
  58. peço desculpa se estou a enviar dois comentários repetidos mas tenho a sensação que o primeiro não foi enviado. Mas cá vai...

    Obrigada pelo comentário que fizeste foi muito simpático

    este texto está simplesmente perfeito mesmo, demonstra imensa coisa que pela qual estou a passar

    todo o texto esta perfeito mas esta parte "Perguntas-te porque estou eu demasiado calado e afastado de todas as conversas que, poderiam ou não, originar-me momentos de felicidade. E eu respondo que apenas estou perdido nesta confusão barata de sentimentos puros e falsas palavras erradicadas em que me fizeste acreditar. E ainda digo que prefiro estar bem silencioso no meu canto mas berrar pelos cotovelos enquanto escrevo melodias que não serão completas por ti mas por alguém que, um dia, irá dar valor a todas as reticências que imponho na minha triste novela sentimental." está mesmo no ponto :')

    Amei o blog está mesmo perfeito e todos os textos estão muito bem escritos !

    Continua : )


    (caso tenhas recebido o outro comentário, aceita antes este que está mais bonito e mais completo :b)

    ResponderEliminar
  59. As verdades sao para ser ditas , escreves muito bem (:

    ResponderEliminar
  60. Adorei ,por vazes o silencio é o refugio mais pratico (:
    Vou seguir *

    ResponderEliminar
  61. Obrigadaa (:
    Tens aqui uma nova companheira de blog para "desabafar" .
    Espero que faças uso (:

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *