Café.

04:10

Lembro-me tão bem como se fosse ontem. O café pode ser amargo, pode estar demasiado quente, mas contigo tudo fica suave e doce.

O jeito que tens em poisar a chávena do café na sua base é algo que me fascina. É algo simples mas que me cativa. Ficaria horas e horas a ver-te levar a chávena à boca, a pressionares os teus sensuais lábios nas suas bordas, e a deixares o café escorregar-te pela língua que não se mostra. Ainda gosto de ver o gesto que faz a tua garganta para que o líquido escorra. E depois disso gosto de ver os teus dedos suaves poisarem a chávena fazendo um "tchim" na sua base de vidro. Depois disso entrelaças os dedos de ambas as morenas mãos e sorris.

Tenho saudades de beber um café contigo...

(photography - assim que puder publico algo decente)

You Might Also Like

38 comentários

  1. Adoro o post...mesmo lindo!! *-*'

    Continua, beijoos!! :)

    ResponderEliminar
  2. Ai meu Deus amei :O

    Estás atento a todos os pormenores, é fantástico :D

    deves gostar mesmo dessa pessoa.
    Um beijinhoo*

    ResponderEliminar
  3. Que se passou em relação a quê?

    ResponderEliminar
  4. Um texto que descreve na perfeição a observação de algo.. Adorei meu anjo <3

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pelo apoio :)
    Que post lindo *-*

    ResponderEliminar
  6. Ele é daltónico e eu não estava nada à espera. Umas raparigas da turma dele disseram-me que ele é daltónico e eu fiquei muito surpreendida, mesmo.

    Só que não é muito daltónico, consegue diferenciar cores completamente diferentes como o azul e o amarelo (foi o que me disseram).

    ResponderEliminar
  7. escreves-te o que sentiste na altura e isso e que conta <3

    ResponderEliminar
  8. Era uma coisa que gostava :)

    ResponderEliminar
  9. Oh Paulinho os teus textos são sempre decentes ;)
    Fico a espera de um próximo !
    Estes tão bonitos :D
    Bjinho *

    ResponderEliminar
  10. Há pessoas que dão um significado diferente a nossa rotina (:

    ResponderEliminar
  11. Muito obrigado por tudo!

    À momentos que deixam tantas saudades..

    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. é impressionante o facto de conseguirem diferenciar, o que para outros é igual (:

    ResponderEliminar
  13. Que texto lindo Paulo *
    Muito sentido :)

    ResponderEliminar
  14. É um bocado mau :s
    reparas em coisas fascinantes e adoro o texto (:*

    ResponderEliminar
  15. o que mais me fascina nas pessoas no que toca ao café é a relação que elas têm com o pacote de açucar.

    ResponderEliminar
  16. Amei Paulo.+.+
    És uma pessoa bastante observadora que dá um sentido especial a cada simples gesto.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  17. Tu escreves de uma maneirass.. Nem sei! São raros os rapazes que escrevem assim!
    És Simplesmente incrível!

    Amo a tua forma de escrever*

    ResponderEliminar
  18. também, mas por acaso agora estava a falar do post xp

    ResponderEliminar
  19. O amor sim é uma mrd* mas acredita que há alturas em que só me apetece enfiar num buraco longe do mundo e acreditar que tudo um dia vai passar. Mas sei lá tanto tempo, tantas tentativas e nada. É quase que uma luta falhada, uma luta da qual eu saiu sempre atingida.

    Obrigada pelo apoio.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  20. Acredita neste momento nem isso tenho. Há coisas que custam tantam! Há momentos do dia que só me apetece desaparecer e não voltar entendes?
    As coisas são tão dificeis que nem o próprio objectivo estou a conseguir realizar:c

    ResponderEliminar
  21. Há pessoas que tomam o café sem ele, outras até usam mais do que um, os coleccionadores topam-se ao longe pela forma como abrem o pacote de açucar e até ha aquelas pessoas, e muito bem, que abrem o pacote que tem a forma de canudinho pelo meio (sabes quais são?) Anyway, esses pacotes não são mero design foi um senhor que os inventou para as pessoas abri-los mesmo pelo meio mas como mais de metade da populaçao não o fazia (e continua sem o fazer) ele suicidou-se.

    ResponderEliminar
  22. e eu não disse o contrário ;
    eu também percebo muita coisa , mas aquilo que realmente gostava de perceber , não há meio de me chegar ás mãos .

    ResponderEliminar
  23. queria deixar aqui um comentário decente mas nada do que possa dizer será suficientemente especifico para dizer o que senti quando li este texto

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *