E tu fumas?

10:31

Inseriste-me numa jaula em que as paredes são tão escuras quanto a noite. Deixaste-me completamente atado e sem forma alguma de escapar a este desejo, em que agora eu me via obrigado a seguir. Fizeste-me acreditar que tudo poderia correr bem quando na verdade não tinhas forças para seguir em frente e... arrastaste-me contigo em pensamento.

Pensativo. Fico à nora a pensar em ti, tanto tempo que até os meus lábios ficam gretados. A lufada entrou-me pela garganta a uma grande velocidade e, mesmo eu tentando trava-la ela escondeu-se pelo interior do meu corpo. Alguma foi contida e expelida pelas narinas que se me queimavam por dentro numa sensação, até boa, de calor.

Quando terminada a sequência deste terror anormal sentei-me no chão frio. Deitei a cabeça sobre a palma das mãos que cheiravam a substâncias que eu odiava mas que agora me faziam libertar o stress e, mirei o céu. Não que o visse mas porque pensei nele. Fechei os olhos, levemente, a tempo de ver a tua imagem. Consegui rever o teu sorriso e reviver um pouco contigo em instantes.

Levantei-me num salto, precipitei-me até uma parede e dei um chuto, derrubando-a.

Lamento, mas agora sou eu que vou mandar em mim. E não serão os sentimentos ou impulsos desejáveis, serei eu e a minha cabeça.

You Might Also Like

22 comentários

  1. O sentimento está no lugar aonde devia. Mas ele não me quer, ou não sabe se me quer. Eu estou cansada de lutar sem que nunca nada do que eu faço sirva para alguma coisa e seja sempre desvalorizado. Eu agarro-me a uma esperança minúscula e faço um esforço por agradar, por ser melhor, e cada vez que o faço a única coisa que recebo em troca são 'tu não me respeitas', ou 'tu não me dás espaço', ou 'não posso confiar em ti'. Gosto muito dele, acredita, mas começo a achar que é melhor assim. Se ele ainda me quer não demonstra e eu acho que mais vale não ter esperança.

    Percebo muito bem o que escreves e o que dizes, mas por muito que o meu coração me empurre, a cabeça diz-me para ficar. Eu prefiro ficar, ele já demonstrou que é isso que quer e eu só quero que ele seja feliz.

    Obrigada pelo teu comentário e desculpa o testamento :x
    beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. não meu anjo, não fumo, nem quero :P

    gostoo deste post cheio de força :) espero que estejas meeesmo com essa força toda :D

    beijinho love *

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito da maneira como escreves.

    ResponderEliminar
  4. eu fumo ;D
    ainda bem que gostas. eu adoro aquela musica é linda <3

    ResponderEliminar
  5. Eu também acho que sim!

    O meu problema é que eu acho que sou correspondida, eu sei que ainda há qualquer coisa. Mas ainda há demasiados 'se', 'porque?', 'talvez'. Ainda há muito por perdoar e por esquecer, e eu não posso fazer tudo sozinha, tem que haver vontade dos dois lados. Eu sei que ainda há qualquer coisa, mas ele já demosntrou que não sabe o que quer, por isso eu estou a tentar seguir a cabeça, e não o coração, acho que mais vale encontrar o meu caminho. Tenho sempre a esperança que ele me agarre a mão e me diga para voltar. Eu voltava e nem pensava duas vezes. Mas, no fundo, sei que isso não vai acontecer. Ele não vai pedir nem quer que eu peça, por isso que mais há para fazer?

    Eu acho que mo coração tem sempre razão, e que devemos segui-lo porque ele não se engana. Mas neste momento, eu preciso de uma pausa. E o meu coração também.

    Muito obrigada pelo teu comentário. E força, não deixes de lutar por aquilo que queres para a tua vida! *

    ResponderEliminar
  6. .

    Quero poder fazer o mesmo. Mandar em mim. rs

    .
    .

    ResponderEliminar
  7. .

    Adoro vir aqui te ler, mas hoje estou com tanta raiva que nem isso consigo.

    Estava com saudades desse teu cantinho.


    .
    .

    ResponderEliminar
  8. claro, mas não pode agradar a todos :x

    ResponderEliminar
  9. Não, não estás enganado. Enquanto escrevia dei por mim a pensar em todas as salas de espera em que já estive e a ver estas pessoas sentadas, estranhos e conhecidos, sorrindo um para o outro, e dei por mim a sorrir com isto. Uma espécie de contos de fadas reais, momentâneos e mágicos :)
    Muito obrigada pelo comentário*

    De facto, espero que ele me volte a agarrar não só a mão mas todo o coração... Mas conforme as coisas estão, só penso que isso é uma esperança ingénua e ridícula. Eu não o culpo, apenas tenho pena, e o que me impede de desistir são os momentos em que ele me olha nos olhos e eu sei que não é indiferente, que ainda está na dúvida entre o tentar e o ficar por aqui.
    Precisava de lhe dizer tanta coisa mas ele nem aceita falar comigo 5 minutos. Eu sei que o que lhe falta é, provavelmente, auto controlo, porque sabe que os olhos o vão denunciar quando se pousarem nos meus.
    Às vezes o amor não chega: quem dera que não fosse este o caso :)

    Compreendo cada palavra que dizes, como se em espelho se reflectissem as minhas dúvidas nos teus sentimentos e os meus receios nas tuas emoções. O bom disto é escrever e encontrar alguém que, só por nos compreender, nos faça sentir menos desesperados. beijinhos*

    ResponderEliminar
  10. Por obrigação, passivamente.
    Infelizmente.

    ResponderEliminar
  11. .

    Dar socos em almofadas pode machucar a mão, rabiscar papéis os estragam.
    (Se ao menos eu soubesse escrever como você, aí sim, valeria à pena)
    Então, prefiro quebrar pratos mesmo. rsrs

    "Me sinto assim... constantemente amanhecendo"

    Beijo, menino das palavras bonitas.

    .
    .

    ResponderEliminar
  12. .

    Expor sentimentos em palavras escritas é um dom que nem todos possuem. Você é um dos privilegiados. Posso expor em atos, em palavras escritas jamais.

    Quanto a minha raiva, vai passar...
    Coisa boba, não de alguém, mas de um fato.

    Sei que nem te interessa, mas vou te falar: Só pelo fato de ter perdido ontem um show de um artista que amo. Tá lá no meu blog. Oswaldo Montenegro. rsrs

    Vai passar... tudo passa, mas esse dia, não vou esquecer.

    "...a raiva é mais mansa e eu me sinto capaz de suportá-la, a raiva cabe em mim porque não permanece, e as coisas só adentram em mim quando podem escapar em seguida."


    Mais beijos, menino domador de palavras.

    .
    .

    ResponderEliminar
  13. quando a tristeza precisa dum "bafo" para sair directamente pela boca..
    mas sabes, serás sempre tu e a tua cabeça a decidir, mas o coração, mesmo que não queiras, nunca se silencia (in)felizmente..
    beijinho (desculpa a intrusao*)

    ResponderEliminar
  14. Tu NUNCA me desiludes com a tua escrita, NUNCAAAA.
    ADOROOOOO <3

    ResponderEliminar
  15. Gostei do texto, porém acredito que nossas atitudes devem ser um misto de coração e razão.

    ResponderEliminar
  16. Pensa por ti e nao pelos outros :)

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *