Correndo Sem Tempo

05:07

Por vezes é necessário alterar a direcção que temos tomado, saber fugir. Aprender a saltar barreiras que não as impostas por nós mesmos e roubar a rosa ao vizinho do lado na corrida contra o tempo. E sem parar, continuar a pular cercas diversas, apoiando inteiramente os pés no chão e evitar quedas em buracos profundos. E só assim, no meio de toda a correria estonteante, no meio da corrida contra as pingas de chuva que descem pelos vidros da janela, saberemos o que não podemos deixar para trás. 

É nesse momento, em que tudo parece desvanecer-se pelos olhos velozes, que o som se torna diferente. Pois não existem só os meus pés a tocar no chão, as minhas mãos a tocar nas coisas por onde passo, e as minhas arfadas gélidas, existe algo mais. E a mão, finalmente, é segurada por outra, e talvez por outra, ou outra mais. Porque não importa o trajecto, não importa a posição dos ponteiros, se não estivermos sozinhos antes da corrida, também não estaremos quando esta suceder. E se estivermos, e se não houver outra mão a correr com a nossa, significa que, talvez, nunca, verdadeiramente, tenhamos estados acompanhados.




You Might Also Like

18 comentários

  1. É preciso se arriscar as vezes :)

    ResponderEliminar
  2. Sabemos sempre o que não podemos deixar para trás ainda que o deixemos em suspenso, façamos uma pausa, procuremos outras alternativas. Na verdade, há sempre a certeza do regresso ao tal ponto e as mãos, essas servem-nos de amparo e existe sempre uma que permanece fazendo com que estejamos sempre acompanhados (acredito nisso, faz sentido!)

    ResponderEliminar
  3. Está acompanhado pela vida parece ser a nossa procura a todo momento, mesmo quando se deseja está só e está só ainda pensamos em ter alguma companhia para compartilhar ideias ou tornamos nosso eu uma companhia a preencher o vago que alguém deixou.
    Abraços meu caro e um excelente final de semana para ti também!

    ResponderEliminar
  4. Sabes? Sobre isto tenho pensado e repensado varias vezes, pois afinal a vida é uma tarefa sem destino próximo...e vir aqui e ler o que sinto já é rotina ou era, dizes sempre o que quero ouvir, sem saberes.
    Obrigada, por estas palavras e ... continua, continua a caminhar, nunca pares por favor (!) afinal, sozinhos ou acompanhados temos que caminhar o pior é descobrir se caminharemos sempre sozinhos ou acompanhados ... bem, isso já é tarefa do vento, não nossa *

    Beijinhos,
    Pensando com Arte.

    ResponderEliminar
  5. Deveria.mos fazer uma corrida desta natureza várias vezes. Pelo menos teríamos mais certezas sobre quem consideramos ser nossos amigos!
    Muito bom!

    ResponderEliminar
  6. A vida está cheia de obstáculos e temos de saber como os enfrentar. Pudemos desistir, fugir, apanhar um atalho ou então ser fortes e encarar esse obstáculo de frente.
    São opções e escolhas que temos que tomar sempre!

    ResponderEliminar
  7. A vida é cheia de descobertas, em algumas delas talvez não tenhamos a mão visível de alguém para nos apoiar, mas que percamos a coragem e a fé de seguir, pois no caminhos existem inúmeros aprendizados e só nós podemos aprender e arriscar por nós mesmos.

    beijos

    ResponderEliminar
  8. Adorei o teu blog!
    Já estou a seguir.
    Beijinhos Ludmilla
    http://all-of-my-lifee.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Aventura! A vida deveria ser uma completa aventura. Desafios são sedutores. E, no final das contas, importa apenas a companhia, as mãos que nos seguraram e os muros que conseguimos alcançar.
    E assim vamos, correndo sem tempo e pela vida.

    ResponderEliminar
  10. Gosto de acreditar que, qualquer que seja a corrida, qualquer que seja a meta, encontrarei sempre uma mão pelo caminha , na qual me possa amparar.
    Deixo um beijito.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  11. Adoro, Adoro, Adoro os teus textos !
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  12. Antes eu enxergava a solidão como uma alternativa de vida, mas aos poucos percebi que a real felicidade só é possível se for compartilhada.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  13. As vezes é necessário mudar a direção
    Pular outros muros
    Percorrer outras estradas
    Encontrar novas companhias...

    ResponderEliminar
  14. Andas desaparecido... :\

    ResponderEliminar
  15. Estar só, ficar só não é nada emocionante mesmo. Mas, como diz o ditado, pior do que estar só, é estar mal acompanhado. Mas uma boa companhia sempre faz dos pequenos momentos, grandes e inesquecíveis momentos e, por sua vez, são essas lembranças que levamos conosco ao longo da vida.

    ;*

    ResponderEliminar
  16. muito boa!!!poetica demais!!!o tempo!!!

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *