Em Cinzas

06:34

O amor fugiu e arrebatou com tudo. Manchou as folhas da minha vida com cinza e tornou-me mais frágil que um pássaro engaiolado, dependendo sempre de outra mão para me alimentar. O amor chega e mostra-me que tudo pode ser conquistado, faz-me sonhar com tudo, sem nunca traçar um mapa. E agora que se foi, sinto-me obrigado a escavar pelos quintais, obrigado a penetrar nas florestas mais obscuras. E tudo numa procura que parece não acabar. Mas onde está esse coração que procuro? Com o amor perdi o meu próprio reflexo e as recordações boas parecem não ter mais valor algum. Porque sou humano e torna-se mais fácil ceder à queda que permanecer hirto sob as pernas fracas. O amor é o único sentimento que me faz destruir o que eu mesmo construí. Sou um autêntico fantoche que semeia na areia da praia os meus desejos. Sou louco procurando na Terra o que só acharei na Lua. E de repente, depois de toda a exaltação, o silêncio vem, elimina as memórias, os pensamentos e afaga as lágrimas que rebentam. A calma mantém-se depois da procura incessante porque não há mais energias para sofrer. E, agora, só preciso de um motivo para voltar à busca, pela manhã, pois o amor é como um poço, há dias em que podemos beber dele e outros em que, simplesmente, afoga-mo-nos.



You Might Also Like

25 comentários

  1. Está tão verdadeiro, tão profundo.

    ResponderEliminar
  2. Gostei bastante deste texto.
    E também da seguinte frase « A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

    ResponderEliminar
  3. guardei o texto para recordar, muito bom, adorei!

    http://shakingheadtoys.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Es cierto, el Amor es como un Pozo que puede estar rebosante de agua o simplemente seco hasta su fondo.
    El Amor cuando termina genera un mundo de sensaciones que somos incapaces de controlar; sensaciones que, por otro lado, son similarea cuando surge este maravilloso y, a veces, tormentoso sentimiento.
    Un abrazo, Paulo.

    ResponderEliminar
  5. O amor é fantástico enquanto dura e quando está ausente, é forte e um lutador profissional que nos derruba mas no final da luta nos ajuda levantar para outra luta e assim seguimos sobre sua incrível escravização que amamos e a afogamos nele.
    Parabéns por mais uma fantástica obra. Amei como todo amor é.

    ResponderEliminar
  6. Adorei esta parte "E de repente, depois de toda a exaltação, o silêncio vem, elimina as memórias, os pensamentos e afaga as lágrimas que rebentam." :)

    ResponderEliminar
  7. e tal como um poço, nunca tem fim, e embora tenha fases menos boas, fases cinzentas* nunca devemos deixar de o procurar, ou de lutar por ele.

    ResponderEliminar
  8. É verdade, para o que me deu, já viste?

    ResponderEliminar
  9. A tua capacidade de colocares nos teus textos transcende-me !

    ResponderEliminar
  10. Entretanto, ainda valerá à pena viver o amor, se não pretendemos desistir de sua essência. Eu era assim, como você. Até que, inesperadamente, o amor veio e não saiu mais de minha vida. Uma coleção de desilusões é um aprendizado necessário. Experiência própria. Abraços.

    ResponderEliminar
  11. O amor é mesmo poço, e muitas vezes é a única alternativa pra matar-mos a sede.

    Adorei seu texto!

    ResponderEliminar
  12. Hi!
    I found your blog very interesting and I think you do a great job!

    I would like to keep in touch with you.
    Would you like to follow each other?

    Lots of love,
    Jessica
    Jessicabanach.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Por o amor ser um sentimento tão puro pode ter muitas consequências, boas ou nem tanto.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  14. Adorei o comentário, obrigado por me seguir, fico feliz de você está gostando dos meus poemas sendo seus textos tão admiráveis é muito bom saber disso.

    ResponderEliminar
  15. Mesmo, parecem um caso perdido alguns :s
    Põe gosto e divulga se for possível, http://www.facebook.com/bhfromabsolution *

    ResponderEliminar
  16. Mesmo, parecem um caso perdido alguns :s
    Põe gosto e divulga se for possível, http://www.facebook.com/bhfromabsolution *

    ResponderEliminar
  17. Olá Paulo! faz tempo que aqui não vinha, na verdade mal tenho estado pela internet, só mesmo colocar as minha fotografia do projecto de fugida e regressar á minha vida ocupada, de final de universidade! mas felizmente tirei um tempo para mim e para os meus amigos da blogosfera!

    bem, como sempre fico parvo ao ver como á pessoas a escrever tão bem, enquanto eu sou trabalhao na escirta, por isso que devoro estes texto, pode ser que aprenda algo, hehehe! gostei bastante, o titulo é diferente e faz me pensar, remete-me á Fenix o renascer das cinzas! Abraço

    ResponderEliminar
  18. Bem é preciso $: Agora resta esperar...

    ResponderEliminar
  19. O amor quando vem traz com ele o mundo...
    Mas quando se vai deixa apenas o que somos. A verdade no fundo do copo.

    ResponderEliminar
  20. ...uma espécie de "reencarnação" afectiva!

    Como sempre, Paulo, estás muito bem a dedilhar os sentimentos.
    O teu abraço.

    ResponderEliminar
  21. http://joanafiliparocha.blogspot.pt/

    visistem e sigam,pf,obrigado

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *