Um tanto vazio

11:30

Não estranhava mais o tom altíssimo do despertador que tentava acordar a minha linha exausta de pensamentos. As buzinas dos carros pararam de me fazer confusão à cabeça atormentada e o peito deixou de palpitar com tanto fervor. Comecei a sentir falta dos sentimentos que rodeavam as minhas palavras gastas, palavras escondidas atrás de uns muros e mergulhadoras de oceanos profundos. Palavras gastas que vagueavam pelos céus estrelados à procura de onde pousar. Deixei de as sentir a todas. Parei de mergulhar no tudo para sentir um grande vazio mergulhar em mim. Não soube ao certo do que se tratava e não procurei saber respostas pois essas encontram-se escarrapachadas no final dos livros e eu gosto de pensar que ainda vou no início do meu. Além disso escrevi-me em mim e proferi-me a mim mesmo, me tornando único ser do meu universo e deixando para o lado todos os sentimentos que me tornavam transversal. Soube-me perfeitamente bem ao inicio mas quando dei conta, já me tinha perdido. Soltei todos os meus sentimentos e quando notei, agora eu também estava solto. Pois os sentimentos são, para mim, tão peculiares que sem eles me torno uma pessoa insolentemente vazia e incapaz de tomar qualquer rumo no livro da vida... E hoje, creio que os meus dedos se movem sem qualquer ânimo e qualquer razão porque deles não consegue sair sentimento algum que demonstre sentir algo. 


You Might Also Like

66 comentários

  1. continuas a escrever maravilhosamente bem (:

    ResponderEliminar
  2. Querido amigo, permita que meu carinho, aliado a tantos outros que te admiram, te preencha novamente... não que lhe falte inspiração; não que lhe falte sentimento; mas para que nunca lhe falte sorriso e desejo de ser e continuar! Sinta meu desejo de te ajudar a reorganizar-te, na sua "fragmentação"... grande abraço!

    ResponderEliminar
  3. Escreves sempre incrivelmente bem :)

    ResponderEliminar
  4. Consegues sempre superar-te, mais um txto brilhante!
    Ter sentimentos faz-nos sentir vivos, dá-nos uma razão para seguir em frente, quando sentimos que eles não estão tão fortes começamos a perder a nossa propria força, porque, afinal, não somos nada sem sentimentos

    ResponderEliminar
  5. "Não soube ao certo do que se tratava e não procurei saber respostas pois essas encontram-se escarrapachadas no final dos livros e eu gosto de pensar que ainda vou no início do meu." Olha com esta frase dizes mesmo tudo. Mais um texto daqueles que eu adoro ler. Fica bem, abraço

    ResponderEliminar
  6. Uau.
    é a única coisa que consigo dizer :)

    ResponderEliminar
  7. " Nobody said it was easy " but " No one ever said it would be this hard " |:

    ResponderEliminar
  8. Não tens nada que agradecer, eu só disse a verdade (:
    E acredita, que eu adoro ler o que escreves, porque escreves mesmo bem, e consegues-me prender aos teus textos (:

    ResponderEliminar
  9. Não tens nada que agradecer, eu só disse a verdade (:
    E acredita, que eu adoro ler o que escreves, porque escreves mesmo bem, e consegues-me prender aos teus textos (:

    ResponderEliminar
  10. Muito bom, boas fotos também :)
    Acho que vais gostar da minha lol xD
    *

    ResponderEliminar
  11. Às vezes era bom que algo ou alguém nos desse uma espécie de anestesia no coração, algo que nos impedisse de sentir e assim, não iriamos sofrer com os sentimentos que nos seriam despertados. Mas, ao fim e ao cabo, não sentir não é, à sua maneira, uma forma de sentir dor? O coração está para sentir tal como a mente está para raciocinar. Eramos tão mais pobres se não pudessemos sentir as coisas por piores emoções e sentimentos que essas coisas nos possam despertar.

    Um beijinho*
    PS: Se não sentisses, não podias gostar de mim (estou a brincar!) xD

    ResponderEliminar
  12. Ola Paulo
    É tão ruim sentir esse vazio!
    Mas o bom é saber que dias melhores virão!
    Aprendi que tudo passa!
    Beijos
    Aline

    ResponderEliminar
  13. Paulo
    É tão ruim sentir esse vazio.
    Mas mesmo sendo um vazio a gritar, ele pode nos ensinar.
    Eu aprendi que tudo passa, e as vezes precisamos desse VAZIO, para nos lembrar isso.
    Beijos
    Aline

    ResponderEliminar
  14. e quando desistem de nós, Paulo?

    ResponderEliminar
  15. adoreeeeeeeeeeeei *-* escreves tão bem!

    ResponderEliminar
  16. adoreeeeeeeeeeeei *-* escreves tão bem!

    ResponderEliminar
  17. Paulo,

    Ainda fico surpreso quando leio o sentir de outros, e sinto-me descrito, pois sinto meus sentimentos expostos em palavras que não são minhas...
    És um escritor por excelência!
    Parabéns!
    Abraço!

    Gê!

    ResponderEliminar
  18. "I started to miss the feelings that surrounded spent my words," I love this line and the pictures are perfect. Wishing you a wonderful day!

    ResponderEliminar
  19. Palavras gastas, sentimentos vazios, escreveres-te em ti... mas ao contrário do final da dissertação, havia algoa transmitir... nem que fosse um certo vazio ou cansaço das próprias palavras. E nao apenas havia algo a transmitir, ainda que um estado de espírito transitório, como a maneira como o transmites, essa sim, sempre bela e poética.

    O teu grande abraço :)

    ResponderEliminar
  20. Oi Amigo, que lindo. Imagine! palavras gastas... Suas palavras estão novinha depois desse belíssimo texto.Os sentimentos são, para mim, tão peculiares que sem eles me torno uma pessoa insolentemente vazia e incapaz de tomar qualquer rumo no livro da vida...Vc anda é muito cheio amor.Sentimento algum é tão teimoso quanto o amor! Até quando passa, não acaba. Posto de lado, jamais se conforma. Mesmo se afogando na impossibilidade, não morre. O amor é isso... lindo demais!
    Um beijo grande, e continuação de ótima semana. Smareis

    ResponderEliminar
  21. Decidiste desprender-te dos teus sentimentos, mas os sentimentos são aqueles que mais emoções nos causam, sendo bons ou maus, são eles que comandam a vida e tentar viver sem eles é tentar ser diferente, mas mesmo assim não consegues. Os sentimentos dão-nos a possibilidade de tentar alcançar melhor, tentar para nós mesmos uma razão pela qual vivemos. Tu que te perdes em sentimentos e dizes bem que um vazio mergulhou em ti, tens é de esforçar-te por mergulhar em sentimentos novos, arriscando, sendo eles bons ou maus, vão-te fazer sentir humano e como todo o ser humano, vais querer recomeçar e esse sentimento chama-se uma vontade enorme de querer fazer melhor, não pelos outros, mas por ti!
    Já agora, adorei o texto pela forma que expressas-te de forma sincera tudo o que sentias (:

    ResponderEliminar
  22. Obrigada!


    E faz exactamente o mesmo querido!

    Passa pelo meu blog, quero que leias uma coisa* (:

    ResponderEliminar
  23. aww, muito obrigada mesmo *.*

    ResponderEliminar
  24. Não gosto nada de te "ver" deprimido. Anima-te! São os sentimentos que controem a nossa alma xD

    ResponderEliminar
  25. eu fiquei deliciada com o que escreveste, com a forma como escreveste, com aquilo sobre o qual escreveste.

    ResponderEliminar
  26. Da sua vida o livro escreve. Terá começo e nunca fim, porque nesses desafios e devaneios, poderá mudar qualquer rumo. É movido por sentimentos e estes não são estáticos, não podem ser presos nas mãos e nem em uma caneta.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  27. adorei esse comentário! :o
    tens toda a razão *

    ResponderEliminar
  28. Estou desejosa que ele chegue realmente :)

    ResponderEliminar
  29. se fosse só no blogger, é em fotolog's, facebook's e tudo! nem consigo apanhar metade.

    ResponderEliminar
  30. sim, na realidade, estão a 'elogiar-me' porque se os meus textos não fossem nada de especial, não os copiavam né? mas infelizmente não posso fazer nada :c

    ResponderEliminar
  31. pois não paulo, assim como também não têm direito de copiar outras pessoas e também copiam!

    ResponderEliminar
  32. "De pequenino se troce o pepino", ahah. E tu, quantos tens?

    ResponderEliminar
  33. foi realmente um mimo,ouvir aquilo! adoro paulo.

    ResponderEliminar
  34. não tens de agradecer, ora essa :D

    ResponderEliminar
  35. tens sempre, tal como eu (a)

    ahah, não gostas de Paulito? xD

    ResponderEliminar
  36. Olá Paulo,

    Boa noite,

    Escreves muito bem.

    beijos
    suely

    ResponderEliminar
  37. Oiii bom diaaa...Adorei muito bom querido...Não importa do que é o mundo O importante, são os seus sonhos... Não importa o que você é O importante é o que você quer ser... Não importa onde você está O importante é para onde você quer ir... Não importa o porquê O importante é o querer ... Não importa suas mágoas O importante mesmo, são suas alegrias... Não veja; apenas olhe...Não escute; apenas ouça... Não toque; sinta...
    O mundo é um espelho; não seja apenas um reflexo Só acreditando no futuro você conseguirá a paz para alcançar seu sonhos...Um bj no teu lindo coração seja feliz muito feliz !

    ResponderEliminar
  38. sabes ás vezes também me sinto assim, descreveria o meu vazio com a palavra 'incompleta'. há momentos em que acho que estou fora de mim e que o meu corpo é o resto que a minha alma deixou para trás só porque não se importa, mas eu sinto algo... afinal todos sentimos!
    um beijo*

    ResponderEliminar
  39. delicio-me com os teus textos :)

    ResponderEliminar
  40. Ruim? Há-de vir o dia.
    Só tu podes saber se a tens corroída ou não, a forma que os teus sentimentos que, ao deixarem o coração, a afectam. A forma como eles influenciam a tua vida é que fazem a tua alma mais pura ou, pelo contrário, mais negra. Eu sou apologista de uma alma pura, embora não dispense de vez em quando um céu cinzento.

    E sim, tens um coração de açucar, como te disse no outro dia ^^

    ResponderEliminar
  41. Fabuloso excerto, de certo nao esta nada vazio, está sim cheio de sentimento, verdade e paixao!

    ResponderEliminar
  42. É nesse vazio que a gente encontra as forças necessárias pra lutar novamente. A gente levanta a cabeça e procura no oco, algum alento.

    Um beijo meu querido.

    Vc descreve tão bem cada sentimento.

    ResponderEliminar
  43. Obrigada!
    Fiquei parva a ver como o bicho consegue rodar assim o pescoço... Não fazia ideia que conseguiam rodar assim tanto lol *

    ResponderEliminar
  44. amei surpreendeste-me tens muito jeito adorei mesmo ;D

    segui

    ResponderEliminar
  45. na minha opiniao , o que conta nem é tanto a intenção , mas sim o sentimento !
    Eu gosto bastante de poemas , é a tua opinião , respeito * (;

    ResponderEliminar
  46. Ai é? Então o que sou eu aí dentro?

    ResponderEliminar
  47. Não devias brincar com isso =S Eu não diabética, antes pelo contrário, sou hipoglicémica. Mas pronto, presumo que te estejas a referir ao texto... aí sim... totalmente diabética xD

    ResponderEliminar
  48. Adorei mais uma vez a tua magnifica escrita :)

    ResponderEliminar
  49. Pela imagem da xícara não há nada de vazio, o delicado despertar do silêncio líquido pousa enquanto esvazia o que sobra e iludi, em cima o olhar é desconfiado,mas... do que sobra,não é sério.

    ResponderEliminar
  50. Tosca?! =( Eu trato-te tão bem e tu tratas-me tão mal xD

    Só por causa disso tenho uma coisa que escrevi para ti no blogue. Depois vem cá com coisas a dizer que sou tosca (mau! =P)

    ResponderEliminar
  51. Esqueci-me de dizer: é o "Coração de Açucar".

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *