Aguda dor.

11:37

Apresentei-me, numa longa e demorada conversa de olhares com o tecto que criei por cima da minha sonhadora cabeça. Fiquei incapacitado de tomar quaisquer decisões. Aos meus gestos foram adicionadas sombras de incertezas que nunca pensei que pudessem existir e, ao meu coração foi enviada a dor mais aguda que este já sentiu. As palavras ficaram-se-me secando na garganta, silenciosas e incapazes de saltar da boca para fora. Morreram violentamente entre as paredes da garganta deserta e este coração que pediu o abraço da felicidade foi-se cansando de enviar inúteis respostas ao mundo exterior. Cansei-me totalmente. Agora respiro porque sim. Vivo porque sim. Perdi totalmente o gosto do sabor do vento, perdi a capacidade de sorrir para ver alguém sorrir e fui-me mascarando para puder passar despercebido entre sombras coagulantes que por mim passavam. Não rejuvenesceu o sentimento que aqui ficara preso, esse apenas foi acumulando esperanças que de  quando em vez eram atiradas para longe e espezinhadas por quem lhe apetecia. Habituei-me à ausência constante dos olhos que bem me faziam sentir e por isso senti-me sem razões lógicas ou sentimentais para puder viver com este sentimento. E sem outro tipo de percalços ou tectos de duvidas inaceitáveis, incluí-me no vento e espalhei-me pelos lugares por onde passava aquele coração que pelo meu ainda era desejado. Tudo porque o verbo amar não me é conjugado no passado e não me é arrastado para o tecto. Esse é preso no coração sincero, puro, para todo o sempre.



[ Votos agradecem-se: AQUI ]

You Might Also Like

90 comentários

  1. "ao meu coração foi enviada a dor mais aguda que este já sentiu." ²

    ResponderEliminar
  2. força paulo! *
    não sei que te possa dizer mais, e tem calma.

    ResponderEliminar
  3. « Cansei-me totalmente. Agora respiro porque sim. Vivo porque sim. Perdi totalmente o gosto do sabor do vento, perdi a capacidade de sorrir para ver alguém sorrir e fui-me mascarando para puder passar despercebido (...) »
    entendo completamente, principalmente esta parte, mas não podes deixar que isso continue a ser assim, tens de ser forte :s

    ResponderEliminar
  4. Queria dizer que este texto está arrebatador. Mas custa-me dizer que está tão belo quando foi escrito pela inspiração de um coração tão magoado.

    Por isso, limito-me a dizer: coragem, Paulo. Esta fase menos boa vai passar.

    Um bjinho com amizade*

    ResponderEliminar
  5. Acima de tudo, nunca baixes os braços e sê forte Paulo!
    Quanto ao texto, está mais uma vez fantástico.

    ResponderEliminar
  6. Muito obrigada! Mais um texto lindo Paulo, força :)*

    ResponderEliminar
  7. tem que se fazer login, nao percebo :s

    ResponderEliminar
  8. Gostei do texto mas deixa que te diga que este excerto "Agora respiro porque sim. Vivo porque sim. Perdi totalmente o gosto do sabor do vento, perdi a capacidade de sorrir para ver alguém sorrir e fui-me mascarando para puder passar despercebido entre sombras coagulantes que por mim passavam.", está de mais, não entende quem não passa por isto e quem passa só quer mesmo esquecer. Abraço :)

    ResponderEliminar
  9. Ora essa, não tens de agradecer. Adorei este texto :')

    ResponderEliminar
  10. PS: Tenho votado todos os dias :)
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  11. estou aqui contigo irmão lindooo <3
    Este é o meu novo blog principe :)
    By, Jessica (:

    ResponderEliminar
  12. Ahaha, olha que nem por isso x)

    ResponderEliminar
  13. gostei muito, escreves uma forma muito natural *-*

    ResponderEliminar
  14. terás sempre, nunca te esqueças <3
    força, muita mesmo!

    ResponderEliminar
  15. Há quem não concorde...
    e depende muito dos dias. Uns dias estou mais para o querida, outros sou tão irónica que até doi xD

    ResponderEliminar
  16. eu imagino, tens a minha força toda só para ti. qualquer coisa, conta comigo, de verdade! <3

    p.s.: só vi agora aquilo de votar, vou votar e mostrar a amigos meus (:

    ResponderEliminar
  17. Entristece-me saber que as bases para este texto são a dor e o sofrimento, afinal este texto está simplesmente lindo, envolvente e cativante do inicio ao fim.

    "As palavras ficaram-se-me secando na garganta, silenciosas e incapazes de saltar da boca para fora." - já tantas vezes senti-me assim, incapaz de falar o que o coração sentia.

    Tenho a desejar-te muita força e acima de tudo, calma.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  18. Os teus textos deixam-me a pensar imenso :)

    ResponderEliminar
  19. nao tens que agradecer lindo <3

    ResponderEliminar
  20. Ahhh adorei o texto.
    Sabes né, gosto muito do que escreves, seus textos são profundos e suas palavras tocam a gente e com muitas coisas nos identificamos. Digo "a gente" porque sei que tens muitos fãs.
    Li seu comentário em meu Blog e lhe desejo força. Tudo de bom pra ti queridoh (yn'

    Bjs :*

    ResponderEliminar
  21. Chega de falar (e babarmo-nos) com queijo! Quero dizer uma coisa mais importante xD
    És genial!
    "Tudo porque o verbo amar não me é conjugado no passado e não me é arrastado para o tecto. Esse é preso no coração sincero, puro, para todo o sempre." Amei esta frase... Diz tanto!

    ResponderEliminar
  22. aii meu deus, fiquei tão «triste» ao ler este texto e ouvir a música que tens no blog :x
    adoro a maneira como escreves, já sabes, mas senti-te magoado e amargurado e a única coisa que te posso dizer é força. tocaste-me mesmo com este texto!

    e sobrenatural sempre :$

    ResponderEliminar
  23. O quanto eu te compreendo. Era tudo tão mais fácil, se existisse um botão onde pudessemos carregar quando sentissemos vontade de eliminar alguém do nosso coração :x
    Mas como infelizmente ainda nenhum génio se lembrou de inventar algo do género, não podemos fazer mais nada se não dar tempo ao tempo e enquanto isso levantar-mos a cabeça e esboçar-mos o melhor sorriso que consigamos ajuda (:
    Força Paulinho *

    ResponderEliminar
  24. mais um belíssimo texto :)

    ResponderEliminar
  25. Agora respiro porque sim. Vivo porque sim. ... perdi a capacidade de sorrir para ver alguém sorrir e fui-me mascarando para puder passar despercebido.

    Muito bom! E pena que seja de coração magoado. Coragem!

    ResponderEliminar
  26. Paulo,

    Doce pensador, sonhador … a dor é por demais aguda, por demais te digo. Mas…olha silêncio, porque há dores que são muito nossas e por vezes ninguém nos entende, nem tão pouco nos “vê”. Força. Beijo n´oteudoceolhar *

    ResponderEliminar
  27. gostei muito do texto , força !
    - e já agora, és mesmo teimoso ;O

    ResponderEliminar
  28. óh, não tens de agradecer.

    ResponderEliminar
  29. Muito obrigada, a sério (:

    ResponderEliminar
  30. Somos maníacos! Por queijo xD
    Ainda bem que ficas feliz, então :D
    Leste o Sorrisos Enferrujados? Sim, concordo contigo, as pessoas só dão valor às coisas quando as perdem... É assim, a natureza humana é assim... Estamos sempre descontentes.

    ResponderEliminar
  31. Escreves tão bem! Mas que bem :)
    Adorei este texto!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  32. Pois é, mas nós muitas vezes somos uns fracos. E isso não é uma coisa má. Simplesmente não conseguimos. E isso é uma coisa normal no ser humano.

    ResponderEliminar
  33. Muito obrigado :D Eu adoro escrever "crónicas" (fica entre aspas porque ainda não tenho experiência suficiente para as considerar verdadeiras crónicas).
    Força, gostaria muito que lesses toda a minha história :D

    ResponderEliminar
  34. pois é, o Miguel Sousa Tavares escreve mesmo mesmo bem!

    ResponderEliminar
  35. desculpa, esqueci-me que te disse :'c

    ResponderEliminar
  36. Quando essa dor é aguçada no coração, perdemos caminhos, razão, perdemos a vontade de ver todo o brilho da vida...mas ganhamos versos belos e tristes...abraços de bom dia pra ti meu amigo.

    ResponderEliminar
  37. Sabes como é... estão de saída e já nem querem saber de nada.
    Finalmente consegui vê-los agora e tem alguns erros. Enfim.

    ResponderEliminar
  38. Obrigada, já emendei *

    saudades.. acho que todos sentimos isso, não é ?

    ResponderEliminar
  39. Mas pronto, força para os dois :)

    ResponderEliminar
  40. É típica, como disseste, é fácil de nos imaginarmos lá :)

    Não tens de agradecer...

    ResponderEliminar
  41. e tu tens quereres? :b

    ResponderEliminar
  42. Obrigado por tudo meu irmão <3

    ResponderEliminar
  43. Sim ,é verdade :)

    ahaha é mesmo! Também me irrita imenso xD

    ResponderEliminar
  44. +-.
    Diz la no post... tipo pela minha correcçao deu 17,4. Eu tenho de manter um 19, acho que só tendo 18 e que posso manter. Ora, 17,5 já era 18. A ver se consigo. E assim, a avaliaçao e super subjectiva, ha montes de niveis numa resposta :/. E ha dois textos mais a composiçao, isso nao conseguimos nos avaliar :/

    Reparei agora que es de Sines! :) Adoro Sines, estive la no Verão passado, achei a melhor cidade do Alentejo (de tudo o que vi, foram bastantes). A praia de S. Torpes é a melhor coisa de Portugal, tao quentiiiiiinha! :D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  45. És capaz de ter razão, obrigado :)

    ResponderEliminar
  46. pronto, então eu reformulo a franse xb
    "És mesmo persistente Paulo ! "

    ResponderEliminar
  47. Haha' , ainda bem
    - poiis , às vezes as pessoas que menos esperamos sao as que se tornam as nossas melhores amigas. e vais ver que terás muitos momentos de amizade pura mesmo (;

    ResponderEliminar
  48. Desaparecer como, porque? :o

    Sim tambem fui a Porto Covo e tambem gostei! :)

    Fiquei em Odemira (na casa duma tia) e é um bocadinho o degredo x) A Beja em si tambem nao gostei muito.

    ResponderEliminar
  49. Entao mas ha um ano dava tao bem :o
    Havia um grande areal e sempre cheio :o Mas mesmo grande...

    ResponderEliminar
  50. Achas mesmo? Obrigado então :D Eu adoro escrever crónicas...
    Gostaria imenso de ter a tua opinião x)

    ResponderEliminar
  51. Oh, estás mesmo a ler :D Obrigado, ainda bem que estás a gostar! Ainda por cima tu que escreves tão bem!

    ResponderEliminar
  52. Vou tentar responder a todos os teus comentários xD Aqui vai:

    Ya, encurtar o nome das pessoas dá mais proximidade entre as pessoas e as personagens neste caso. Sim, tu ficarias Pau, o que não ia ser muito "carinhoso" ou então depende do ponto de vista xD

    E sim, o povo português é realmente acolhedor!

    Gosto quando as pessoas se identificam com algo nos meus textos, e percebo perfeitamente o que aquela frase te diz :D

    Então é assim, o pormenor de Paris acho que não cheguei a escrevê-lo, mas supostamente ela teve várias semanas em Portugal, na fase em que "namorava" com ele e supostamente disse-lhe onde vivia e tal xP

    ResponderEliminar
  53. Como é obvio esta historia é bastante à novela, mas eu adoro escrevê-la assim, como se estes amores pudessem mesmo existir (e acredito que os haja)

    Ahahah, o que tem as minhas descrições? :$

    ResponderEliminar
  54. Isso da foto era muito bom! xD Bem nem me digas nada, eu com os diálogos em Inglês é fácil... Mas passei uns bons tempos no google tradutor para os diálogos franceses xD

    ResponderEliminar
  55. Eu percebo, até eu gostava de ser uma personagem minha... Às Vezes é tão bom o que eu escrevo que só quero ir para lá para dentro, é por isso que é tão bom escrever...

    ResponderEliminar
  56. Pelo que consegui perceber do post, todo o Amor que tens no teu coração está a pedir para sair e ser entregue/dado a alguém. Mas neste momento não tens a quem o dar (pelo menos esse tipo de Amor!).
    Mas o mais importante é não desistir de lutar da vida, não desistir de querer viver, apesar de existirem dias que estamos vivos apenas por estar.
    Por muito que pareça inútil lutar por algo, não desistas de lutar (pelo menos) por ti, pela tua vida e por todos aqueles que fazem de ti do seu sentido de vida!
    Acredita que os próximos dias tudo irá melhorar...

    ResponderEliminar
  57. Quando o Pensador, tiver uns segundos.
    Maria deixou uma palavra a si, uma resposta...Beijo n´oteudoceolhar *

    ResponderEliminar
  58. É como eu, apenas sei o básico dos básicos xD Pelo menos aos escrevermos/lermos estamos, nem que seja por uns minutos, naquele mundo de fantasia bem melhor que o nosso!

    ResponderEliminar
  59. Tem que ser... A vida imaginada é bem melhor que a que levamos xD

    ResponderEliminar
  60. Ai que estranho :x
    E que pena. Gostei muito de la estar mesmo.

    ResponderEliminar
  61. Sim, a vida é a melhor coisa que temos! Mas sabe tão bem imaginar e sonhar um pouco...

    ResponderEliminar
  62. O amor, quando é correspondido é a melhor coisa do mundo, mas quando se ama algém que não nos ama, é dos piores sentimentos possiveis, dói desalmadamente, não é nada fácil suportar.

    ResponderEliminar
  63. Oh gostei imenso, escreves mesmo bem :D Fico maravilhada com os teus textos lindos :D Só te digo uma coisa, muita força e acredita que as coisas um dia vão ser como queres ;) Beijinhos e força e apesar de tudo nunca desistas :D

    ResponderEliminar
  64. nunca sei o que dizer acerca dos teus textos. fico sempre sem palavras. escreves de uma maneira arrebatadora, capaz de ligar incondicionalmente qualquer pessoa aos teus posts. mas isso já não deve ser novidade nenhuma para ti. :)

    muita força. *

    ResponderEliminar
  65. Um belo final de semana pra ti amigo..muitos versos de paz...abraços.

    ResponderEliminar
  66. Tem selinho pra vc no meu Blog (:

    Beijoos!!

    http://momentosdapathy.blogspot.com/2011/06/200-seguidores.html

    ResponderEliminar
  67. Bom dia meu doce amigo!

    "Agora respiro porque sim. Vivo porque sim. "
    é impressionante como eu te entendo e mtas vezes me encontro em suas palavras.Sei mto bem o que é viver apenas viver, ou por não ter coragem de por um fim em tudo.Nos acostumamos a viver sozinhos, deixamos os dias passarem como se mais nada tivesse importancia...como eu te entendo!!!
    Meu lindo, aguenta firme, segure minha mão pois vc não está sozinho. Tudo será um longo e dificil aprendizado, mas vc vai conseguir. DEUS só nos permite vivenciar aquilo que ele sabe que é suportavel ao nosso coração, tudo tem uma razão.Respire fundo, não perca jamais a esperança e certeza de um novo amanhecer, quando a gente acha q ta tudo acabado,é justamente nessa hora que começamos a renascer...tenha fé e jamais desista de vc mesmo.
    Otimo fim de semana pra ti e mto obrigada por dividir sentimentos tão unicos e pessoais...ja falei e repeto, vc tem mágica na ponta do dedos, textos simplesmente perfeitos! Beijinhos de LUZ pra ti!

    ResponderEliminar
  68. Não é para me gabar, mas eu sou uma pessoa atenta ;) Sou do tipo "poucas falas e muita observação". Mas calculo que tenhas tirado a foto numa visita qualquer a Mafra, para ver o Memorial do Convento ou assim [corrije-me se estiver enganada]. =P

    Enfim, relativamente a este texto, gosto especialmente dele. De certa forma, encaixa-se no meu estado de espirito actual. E depois ler isto com a música de fundo que tens é simplesmente... mágico, até para um momento tão triste.

    Gostei imenso ;)
    Ah e caso não ganhes aquilo do concurso literário, não deixes de escrever, a sério. Tu escreves lindamente, já te tinha dito, mas nunca é demais voltar a dizer.

    Boa sorte! e um beijinho*
    =)

    ResponderEliminar
  69. têm sido dias complicados :'c

    ResponderEliminar
  70. consigo quase sentir aquilo que sentes ao escrever cada palavra. digamos que, olhando ao conteúdo, quase poderia ter sido eu a escrever. infelizmente, partilho do mesmo sentimento.
    continua, és uma inspiração.

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *