Resistência.

04:16


Por vezes consigo sentir as tuas mãos quentes amaciarem-me a alma fria, vazia e totalmente desprovida de sentimentos. Movimentos sensuais numa dança que não terá fim. Há momentos em que não estou seguro do que sinto e tento resistir mas sei que te quero bem perto para quebres este gelo em que estou envolto. As tuas mãos continuam a dançar dentro da minha alma que por momentos aquece com um calor tão calmo e que me provoca uma sensação de prazer enorme. Costumo pensar que admiro essa tua capacidade de me mudar as opiniões mas depois parece que não passa de uma manipulação mal concluída pois o sentimento, que as tuas mãos descongelam, permanece igual, intacto e pronto para enfrentar qualquer tipo de denuncia. Quando deixo de sentir essas tuas quentes mãos dentro de mim tenho quase a certeza que me jogaste no abismo ilusório de novo. Por mais que me tente arrastar será inútil, não vou querer encontrar a saída por me poder sentir perto de ti. Então encosto-me a um canto escuro que nem tenho a certeza de ser sólido e espero que as tuas mãos me voltem a erguer porque eu sei que virão. Mas sei que, depois de dançares com a minha alma de novo, vais-me voltar a atirar pois para ti sou apenas uma diversão em momentos de solidão mas prometo-te que um dia vou procurar a entrada deste labirinto em que me enfiei e não a saída pois já começo a julgar que a recompensa final de nada valha a pena.

You Might Also Like

96 comentários

  1. aqui neste texto escreveste uma coisa que ninguém devia passar por...
    quando pensamos que tudo é verdadeiro e que simplesmente essa pessoa gosta mesmo de nós ou reconhece-nos por algo mais, descubrimos que afinal só estamos ao lado dela nos momentos de solidão e quando já ninguém esta la para ela. gostei mt*

    ResponderEliminar
  2. Adorei, adorei, adorei $:


    Sim, a nossa vida é um livro, sempre a alguma coisa inacabada, mas é um livro, ... um livro no qual deve ser feito sempre a mão, pois se faltar algo, acrescenta-se! *-*

    ResponderEliminar
  3. eu estava numa de não ser bem o que querias transmitir mas foi o que recebi desse texto e ainda bem que acertei. so significa que o escreveste bem. eu vou escrever esta historia de forma indirecta entre aspas. nao vou tar a escrever 100% o que aconteceu. apenas cm fiz na primeira parte vai ser assim que vou estar a passar o que vai acontecendo e as peças iram começar a juntar-se e tudo o mais. obrigado eu :)

    ResponderEliminar
  4. Que Lindo Paulo!
    Adorei **
    Infelizmente há muita gente assim, que apenas estão presentes em alguns momentos, neste caso, na solidão. :|

    ResponderEliminar
  5. adorei o post, adorei como jogaste com as palavras e todo o sentimento que nele transpareceu, simplesmente fantástico *
    Vou seguir (:

    ResponderEliminar
  6. eu tentarei nao escrever daqueles romances banais :b

    ResponderEliminar
  7. Fica para a próxima (:

    ResponderEliminar
  8. adorei :D
    sim, foi mesmo lindo :$

    ResponderEliminar
  9. Muito sinceramente mesmo que seja mau, nunca na vida quero esquecer tudo pelo qual já passei* :$


    Adorei!

    ResponderEliminar
  10. Este e o blog mais romântico que existe =D

    ResponderEliminar
  11. está super bonito e igualmente bem escrito :)

    não consigo imaginar uma mãe melhor que a minha* se alguma vez me considerar melhor mãe que ela serei uma mulher perto da sua realização pessoal!

    ResponderEliminar
  12. ooooooooooooobeigadissima paulinho! :p

    ResponderEliminar
  13. O calor das mãos derrete sempre qualquer fria distância... Os sentimentos viajam muitas vezes nesse labirinto e há alguns que não sabem da sua entrada, outros não sabem da sua saída... se for percorrido a dois todas as direcções serão mais sólidas (mesmo que o coração pingue lágrimas de momentos mais líquidos...)
    Neste "jogo" de palavras quentes e frias" há sempre (in)certezas que só existem para os que ousam e acredito que no fundo vale sempre a pena...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. que lindo Paulo. a tua forma de escrita deixa-me boquiaberta!

    ResponderEliminar
  15. PAULO, ja te disse que adoro os teus textos? :)*

    ResponderEliminar
  16. É difícil não gostar Paulo :)

    ResponderEliminar
  17. É verdade :s
    Obrigada eu :)

    ResponderEliminar
  18. Claro que sim Paulo!
    Acredita, eu não te iria mentir, certo? *-* Adoro mesmo :)

    ResponderEliminar
  19. lindo Paulo. cada vez gosto mais dos teus textos e da maneira como transmites sentimentos. ***

    ResponderEliminar
  20. Sim, isso também é verdade. Mas na realidade, aquele texto foi escrito para uma pessoa, com um certo propósito :)
    obrigada*

    ResponderEliminar
  21. obrigada pelas tuas palavras (:
    e muita força para ti tambem , afinal de contas tambem sabes do que falo .
    Acho que é uma coisa que ninguem devia de passar , é uma angustia e revolta enorme .

    ResponderEliminar
  22. a saudade é o pior dos sentimentos :'(

    ResponderEliminar
  23. premio para ti no meu blog :) http://withoutyoumylifecouldbeamistake.blogspot.com/2011/04/sunshine-award-2011.html

    ResponderEliminar
  24. está muito bom! gostei mesmo :)
    "Por vezes consigo sentir as tuas mãos quentes amaciarem-me a alma fria, vazia e totalmente desprovida de sentimentos."

    beijinho*

    ResponderEliminar
  25. Obrigada Paulo :)
    essa fase de te sentires bloqueado há de passar

    é msm mau quando as pessoas só estão lá quando se sentem sozinhas
    mais um texto magnifico *.*
    Beijinhos,
    Su*

    ResponderEliminar
  26. claro que tenho a agradecer, dás-me sempre imensa força e não é a primeira vez que te digo isso, bem sabes <3

    ResponderEliminar
  27. É dificil a dor de perceber que quem amamos está apenas brincando com nossos sentimentos.

    ResponderEliminar
  28. obrigada , ahaahah mesmo assim não consegui percer .. não sou lá muito boa a inglês .

    ResponderEliminar
  29. Nossa que lindo, texto cheio de sentimentos, pena que existem pessoas que se divertem com as outras em momentos de solidão e não se importam com os sentimentos dos outros,

    Lindo texto!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  30. oh muito obrigado Paulo $:

    ResponderEliminar
  31. sinceridade, acima de tudo (:

    ResponderEliminar
  32. e eu a agradecer :b
    és um querido. mais uma vez obrigado :)

    ResponderEliminar
  33. Nunca deixarei de passar aqui! ADORO mesmo **

    ResponderEliminar
  34. parece que não fomos lá :x

    ResponderEliminar
  35. De onde vem tanta inspiração ? (:

    ResponderEliminar
  36. a tua maneira de escrever lembra-me sempre tanta coisa boa do passado (:

    ResponderEliminar
  37. não sei, em cada texto há sempre uma frase que me faz recordar algo do passado.

    ResponderEliminar
  38. Há muito que não me escrevem a mim algo assim tão bonito. Também adoraria que mo fizessem.
    Estava aqui a ler mais alguns dos teus textos e fico completamente surpreendida: estou mesmo a gostar!

    ResponderEliminar
  39. Como poderia não gostar!? Muito do que escreves está de acordo com o que sinto.. Principalmente este que presumo que tenhas escrito hoje.

    ResponderEliminar
  40. e mandas pra minha casa também o: e espero que o titulo seja o que eu te disse (a) xd

    ResponderEliminar
  41. As minhas palavras para os teus textos já se esgotaram meu amor, porque eu já me começo a tornar repetitiva :O

    FANTÁSTICO!!!

    ResponderEliminar
  42. que vai ser o que eu disse x)

    ResponderEliminar
  43. nao faz mal (:
    da nada ;D
    o texto esta muito bonito (:

    ResponderEliminar
  44. eras assim tipo, MUITO LINDO o:
    fortaleceu esta, porque a criamos á distancia e soubemos mante-la e alimentá-la . mas nem todas funcionam assim, e é pena *

    ResponderEliminar
  45. sim, fomos muito fortes. oito meses a falar todos os dias por msgs, não, não é para todos . fomos uma optima junção, e adorava cada dia, cada palavra dele . isso não vai acontecer connosco, gosto muito dele *

    ResponderEliminar
  46. Prémio para ti no meu blogue! :)

    ResponderEliminar
  47. sim gostei mesmo, é mesmo incrivel como é que alguém consegue ter tanta influência em nós :s

    ResponderEliminar
  48. Tens razão, a maior parte das vezes consigo escrever muitas coisas as quais não sou capaz de aplicar a mim mesmor (ainda não consegi perceber porquê).

    Quanto ao título do livro (espero ainda vir a tempo), acho que poderia ser parecido com o título do blog "Sentimento perdido", ou Sentimento encontrado/achado/amado, ou uma conjugação como "Sentimento sentido" ou "sentimentos perdidos, sentimentos encontrado" ou "amor perdido, sentimentos encontrado", algo deste género.

    Quanto ao texto que escreves-te, amanhã tecerei um comentário digno, pois hoje o tempo urge.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  49. Gostei imenso do texto.
    E tenho um prémio para ti no meu blog ;)

    kiss, Al*

    ResponderEliminar
  50. o teu texto está lindo ; adorei simplesmente ! (:

    ResponderEliminar
  51. ora essa, nao faz mal. nem todos temos que ligar a isto. Eu respeito!

    Beijinhos ;)

    ResponderEliminar
  52. Cá se anda fofinho! Enquanto estiver assim não me posso queixar, E tu como estás?

    ResponderEliminar
  53. Não se luta apenas pelas conquistas. Se já se mostram inglórias, é necessário lutar contra elas, em nome da sanidade
    e da paz.

    Abraços

    ResponderEliminar
  54. Eu fico por horas aqui lendo e ouvindo a música de seu blog...
    Tudo maravilhoso.
    Beijos meus e uma boa semana pra ti!

    ResponderEliminar
  55. "E pronto lá vem ela fazer os comentários do costume!" Eu sei que é isso que te passa pela cabeça :P
    Mas atrevo-me a dizer mais uma vez e as vezes que forem precisas, que está lindo. Esse teu dom é especial, não deixes de escrever. É raro encontrarem-se talentos desta forma que descrevem sentimentos desta maneira! Paulo, lindo lindo lindo :))) **

    ResponderEliminar
  56. tenho muito orgulho em nós *.*
    e boa sorte para ti pequeno, vê como sou linda e vim á net só para desejar que corra tudo bem o:

    ResponderEliminar
  57. bem tu disseste que sabias tudo x)

    ResponderEliminar
  58. quero que me contes tudo! *-*

    ResponderEliminar
  59. só quero que sejas feliz tótó e que metas aquele titulo no livro (a)

    ResponderEliminar
  60. "Assim" de estar numa fase razoável :) Já passou aquilo que mais me assombrava, nova(s) pessoa(s) surgiram... ;) Por aí!
    Fico contente por teres gostado querido**

    ResponderEliminar
  61. adoraste nada :$
    eu sei que sabes, ambos sabemos que sabes x)

    ResponderEliminar
  62. "O prometido é devido", pelo que hoje vou comentar o texto.
    Apesar de existirem pessoas que têm uma capacidade incrível de conseguir "ludibriar", dominar e brincar com as outras os sentimentos e alma das outras pessoas; nem sempre poderá ser assim, pois por vezes temos os "olhos demasiadamente fechados" para conseguir ver o quer que seja. Mesmo que seja óbvio para todos os outros que estamos a ser levados.
    O ideal (e nem sempre possível) é parar a nossa normal vida (dias, semanas ou meses) e pensar sobre tudo aquilo que nos tem magoado, isto é, observar de fora tudo aquilo que nos aconteceu e perceber o que aconteceu e o que poderíamos ter feito, em diferentes alturas das diferentes situações, para que estas não acontecessem.
    E só depois deste período de pausa "recomeçar" a vida mas com um espírito e pensamento diferentes, tentando estar atento a tudo e a todos, para que situações que nos possam magoar voltem a acontecer.

    ResponderEliminar
  63. Bem verdade meu amor, á pessoas que são capazes, de só precisarem de nós quando estam sozinhos e desamparados. enfim -.-
    Adoro-te tanto <3

    ResponderEliminar
  64. A solidão é algo pelo qual ninguém devia passar. Causa dor e sofrimento e sabemos que não é necessário. No entanto caímos nela e precisamos de ajuda, na maioria dos casos. É normal porque quando estamos sozinhos só pensamos numa coisa- Na pessoa queríamos que estivesse connosco não naquele momento, mas sempre. (Não penses nisto, Pali.)

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *