Vivo por mim, agora.

09:56

Desabafo.
Sento-me de pernas cruzadas em cima de um turbilhão de emoções que queria não ter de esconder. Que não quero ter de conviver todos os dias sem poder falar sobre. Mas no entanto não há outra hipótese se não tentar oculta-las da minha mente e afasta-las, com dedos pesados, do meu peito. Vagarosas ideias ocorrem-me enquanto miro os pontos fracos da minha parede. Outrora foi branca, mas alguém lhe colocou a mão. Ficou estranhamente castanha com o símbolo da palma e dos dedos das mãos. Algo sujo. Semicerro os olhos e deito a cabeça na almofada que se queixa da violência. Cheguei à conclusão que a culpa é minha. Fui eu que coloquei a mão na parede e a sujei. Isto faz-me pensar que a vida é comandada por nós mesmos e que o presente não deixa de ser passageiro e há que tentar vive-lo da melhor maneira. Da melhor forma. Mas também cheguei à conclusão que só espalmei a mão na parede porque o quarto estava de luzes apagadas. Lembro-me de ter imergido na sua escuridão e tacteado até encontrar o interruptor... Nesse acto sujei-a.


Não gosto de estar neste buraco escuro que tu me fazes sentir pois de todas as luzes que acendi resolveste apagar a mais importante: o brilho do meu amor por ti. E este, agora, está impedido de se soltar e permanece, em mim, com medo de ser descoberto. Ele quer ser esquecido, assim como eu. Mas ambos continuamos a amar-te contra tudo. Apenas estamos calados porque já se fez demasiado barulho.

You Might Also Like

91 comentários

  1. lindo, adorei.

    ainda bem que agora vives por ti e não pelos outros *

    ResponderEliminar
  2. Eu, graças a Deus, nem tempo tenho para ter saudades disso! A minha família anda sempre nisso xD ;D

    ResponderEliminar
  3. e vai ser interessante, muito (a)

    ResponderEliminar
  4. Escreves lindamente, só gostava de ter esse teu dom :$
    E obrigadaaa, muito obrigada mesmo. É tudo que preciso neste momento.
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. sim, e as desprevenidas sao as melhores :) obrigado *-*

    este texto está tão bem escrito. adorei a forma como o escreveste

    ResponderEliminar
  6. Mais, um bonito texto sim.
    Já pensei nisso sim e já me disseram isso várias vezes, então? =$

    ResponderEliminar
  7. Paulo... a inspiração não me tem batido à porta..
    Dás-me sugestões de temas?

    ResponderEliminar
  8. Talvez um dia me aventure (:
    Ohn querido *.*

    ResponderEliminar
  9. E tu continuas o mesmo exagerado :$
    Obrigada :b

    ResponderEliminar
  10. obrigada!
    esta tao bonito (:

    ResponderEliminar
  11. os mais simples sao os melhores

    ResponderEliminar
  12. O amor, por vezes, parece doloroso senti-lo, mas ele é tão simples, nós é que somos complexos demais para entendê-lo. Conhecer o amor, mesmo entre lágrimas e dor, é para poucos.

    Bjs Paulo

    Mila

    ResponderEliminar
  13. eu não desgoto, mas é só por ele gostar :/
    e só me magou, eu sei mas pronto :s

    ResponderEliminar
  14. É tão bom saber isso, a sério *.*

    ResponderEliminar
  15. sim... e só nos apercebemos do que perdemos quando ja nao o temos...
    obrigado *-* es um querido :3

    ResponderEliminar
  16. adoro os teus textos e a maneira como escreves.
    muitos parabéns (:

    ResponderEliminar
  17. Olá Paulo!

    Respondendo =)
    Hemorrágica vem da palavra hemorragia, que quer dizer; Escoamento de sangue para fora dos vasos...rs
    Sinto meus sentimentos assim...

    PS: Você conhece o amor, foi isso que te falei, você está entre os poucos. Escrevendo sentimentos tão profundamente deve ser íntimo dele.
    :)

    Bjsss

    Mila

    ResponderEliminar
  18. Se tds pensassem assim.... Mas enfim

    Es pois :o

    ResponderEliminar
  19. Por vezes o barulho nunca é demais, acho.

    ResponderEliminar
  20. é a melhor coisa do mundo! (:

    ResponderEliminar
  21. Escreves com o coração na ponta dos dedos...A escorrer sentimentos. Lindo.
    Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  22. O pior ruído, às vezes, é mesmo o de dentro da nossa cabeça. Fica ali a "martelar", quando tudo o que queremos é esquecer. Acho que ias gostar da música Almost Lover, de A Fine Frenzy. Não sei, mas identifico o teu blog com ela. Beijinho.

    ResponderEliminar
  23. também me considero assim, por acaso xD
    hoje em dia são raras as famílias que se juntam assim tantas vezes, infelizmente, a meu ver...

    ResponderEliminar
  24. O silêncio também é bom conselheiro. (Às vezes)

    Kiss

    ResponderEliminar
  25. tudo passa, não é preciso. obrigada na mesma, mas não tenho o hábito que desabafar. é o matthew gray gubler.

    ResponderEliminar
  26. Eu sei Paulo,mas infezmente neste momento tudo se torna mau :/

    ResponderEliminar
  27. concordo com o teu comentario, mas não creio que aquela citação de Fernando Pessoa - que digo-te desde já que é uma citaçao verdadeiramente verdadeira, assim como tudo o que é dele - se adeque àquela situação. Alias, nada se adequa àquela historia. O que eu ouvi ele a dizer? básico e sujo: "se não dá com uma, dá com outra". por isso, já percebes porque é que eu digo que nada se adequa àquele assunto.

    e quanto ao teu texto, bem..é sempre um erro não vivermos por e só por nós. ninguem o faz se não o fizermos, não é assim? (:

    ResponderEliminar
  28. O mais dificil de tudo , é sabermos que o amor que sentimos nos faz mal. QUe não é saudável. Que nos magoa.... e mesmo assim, continuamos a senti-lo, a te-lo dentro de nós....
    Beijito.

    ResponderEliminar
  29. Eu acredito que sim, a sério (:

    ResponderEliminar
  30. Tu é que és um querido Paulo **
    Quanto a este Post, AMEI <3
    : A vida é comandada por nós sem dúvida

    ResponderEliminar
  31. Como sempre os sentimentos transbordam por aqui...

    ResponderEliminar
  32. sabes o que eu acho? que depois do meu aniversário vou fechar o blog, já não tenho muita paciência para escrever :x

    ResponderEliminar
  33. pois , tens razão e realmente foi cómico , ahah

    beijinhos

    ResponderEliminar
  34. E tu uma pessoa super simpática e honesta ((:
    E desculpa que te diga, mas é raro no sexo masculino *
    Por isso, vê lá, és unico :p

    ResponderEliminar
  35. Infelizmente isso é verdade, Paulo :S

    ResponderEliminar
  36. Muito obrigada mesmo, é bom saber que há pessoas que conseguem ver o seu reflexo nos meus textos... *.*
    acho que toda a gente que o sente o devia admitir! E eu sei que o tempo passa rápido, tenho sentido isso, ultimamente :)

    ResponderEliminar
  37. Acima de tudo temos que ser fortes :)
    Espero que estejas bem, acredita em ti. E obrigado mais uma vez :')

    ResponderEliminar
  38. obrigado ;)

    (sim, ás vezes é bom correr riscos ahah )

    ResponderEliminar
  39. Muito obrigada Paulo (:
    Eu por acaso vi todos os filmes deles ^^

    ResponderEliminar
  40. Era natural que assim fosse pois, tratava-se do final ^^

    ResponderEliminar
  41. Nem mais ahah há que arriscar muitooo ;)

    ResponderEliminar
  42. que lindo, do mais sincero.
    Mas tens de ter força.

    ResponderEliminar
  43. Este texto mais do que bonito, é um texto que deve fazer-nos reflectir, pois tem lições que nunca deveríamos esquecer durante esta nossa passagem na Terra.
    Está realmente muito bom!

    ResponderEliminar
  44. Partilho da mesma opinião que tu (:

    ResponderEliminar
  45. Muito obrigada, a sério! :$
    beijinho

    ResponderEliminar
  46. E ñ tem manual de instruções nem nada .

    ResponderEliminar
  47. Desempenha bastante bem os seus papéis é certo (:

    ResponderEliminar
  48. Gostei, Gostei Muito !
    Está Lindo, está melodioso, está sentimental, está um desabafo harmonioso e libertador ...
    Quem me dera ter alguém que me escrevesse assim como tu fazes a essa pessoa que não imagina sequer o que perdeu, nem o que te fez ...
    Beijinho <3

    ResponderEliminar
  49. Pois, e é o facto de ser "inesquecível e impensável" que o torna tão doloroso ...
    Ainda bem que gostaste, Beijinho <3

    ResponderEliminar
  50. sim , sem dúvida que as saudades doem muito mas isso também é um bom sinal . Sinal que algo foi bom enquanto durou e que nunca será esquecido :) obrigada *

    ResponderEliminar
  51. A mim nem é saudades, pois nunca me dizem isto. :s
    enfim... ;(

    ResponderEliminar
  52. Um caminho escuro deixa sempre uma marca. Um dia vais encontrar a luz de novo. Ás vezes (sempre)não gosto de te ver reprimido por isso forço-te a explodir e a libertar todo esse sentimento e dor acumulada porque sei que apesar de serem grandes os sentimentos, não pesam. (Nada de pensar nisto)

    ResponderEliminar
  53. em todos os teus textos dizes tudo o que sinto, tudo o que penso e tudo o que acho da vida (...)
    é as tuas palavras que mais exprimem o que sinto, continua :D

    ResponderEliminar
  54. grande verdade mesmo !
    admiro-te mesmo muito ! <3

    ResponderEliminar
  55. não é exagero nenhum !
    ( obrigadaaaa :D )

    ResponderEliminar
  56. naaao mesmo, a sério que nao é exagero! :b

    ResponderEliminar
  57. nao tens que agradecer :D
    olha , ando sem ideias :c
    podes-me dizer temas para o que escrever? :c

    ResponderEliminar
  58. obrigadaaa, a serio :D
    Excelente ideia +.+

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *