"É reflexo, não instinto."

10:23

Calcei uns ténis meio descosidos e saí porta fora. Não fiz estrondo porque contive a alma furiosa que afagava o meu coração com apalpadelas incomodativas. Apalpadelas que foram criadas para me anestesiar com um amor inconfundível e traiçoeiro. Um amor que eu não pedi mas que, embora sofra dia-sim dia-sim, sabe bem sentir. Caminhei pela estrada deserta naquela noite fria de Fevereiro. Não havia sinais de pessoas apenas escassos pontos de luz estavam à minha frente e de leve o vento passava manifestando a sua alegria por ser livre e não escravo de um amor incondicional.
Parei em frente a um passeio e avistei as luzes da cidade. E por momentos a noite enrolou-se aos meus pensamentos e formou a nossa figura.


Estávamos sentados lado a lado. Tu mostravas-me que a vida existe para ser vivida e nós, como animais racionais, devemos levantar-nos sempre. Pois até os insectos quando caem e ficam de costas para o chão, lutam até se virarem de novo e continuarem o seu caminho.

Mas eu nunca percebi. Nunca entendi como é que um ser como tu me era tão especial, como é que um ser como tu fazia despertar, em mim, sentimentos maravilhosos e outros nem tanto. Nunca percebi. Mas o amor existe para ser sentido e não compreendido, não é verdade? As coisas sabem sempre melhor quando não sabemos as suas origens. Ficando na ignorância sempre é melhor. E eu devia ter-ta dado desde o início, talvez agora não sofresse tanto mas o que está feito está feito! Se me arrependo? Muito mas por outro lado é menos um peso que está em mim...

Estendeste a mão e colocaste-a no meu ombro. Rapidamente a tirei, levantei-me e virei-te as costas.

Mas afinal só eu ali estava sentado... Sacudi a cabeça ferozmente e deixei escapar uma lágrima que de certeza brilhou na noite. Depois disso a torneira abriu-se e os soluços começaram. Desejei que ali estivesses. Por mais que me custasse queria que continuasses comigo. E sei que não é possível pois não vou mais encarar os teus brilhantes olhos que me enganam a torto e a direito. 

Faz silêncio coração, o amor não precisa de saber que aqui estamos.


(fotografia por A Man To A Worm)
(Mafalda Monteiro não consigo aceder ao teu perfil e é por isso que não te respondo, lamento)

You Might Also Like

88 comentários

  1. Adorei Paulo.
    Escreves tão bem rapaz! Saudades tuas *
    Beijinhos <3

    ResponderEliminar
  2. lindo, lindo, lindo, lindo demais.

    ResponderEliminar
  3. que texto maravilhoso *

    OLAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA :)

    ResponderEliminar
  4. claro e esta tudo bem contigo be ? :D

    ResponderEliminar
  5. Tantas coisas que nós não entendemos.
    O amor não pede licença.
    Entra e instala-se. Muitas vezes não é correspondido e leva muito tempo até que consiga convencer a outra parte.
    Bonito texto

    ResponderEliminar
  6. exacto. torna-se um estilo de vida, acham que mete piada, trair as pessoas que amam, e quando começam, não acabam, por vezes é esta a realidade :c

    ResponderEliminar
  7. oh que querido *-*
    gostei muiito !

    ResponderEliminar
  8. etas como eu , o meu pedro ja faleceu á quase 4 anos e eu ainda choro todos os dias quando vejo as paredes do meu quarto

    ResponderEliminar
  9. Texto lindo *o*

    Eu também acho que o fim não foi dos melhores. Mas eu estou naquela onda que gosto de finais dramáticos e tal xD

    ResponderEliminar
  10. Tão lindo, estou sem palavras :o

    ResponderEliminar
  11. bastantes saudades , enumeras recordações , e vontade de ir ter com ele tambm (...)

    ResponderEliminar
  12. tenho tanto medo se me esquecer dele um dia ´*

    ResponderEliminar
  13. espero bem que nao :(
    mas dava tudo para ir "ter" com ele acredita paulinho

    ResponderEliminar
  14. nao tenho vontade nenhuma de continuar isto sem ele

    ResponderEliminar
  15. as vezes da me vontade de cometer uma grande aseira

    ResponderEliminar
  16. gostei mesmo, aliás, gosto de tudo :'o

    É mesmo bom, sentimos-nos tão bem *-*

    ResponderEliminar
  17. a vida tem de ser vivida mesmo assim (:

    ResponderEliminar
  18. a vida tem de ser vivida de forma positiva :b

    ResponderEliminar
  19. Ahah, pois é, descobri hoje :b

    ResponderEliminar
  20. eu sei , e e preciso bastante força !

    ResponderEliminar
  21. apesar de nao saber o que e isso nestes ultimos tempos

    ResponderEliminar
  22. beijinho meu querido , ate amanha <33

    ResponderEliminar
  23. Pois é, eu qualquer dia dou um nome às minhas, às fobias que tenho a certas pessoas, ahah x)

    ResponderEliminar
  24. Acho que é quase que impossível não gostar :)

    ResponderEliminar
  25. Eu sinceramente esperava outro fim. Mas adorei o filme na mesma. Mas estou a fartar-me um pouco da saga. É muitos vampiros e não sei mais o quê xD
    Muita fantasia

    ResponderEliminar
  26. Oi Paulo obrigado pelos votos de melhoras, graças a Deus estou bem melhor, passando pra deixar um beijos e lhe desejar uma semana maravilhosa e iluminada..

    sSeja bem vindo ao meu cantinho..

    ResponderEliminar
  27. Boa noite....
    E por aqui, sempre tudo mto lindo hein?!

    Adoreii o post! LINDAS PALAVRAS!

    ♥´¯`*•.¸¸♥ Grande bjo,
    Fica com Deus.... e uma noite maravilhosa pra tii!

    ♥_________Mih_ ઇઉ

    http://trevisanimichelle.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  28. Sempre com textos que gosto bastante... Muito, muito bom :) *

    ResponderEliminar
  29. Shhhh coração! Não nos denuncies!
    Por vezes só quando "sonhamos" conseguimos viver.

    ResponderEliminar
  30. adoro sempre os teus textos!
    São mesmo bonitos :')
    Pareceu-me que estás um pouco triste.. toca a animar :)

    ResponderEliminar
  31. "Faz silêncio coração, o amor não precisa de saber que aqui estamos"

    Amar é superar os medos porque nos desinstala na suposta perfeição daquilo que seria o amor. É por isso que amar é sofrer, sentarmo-nos a ver a cidade desperta ao longe enquanto ao pé de nós toca a mão da solidão, do desencanto, do lamento ou simplesmente, Paulo, da vida por viver.

    E entre as injeções de quase martírio e a dor real, esta fica sempre a ganhar na glória da aparente derrota.

    E a poesia é sempre o lugar ideal para rirmos e chorarmos tudo o que temos de rir e chorar e nao sabemos.

    na poesia transcendemo-nos na finitude que a materia nao deixa. Mas vale a pena viver mesmo sem romancear. A dor é sempre melhor se nao for imagina.

    Óptimos textos, como sempre.

    Abração, Paulo :)

    ResponderEliminar
  32. e a minha historia e a do pedro !!

    ResponderEliminar
  33. De vez em quando aparecem umas ideias assim, mas é raro.. ahah x)

    ResponderEliminar
  34. vai fazer bem , e uma maneira de me lembrar dele *-*

    ResponderEliminar
  35. Ainda bem que gostaste e obrigada Paulo (:

    ResponderEliminar
  36. recebes-te o meu coment paulinho ? :)

    ResponderEliminar
  37. sinceramente nao , mas sinto que o devo fazer percebes bé ?

    ResponderEliminar
  38. bem preciso de força , sabes acahei estranho nao ter chorado quando escrevi esta primeira parte

    ResponderEliminar
  39. Estou apenas a tentar ser sincera, nada mais :)

    ResponderEliminar
  40. Cada vez mais me apercebo disso, acredita.
    Confesso-te que aquele texto, tem qualquer coisa a mais do que os outros e que não sei explicar =$

    ResponderEliminar
  41. és, e eu vejo isso pelas tua palavras $:

    ResponderEliminar
  42. A vida é aquilo que fazemos dela!
    Penso que, mesmo que não seja como gostaríamos que fosse, não devemos perder a capacidade de sonhar!
    O sonho é parte da nossa alma, aquilo que (também) nos faz ser quem somos.
    Sonhar é fundamental, penso eu.
    Por isso, aconteça o que acontecer, nunca deixes de sonhar :)

    ResponderEliminar
  43. Têm mesmo, fazem da vida única! ;)

    ResponderEliminar
  44. obrigada por me aturares paulinho

    ResponderEliminar
  45. És tão querido *.*
    O livro, é algo que está a ser pensado =$

    ResponderEliminar
  46. Faz parte, pois!
    É muito importante, por isso não deixes essa capacidade fantástica fugir (:

    ResponderEliminar
  47. és sim , pelo menos é o que me transmites

    ResponderEliminar
  48. Mas, eu refiro-me ao facto de se levarei isso a avante entendes? :$

    ResponderEliminar
  49. o amor aparece quando menos esperamos, de uma forma dificil de explicar, e apenas temos de o deixar entrar. não é para ser compreendido apenas sentido. gostei mesmo muito deste teu texto, também te sigo :D quanto ao meu texto não está nada demais :$

    ResponderEliminar
  50. sim mass se for uma pesoa arrugante para mim eu tbm o sou

    ResponderEliminar
  51. acho que devemos gostar do que temos, principalmente daquilo que temos certo e o que vier por acréscimo apenas temos de ficar contentes . quanto ao que saiu da nossa vida apenas temos de pensar que conseguimos viver sem isso porque antes também viviamos :)

    ResponderEliminar
  52. eu sei que é, melhor do que ninguém, mas o importante é não perder o rumo :)

    ResponderEliminar
  53. o mundo não pára e de nada nos vale ficarmos agarrados ao passado pois nada irá alterar o que vivemos. isso apenas ficará nas nossas boas memórias, temos é de viver o presente e mudá-lo com tudo o que há para mudar :)

    ResponderEliminar
  54. Adorei o texto. E a parte dos bixinhos de costas a lutar para continuarem... Isso costuma acontecer bastante la fora e eu costumo ajuda-los :)

    Beijinhooo <3

    ResponderEliminar
  55. Boa noite!
    Obrigada pelo comentárioo noo meu blog!
    Fico mto contente com sua visitaa viu?!
    Obrigada mais uma vez pelas palavras doces sempre!

    ♥´¯`*•.¸¸♥ Grande bjo,
    Fica com Deus....
    e uma noite maravilhosa pra tii!

    ♥_________Mih_ ઇઉ

    http://trevisanimichelle.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  56. Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
    Um grande abraço!

    Renato Douglas!

    ResponderEliminar
  57. se fossemos iguais, nada tinha piada..

    ResponderEliminar
  58. Sempre a viver esse amor não é Paulo? :'x
    Acredito que se sente saudades até de poucas estupidas e das chatises por algo inacreditavel. Mas nos vivemos de coisas que não esperamos e de amores irreconhecíveis.

    (adorei o texto, precipalmente o teu "pensamento") <3

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *