Sei reescrever.

04:34

«Consegues cativar as pessoas e isso não é um dom que muitos tenham.»
Estou preparado. Tenho enormes sonhos e gigantescos caminhos a percorrer nesta vida. Sou novo, tenho de arriscar, tenho de nadar contra a maré embora, por vezes, possa vir a não gostar da corrente. 




Vou voltar a abrir o livro. Aquele que tem as páginas mais amarelas e danificadas. Vou rasgar dele as páginas que outrora alguém marcou com gatafunhos imperceptíveis. Que alguém, um dia, se lembrou em rasgar as pontas e danificar as páginas que não lhe pertenciam. Aí, foi criado o medo. Mas agora, sei quais são as páginas que não merecem continuar a ser lidas e por isso vou fechar os olhos, contar até três e arrancar as páginas no um. Enquanto ranjo os dentes e o cabelo me afaga a testa deito aquelas páginas para o chão. Agora quem as quiser ler, que leia. 

São apenas retratos daquilo que uma vez me fizeste sentir e agora não quero relembrar mais. Folheio. Agora tenho páginas brancas, virgens. Nunca antes conhecidas ou experimentadas por alguém. Tenho os meus segredos e esses deixo para alguém especial. Nenhuma página foi escrita com eles porque achei que no nosso livro devia constar o nosso amor. Mas visto que eu te dava mais a ti que tu a mim, acho que o passei a tomar como diário. Algo pessoal, só meu. E por vezes, tu, com essa fúria abominável e olhos pedintes e carinhosos arrancavas-mo das mãos e gritavas com a caneta.

Costumavas usar-me como inspiração. Algo falso mas que me fazia sentir tão, mas tão bem.  Depois sentavas-te e, enquanto me sorrias e me deixavas pasmado a olhar para a tua cara de anjo, tocavas. Fazias-me relembrar tudo aquilo que passávamos e tudo o que poderíamos ser, juntos.
(...)
Hoje, sei que nada foi em vão. Sei que a música que tocas já não é a mesma. Sinto que mesmo depois de tudo aquilo que se passou as tuas notas se tornam mais escassas... Ou então, sou eu que já não as quero ouvir.

You Might Also Like

50 comentários

  1. tu deves ser um mágico para que estas palavras saiam das pontas dos teus dedos :)

    beijinhooo <3

    ResponderEliminar
  2. O Teu livro é a Tua vida, e ninguém mas ninguém mesmo tem o direito de o arruinar, quanto muito pode lê-lo, se o deixares ser lido, pode rabiscar pensamentos, se forem pensamentos partilhados contigo, etc. É o Teu livro, ou seja um livro único, se rasgas-te aquelas páginas amarelas e danificadas, com pontas rasgadas, por alguma razão o fizes-te, foi a tua escolha, uma escolha certa, da qual, provavelmente nao te arrependerás.
    Mas já te disse mil vezes, e se for preciso digo-te mais mil, vais encontrar alguém que nessas folhas, faça os desenhos mais bonitos, os apontamentos mais carinhosos e românticos *-*

    Muitos beijinhos, gosto muito de ti, ahah *

    ResponderEliminar
  3. Amei o texto... E e eu te addi no Face estou como Lola Fernandes hihi...

    Beijos da Lola

    ResponderEliminar
  4. O livro ficou danificado? As páginas sujas e gastas? Tu tens o poder de mudar o rumo desse livro. E irás perceber que cada vez que passa te tornas mais forte sendo na mesma alguém amável. Basta teres vontade de recomeçar.

    Gostei de cada palavra neste texto, escreves bem, bem, muito bem :')

    ResponderEliminar
  5. mas o teu tem textos muito bons :o

    ResponderEliminar
  6. Obrigado por tudo, a sério.
    Beijo*

    ResponderEliminar
  7. è bom saber que tenho amigos que são verdadeiros, mas de tanta gente que se faz de meu amigo, so 2 é que se devem safar em serem verdadeiros (...) penso eu que eles nunca me iram desiludir ;x


    Amei amei mesmo o teu texto.
    E lembra-te, o teu livro é a tua vida, ninguem mas ninguem pode mexer ou dar cabo dele <3

    ResponderEliminar
  8. não precisas de agradeçer a não ser que queiras mandar chocolate(a) :b.


    Adoro ler os teus textos, escreves mesmo bem *.*

    ResponderEliminar
  9. concordo com "LA" otimas palavras para se ler.

    Otimo domingo. :D

    ResponderEliminar
  10. nem sempre sou simpática, depende, a minha cabeça é uma grande confusão.

    ResponderEliminar
  11. não sou querida, sou realista *

    ResponderEliminar
  12. e tens alguma curiosidade em conhecer a minha?

    ResponderEliminar
  13. é muito complicado mas.. temos de viver com isso, faz parte da vida de uma pessoa :) em toda a vida vão sempre existir "essas pessoas" :|

    ResponderEliminar
  14. nem eu estava a pensar dizer tudo de uma vez :p
    nunca o fiz e raramente, ou diria mesmo nunca, alguém percebeu por completo o que vai na minha cabeça.

    ResponderEliminar
  15. por isso se conheceres um bocadinho já é bom.

    ResponderEliminar
  16. Palavras sáo sentimentos colocados em um papel, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  17. meto me eu(a) ahah

    obrigado porque? so disse o que tem de ser dito

    ResponderEliminar
  18. Muito bom este texto rapaz, gostei bastante ^^ *

    ResponderEliminar
  19. « eii , óh paulo , amo ler as tuas escritas $: é do fundo do coração !
    parabens *-*

    ResponderEliminar
  20. E, todavia, também as páginas amarelecidas e borolentas, danificadas e sujas, fazem parte do nosso diário de bordo que é a vida! Como se houvesse uma mudança de capítulo, onde tudo aquilo figura como lição, como história, como parte integrante, mas não para aprisionar, antes para escrever novos capítulos com cores que ali nao constam...

    Gostei da tua análise :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  21. Lindo texto, fiquei comovido com várias passagens...

    PARABÉNS pelo post bjoxxxxxxxxxxxxxxx

    ResponderEliminar
  22. "porque achei que no nosso livro devia constar o nosso amor. Mas visto que eu te dava mais a ti que tu a mim, acho que o passei a tomar como diário. Algo pessoal, só meu. E por vezes, tu, com essa fúria abominável e olhos pedintes e carinhosos arrancavas-mo das mãos e gritavas com a caneta."

    Está perfeito. Conseguis-te exactamente transmitir aquilo que calculo ter sido a tua intenção. Sabes? O texto está fantástico.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  23. Maravilhoso! Senti saudades de seus textos enquanto estive viajando...!
    Beijo e feliz ano novo!

    ResponderEliminar
  24. não tens que agradecer, nunca (:

    .e quando ele aparecer vou-me garantir que não o desiludo, e que lhe darei o amor mais forte que eu sentir $:

    ResponderEliminar
  25. Quando deixa de haver o click não há hipótese!

    :)

    ResponderEliminar
  26. .e sabes que eu a ti também, acredita ! «3

    ResponderEliminar
  27. mas há sempre algumas pessoas que me dou mais a conhecer do que a outras.

    ResponderEliminar
  28. queres te mostrar para mim?

    ResponderEliminar
  29. A música pode mexer com multidões mas sempre de uma maneira diferente em cada pessoa.

    ResponderEliminar
  30. tu é que es um querido +.+*

    ResponderEliminar
  31. Ohh, de nada !
    E assim como eu sorrio, espero que tu consigas Sorrir também ^-^
    Pensa nas palavras do rei Bob ;)

    ResponderEliminar
  32. Exactamente
    Não vejo um mundo sem música até na antiguidade havia festas que tinham musica

    ResponderEliminar
  33. adorei e estou a seguir! :)*

    ResponderEliminar
  34. Ah, vou fazer exatamente isso! haha
    Sobre sua pergunta, estive em uma praia aqui no Brasil, Guaratuba! Muito bonita por sinal!
    Beijo!

    ResponderEliminar
  35. que lindo...novas palavras virão nesse livro da tua vida escritas por outras pessoas. o passado...é o passado, foi bom, foi mau, mas é apenas passado. tu tens tudo para voltares a ser feliz, tens-te a ti para te dares, para amares alguém...
    adorei simplesmente.
    ******

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *