Pela montanha acima.

10:29

Estou com os pés novamente assentes no chão. Acredito em factos, acredito na amizade e no companheirismo, acredito em doenças e acredito na natureza. Acredito nos passos que dou e nas palavras que escrevo, acredito na voz e naquilo em que posso tocar. Mas recuso-me a voltar a acreditar no amor. (não, o amor não passou mas podemos tentar fazer com que se vá embora mais depressa)

Não consigo acreditar mais em ti. Sempre me deixei levar pela tua voz e pelo carinho dos teus olhos mas sempre que o fazia, tu, bloqueavas todos os meus actos reflexos, atavas todos os meus sentimentos e tornavas a amarrar-me em pensamentos frustrantes. Depois pegavas em mim sem nenhum dó e levavas-me pela tua colina de confusão acima. Deixando-me incapaz de ver e sentir qualquer coisa, para além daquela balbúrdia, tu sussurravas ao meu ouvido e rapidamente me deixavas cair...

Onde? Não sei. Nem tu sabes onde eu caia mas o que é certo é que voltavas a ir buscar-me. Criavas feridas incuráveis dentro do meu peito mas nem com isso te importavas. Depois fazias-me acreditar que tudo iria ficar bem, fazias promessas inválidas com os teus sorrisos concretos.

Mostravas-me caminhos que não eram seguros pelas montanhas frescas. Todos os dias eram assim. Sorrias e mostravas-me que o mundo era bonito e para isso bastava crermos e quando eu te criava à minha maneira não deixavas e jogavas-me ao emaranhado de pensamentos com demasiada brusquidão.

Só gostava de te pedir que não me voltasses a apanhar do chão. Eu estou cá bem, é frio mas pode ser que assim... me arrefeça o coração.

Com amor.

(foto de Juanpablojo)

You Might Also Like

24 comentários

  1. Fico muito mais feliz por estares assim. Ja sabes o que queres e tomaste atitudes ! Gosto disso :D
    Quanto ao texto em si está perfeito <3

    ResponderEliminar
  2. Ouve e entende da melhor forma para ti : ninguém tem o direito de te fazer chorar ! Chora só por quem realmente merece, pois com esses, nunca necessitares de deixar cair nenhuma lágrima.
    É difícil dar chances, mas tens de dar uma chance para ser feliz, é dura ! Mas vai valer a pena, porque tu mereces, porque tu tens de ser feliz. Tão cedo nao vais voltar a amar, mas acredita que quando esse dia chegar, será como a primeira vez que nasceste

    ResponderEliminar
  3. Estejas ou for o que importa é a convicção! :)

    ResponderEliminar
  4. Olá!

    Lindo texto, os sentimentos escorrem nas entrelinhas, aqui há mais que um TEXTO, há uma vida.

    Bjinhos

    Mila

    ResponderEliminar
  5. Obrigada, nem sabes o quão importante é para mim. *-*
    - Eu simplesmente A-M-O os teus textos, a forma como vês o mundo e tudo que te rodeia, não existem palavras, transmites 1001ª sensações num simples grupo de palavras. Espero que superes isto, tenho a certeza que és capaz.
    um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Lindo! Mas espero que nunca te congele o coração pois espero que voltes a amar ^^ *

    ResponderEliminar
  7. Amei o texto, mas não gosto nada de te ver assim...

    Love you <3

    ResponderEliminar
  8. Eu também acredito em doenças... Em amigdalites então nem se fala (:
    Detesto quem faz promessas para o ar. Magoa sermos enganados por quem, pensáramos nós, estaria sempre lá para nos "lamber as feridas". Tu percebes.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Pessoa de atitude!
    Amei!
    Beeijos!

    ResponderEliminar
  10. Deliciosamente escrito. E, sim, por vezes é preferivel nao deixar o amor amachucar-se... mesmo sendo essa a sua natureza... até ser adulto.

    Abraçooo

    ResponderEliminar
  11. muito muito muito muito muito muito muito muito muito obrigada! :')

    ResponderEliminar
  12. Belo texto. Porém não é sóbrio desistir do amor. As melhores coisas dessa vida são frutos dele.

    ResponderEliminar
  13. "...acredito na natureza..."
    disseste tudo!
    acho admirável a forma como a natureza tantas vezes maltratada, consegue renascer ... mas nós humanos temos dificuldade em deixar de magoar (e ser magoados) e em retomar um novo caminho... e será que a natureza não ama? se não, porque renasça ainda com mais beleza? Será que é porque vale a pena voltar a tentar e a mostrar o que de melhor há no perdoar da humanidade?

    Sempre bem escrito, sempre para reflectirmos, sentimentos nascem e crescem nas tuas palavras!

    beijinho

    ResponderEliminar
  14. pois, estou bastante confusa. mas já estive pior.

    ResponderEliminar
  15. tens razão esta na hora de mudar ;S

    ResponderEliminar
  16. Eu já tou no chão frio à muito tempo... Já me habituei a ele e não sei se quero deixá-lo algum dia...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Bem, sabes o que penso e o que sinto quando leio o teu blog. Gosto de o ler com calma para que os meus sentimentos sejam apenas influenciados pelas palavras que escreves- sem ter mais nada na mente.
    Neste texto, notei um leve desejo de deixares as coisas como estão, acidentalmente "caiste". Sentes-te perdido, mas nem por isso as tuas palavras deixam de ser doces e transmitir calma, apesar de às vezes sentir uma parte da tua dor, mas não leria o teu blog se não sentisse que era sincero. (hum: adorei as fotos que puseste em deste texto, são tão lindas)
    Adoro este cantinho, pali. (mas isso tu já sabias). Adorei.

    ResponderEliminar
  18. Gosto bastante do texto, de alguma forma temos uma historia parecidicima. Um dia publico para dares uma olhadela. Força nisso

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *