Estou mal, sim!

10:01

Consegui sentir o gosto em que tinhas de estar ali comigo, o quente do teu abafado amor por mim. Estávamos bem... Até que não soubeste controlar essa boca. E me voltaste a lançar na escuridão gélida e fria!

Só gostava de ter a certeza que no dia em que eu me afastar deste local tu és capaz de me escrever. És capaz de não esquecer tudo, seja aquilo de bom ou mau, gostava de ter a certeza que te lembrarás de mim e que lês os meus textos. Juro que não te envio mais nenhum e-mail pois gostava de ver um esforço da tua parte em manter o que resta desta amizade em pé. Eu sozinho não tenho forças... 


Tens duas caras, e isso está comprovado.

Sei que peço demais mas a culpa destas esperanças existirem é tua. 

Abraços calorosos.

You Might Also Like

15 comentários

  1. Senti uma frieza se espalhando no peito.Vai passar acredite!!!

    beijo

    ResponderEliminar
  2. Amizade complicada essa.. Agora com o espírito natalício, que vocês encontrem a esperança para que voltem a ser amigo :) *

    ResponderEliminar
  3. Amor manda-me JÁ um mail com tudo o que se passou.... que raio... odeio ver-te assim :(

    <3

    ResponderEliminar
  4. Será que é coincidência demais eu estar passando pelo mesmo? :/

    ResponderEliminar
  5. Hummm... se não está sendo correspondido a altura...bola pra frente que atrás vem gente...
    A vida continua....
    Abçs

    ResponderEliminar
  6. Ah, lembrei, deixei um selo pra ti em meu blog..
    Abçs

    ResponderEliminar
  7. Dualidades comportamentais.
    Andam por aí muitos assim. Hoje derretem-se de beijos e abraços e amanhã desunham-se e agridem-se desavergonhadamente...........

    ResponderEliminar
  8. ó paulo não gosto nada disso.
    as coisas não são assim tão más, váá <3

    ResponderEliminar
  9. até fiquei mal com este texto ;((
    tudo vai passar!

    ResponderEliminar
  10. nnca nos habituamos ao que nos magoa fofinho *.*
    váá paulo <3

    ResponderEliminar
  11. Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
    Vamos trocar conhecimentos...
    Ass: Magno Oliveira
    Folhetim Cultural

    ResponderEliminar
  12. Na maioria dos casos pedimos aquilo que sabemos que a outra pessoa nos pode dar. Entendo que estejas magoado, sentes na pele uma dor grande, um sofrimento que te sufoca. Não podes ter a certeza de nada, apenas sentir. É normal, Pali.

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *