ponto 8.

11:16


Não deixes que a tua mente te impeça de passar um bom bocado; porque nem sempre a razão é real. E assim assemelha-se à ilusão.

Por vezes quero fugir! Mas também por vezes quero ter o teu corpo junto ao meu. Quero dar-te um beijinho no nariz e levar-te ao cinema. Quero aconchegar-te no meu colo e cheirar-te o pescoço... São vontades incontroláveis que me fazem disparatar... e depois: acordo.

E o problema é que "essas vezes" acontecem a toda a hora.

Um amo-te; não chega.


Ps. Dedico o texto confuso ao meu Eu feminino, à pouco tempo que começámos a falar mas sinto que te conheço a vida toda. Minha pequena grande Ana Tavares; um beijinho.

You Might Also Like

9 comentários

  1. está completamente lindo o texto !
    apesar de confuso, não me sinto perdida no meio de tanta confusão.
    Sabes porquê ? Porque entendo perfeitamente cada palavra tua, para além de que sinto-as em mim :$
    é muito estranho de explicar, é tudo tão recente , mas despertas-te em mim um estado de espirito que me acalma e apazigua nos maus momentos :3
    já me sinto em divida contigo , por me apoiares tanto !

    Obrigada mesmo, mesmo, e espero que isto seja o começo de algo sem fim !
    Meu EU masculino :$

    ResponderEliminar
  2. A primeira frase do texto é um óptimo conselho :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Que coisas tão queridas xP
    Aparece no msn :C

    (Selo, <3)

    ResponderEliminar
  4. Adorei, esta um pouco confuso mais bem escrito!
    A razão as vezes não é real mesmo!

    bjos

    ResponderEliminar
  5. como se mete a musica a tocar automaticamente no blog? :$

    ResponderEliminar
  6. mais uma vez um belo texto

    ResponderEliminar

« A única pessoa que nunca comete erros é aquela que nunca faz nada. »

Obrigado pela visita *